Alimentação e celulite – Combate e prevenção.

1
126

Hoje a maioria das pacientes que atendo tem uma reclamação em comum: a tão assustadora celulite. Nenhuma mulher gosta desses furinhos nas pernas e no bumbum, eles marcam até com determinadas roupas, quem dirá agora nessa época em que as “pernocas” ficam de fora! E na praia então? É um pesadelo! Mas com uma alimentação adequada é possível melhorar muito o aspecto da pele.

Mas afinal de contas o que é a celulite? A celulite é a inflamação de uma célula de gordura junto com o envelhecimento do colágeno. Seu tratamento consiste em procedimentos estéticos, atividade física regular, redução de peso, aumento da ingestão hídrica e alimentação balanceada e específica para tratar a causa.

graus-da-celulite

Como ela aparece?

As maiores causas são sedentarismo, alimentação inadequada, tabagismo, distúrbios circulatórios, hormonal, genética, obesidade e estresse.

Como deve ser a alimentação para tratar a celulite?

Deve-se aumentar o consumo de alimentos integrais, pois são ricos em fibras e ajudam no funcionamento do intestino (seu mau funcionamento altera a eliminação de toxinas). Dietas ricas em gorduras ou carboidratos refinados ou maus hábitos alimentares, como comer muito à noite e pouco durante o dia, aumentam a síntese e o armazenamento de gorduras, favorecendo a celulite. Tomar pouca água e abusar do sal dificulta a troca de líquidos do organismo, favorecendo a retenção de resíduos tóxicos do metabolismo celular. Beba muita água (2 litros por dia). Isso estimula o funcionamento dos rins e do sistema linfático, eliminando toxinas e líquidos acumulados.

O que não pode faltar na dieta? Algas, arroz integral, tofu, aveia, azeite de oliva extra virgem, castanha do Pará, vegetais verde escuros, melancia, maçã, missô (pasta de soja fermentada), peixes, linhaça, gergelim, azeite de oliva extra virgem e gérmen de trigo.

É verdade que alimentos integrais, de baixo índice glicêmico ajudam a melhorar a celulite?

Sim, porque quanto menor o índice glicêmico dos alimentos (integrais) mais o colágeno é preservado. Quanto mais doces, carboidratos refinados, quanto maior o índice glicêmico maior é o grau da celulite!

Cuidar com o excesso de leite, porque o leite e derivados aumenta muito a insulina, aumentando a desestruturação do colágeno.

Refrigerante dá celulite?

Sim, não pela quantidade de açúcar ou pelo gás, e sim pela quantidade de xenobióticos (substâncias estranhas ao organismo) que ele contém, por isso não adianta nada mudar para os light ou zero.

  • Alga: fonte de iodo, equilibra o trabalho da glândula tireóide, evitando flutuações hormonais.
  • Arroz integral: contém fibras, vitaminas do complexo B e minerais (magnésio e cromo), favorecendo a digestão do açúcar e o funcionamento do intestino.
  • Aveia: rica em silício, reorganiza as fibras de sustentação da pele e previne a formação dos furinhos.
  • Azeite de oliva extra virgem: tem ação anti-inflamatória, ou seja, combate os edemas acarretados pela celulite. Associado ao azeite de linhaça, se torna mais potente.
  • Castanha-do-pará: carrega selênio, um importante antioxidante contra o envelhecimento das células.
  • Folhas verde-escuras: fonte de clorofila, melhoram a circulação e desintoxicam o organismo.
  • Lima-da-pérsia: limpa o sistema linfático e desintoxica o fígado.
  • Maçã: fonte de pectina, um tipo de fibra que neutraliza as toxinas presentes no organismo.
  • Missô (pasta de soja fermentada): é riquíssimo em probióticos naturais, que favorecem o intestino, além de ajudar a desintoxicar e desinchar.
  • Shiitake: de todos os cogumelos, é o que contém mais lentinan, substância que reforça as defesas do organismo e tem o poder de diminuir o processo inflamatório.

 

LOGO_HORIZONTAL_TRANSPARENTE_pq

http://www.chrisvitola.com.br
(41) 9153-0485

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here