Ambiente de Trabalho: Aprendendo com os conflitos!

0
55

As empresas hoje vivenciam uma concorrência de mercado que as obriga a criar um diferencial, favorecendo um ambiente de trabalho agradável e competitivo, para que os funcionários possam desenvolver e aplicar sua criatividade no dia a dia corporativo. Trabalhar em um ambiente assim proporciona melhor qualidade de Vida e acarreta menor geração de conflitos – desnecessários e improdutivos!

As pessoas que trabalham juntas possuem interesses, culturas, condutas e regras diferentes, o que é muito bom e positivo. Sabe por quê? Quando há diversidade de pensamentos, surgem soluções criativas para problemas e permite um crescimento social na organização.  Você aprenderá a lidar com pessoas que são diferentes do que você está habituado e isso será muito importante para seu crescimento pessoal e profissional.

Mas, devemos ficar muito atentos ao fato de que a diversidade de pensamentos, opiniões, posturas éticas e sociais pode gerar diversos conflitos dentro da empresa. Sem um consenso entre duas partes, surgirá um conflito que atingirá não só os indivíduos envolvidos, como também toda a equipe! As consequências podem ser desastrosas para o atingimento de metas organizacionais e também de metas individuais dos funcionários através do surgimento dos seguintes fatores anti-motivacionais: estresse, pressão, falta de reconhecimento profissional, intrigas, egoísmo.

A administração de conflitos é muito necessária! Uma gestão empresarial eficiente está preocupada não apenas em evitar conflitos, mas também em resolvê-los da melhor maneira. Não importa quantos e quais membros da equipe estejam envolvidos nos desentendimentos, o importante é minimizar o impacto do problema evitando que pequenas questões se tornem grandes problemas para a empresa e o desenvolvimento de seus funcionários.

Uma alternativa que costumo sugerir e aplicar nas Empresas para as quais presto Consultoria é promover Treinamentos com atividades diferentes das tarefas cotidianas. Promover eventos ou programas para que os colaboradores possam interagir entre si, conhecerem-se melhor, estreitarem os seus laços afetivo-emocionais. Este procedimento tem apresentado resultados muito positivos na gestão de conflitos, pois os funcionários desenvolvem mais confiança uns nos outros e tornam-se mais empáticos – prevenindo conflitos futuros.

O desafio para gestores é grande, pois nem sempre é fácil identificar as causas das situações conflitantes. Vejamos algumas delas:

  • Intransigência;
  • Trabalho sob pressão;
  • Expectativas frustradas;
  • Condições de trabalho desfavoráveis à produtividade;
  • Inadequações no atendimento ao cliente;
  • Ambiente de trabalho inadequado;
  • Preconceitos;
  • Mudanças repentinas na empresa;
  • Problemas na comunicação;
  • Insubordinação.

O gestor tem o dever de acompanhar de perto a condução de sua equipe e promover o bem-estar de seus funcionários. Sua missão deverá sempre ser a de minimizar o problema, imediatamente quando ele surge, para que os impactos representem menos riscos à saúde laboral da empresa e promovam ambiente mais cordial entre funcionários, colaboradores, clientes e chefias. Afinal, todos nós queremos trabalhar em paz, não é mesmo?

O empresário ou funcionário responsável pela administração do setor deve ter, obrigatoriamente, conhecimento dos fatos, deve ouvir com atenção os envolvidos, deixando-os à vontade para falar, favorecendo a criação de soluções que sejam equilibradas e justas para todas as partes.

Será criado, desta maneira, um ambiente propício ao trabalho em equipe, agregando valor e alcançando resultados realmente expressivos! A diversidade de ideias é muito positiva, uma vez que os profissionais têm a oportunidade de propor inovações e criar soluções diante das necessidades de seu setor, estimulando de uma maneira saudável a competitividade empresarial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here