4 de outubro, Dia Internacional dos Animais e de São Francisco de Assis.

0
20
Imagem: São Francisco de Assis - Zoológico São Paulo

São Francisco, Padroeiro dos Bichos e do Empreendedor Individual

Em 1931, em Florença na Itália, houve uma conferência de ecologistas.

Reza a lenda que no dia 4 de outubro dia de São Francisco de Assis, no meio da reunião, um dos membros teve a visão do Santo, onde ecologistas decidiram comemorar o Dia Internacional dos Animais.

Além disto, São Francisco de Assis sempre defendeu os animais e a natureza.

Dizem que este santo curava os animais de graça, às vezes, só com a força do olhar. Para isto, de vez em quanto, ele contava com a ajuda de sua melhor amiga, Santa Clara.

São Francisco sempre se referia aos animais como irmãos: irmã leoa, irmão pássaro, irmã borboleta, etc.

Nascido na cidade de Assis, Francisco foi comerciante autônomo e agia de um jeito independente. Mas a vocação para a vida religiosa falou mais alto.

Por ter sido um tipo de vendedor autônomo, São Francisco também é considerado patrono do empreendedor individual em alguns lugares do Brasil.

Em quatro de outubro as igrejas católicas realizam a bênção dos animais, onde os fieis levam os bichos para serem abençoados numa missa especial para eles.

Nesta data, em todo o mundo, há palestras e eventos sobre a importância dos bichos no planeta Terra.

O Dia Mundial dos animais tem como principais objetivos:

  • conscientizar os humanos sobre a importância dos bichos na Ecologia e na Economia;
  • sensibilizar as pessoas contra o abandono dos animais.
  • explicar que não se deve manter bichos em trabalhos forçados através de maus tratos, como exemplos: cavalos que puxam as carroças dos catadores de materiais recicláveis. Inclusive esta prática é proibida na cidade de Curitiba.

O professor Antônio Sandmman de Letras, Publicidade e Propaganda da UFPR explicou que fotos onde pessoas brincam com bichos ajudam a vender produtos no comércio por demonstrar carinho e ternura.

Agora, no século vinte e um, está em voga os estabelecimentos considerados “free animal”.

Um estabelecimento “free animal” é aquele onde os animais dos clientes podem frequentar abertamente. Inclusive, em alguns deles, há caixas de areias e jornais, num lugar especial, para os bichos fazerem suas necessidades fisiológicas.

Pesquisas comprovaram que este tipo de comércio tem grande aprovação de seus clientes.

Durante a minha infância e juventude, eu sempre quis possuir um animal de estimação, porém meus pais nunca deixavam.

Até que tive a ideia de rezar para Santo Antônio, na igreja do Largo da Ordem, para ganhar um cachorro.

No momento que eu estava rezando, uma senhora ao lado falou que Santo Antônio era para arrumar marido e não conseguir animais de estimação.

Assim ela me aconselhou a rezar para São Francisco que era o protetor dos bichos.

Deste jeito acatei a sugestão.

Quinze dias depois, apareceu uma gata caolha no meu quintal e ela foi adotada por mim.

Em quatro de outubro é interessante que a empreendedora decore seu comércio físico e virtual com o tema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here