Benefícios ao corpo da mulher advindos da prática da Dança do Ventre!

0
109

Correção e melhora da postura: A Dança do Ventre ou Dança Árabe, é uma arte visual, com a sua estética própria, seus movimentos vão trabalhar e desenvolver intensamente a coluna vertebral e toda a musculatura que a envolve, principalmente a paravertebral que tem importante função na manutenção da postura da mulher.

Tonificar e fortalecer os músculos do corpo: Para executar determinados movimentos da dança, existe todo um trabalho de contração e alongamento das fibras musculares combinadas, levando ao corpo um condicionamento para os exercícios requisitados na dança.

Alongamento da musculatura e a prevenção de lesões: O trabalho globalizado de alongamento pode contribuir para manter um bom grau de amplitude de movimento articular, sendo bem orientado, pode contribuir no alivio e o peso compressivo que o sistema muscular projeta sobre as articulações no sistema de alavancas, ajudando assim a prevenir os desgastes articulares.

Modela a cintura, ganhando um contorno mais feminino: Alguns movimentos da dança que envolvem separadamente o quadril e o tronco, forma um pêndulo, sendo assim, vão desenvolver a musculatura abdominal e tendem a ficar mais definidos, dando a impressão de que a cintura está mais fina e o corpo mais esbelto.

Obter controle sobre os esfíncteres: Existem exercícios durante a prática da dança, que envolvem o assoalho pélvico e o períneo, ajudando a prevenir problemas de incontinência urinária.

Favorecimento na vida sexual: A proposta da dança do ventre hoje, é fazer com que a mulher conheça com mais cuidado o seu corpo e sinta-se mais preparada para momentos como a gravidez e o parto, proporcionando a autoconfiança quanto à própria sexualidade, independente de apelos estéticos exibidos em revistas e programas de TV. 

Estímulo das funções ovarianas: Os benefícios proporcionados a mulher, estão dentre vários, dentre eles à regularidade do ciclo menstrual até a produção de hormônios secretados pelos ovários.

Diminuição ou alívio das cólicas menstruais: A prática constante da dança pode ajudar nos casos de cólicas primárias, pois a musculatura abdominal e o assoalho pélvico estão em constante contração e relaxamento ritmadamente, e acabam por comprimir as paredes do útero que são estimuladas, fazendo com que as cólicas tendem a diminuir, porém em todos os casos deve-se procurar a orientação de um médico especializado.

Aumento da capacidade respiratória: Durante a dança ou em qualquer atividade física afim, o fluxo respiratório aumenta, o organismo vai se adaptando aos constantes reflexos respiratórios e aumentando a sua capacidade respiratória.

Preparar o corpo da mulher para a gravidez e o parto: O corpo da mulher desenvolve e se adapta para a gravidez, graças ao fortalecimento da parede abdominal e de todo o assoalho pélvico, auxiliando e preparando para o parto normal, pois os músculos que vão atuar na expulsão do bebe, ficam mais fortalecidos.

Aprimoramento da capacidade neuromotora: Todo comando é feito pelo sistema nervoso central, e a repetição constante dos movimentos da dança, criam estímulos diferenciados nas vias neuromotoras, alternação de tempo, espaço e variações de exercícios capacitam as habilidades motoras, e o desenvolvimento proprioceptivo, ou seja, a consciência corporal em função do movimento no qual é solicitado.

Melhora a circulação sanguínea: Quando a atividade física se inicia os músculos são solicitados e serão utilizados mais sangue e consequentemente mais nutrientes, oxigênio e mais hormônios para realizar suas funções, e o corpo busca este ajuste, sendo assim o fluxo de sangue circulante no corpo em desenvolve mais força, o coração trabalha em um ritmo mais acelerado e a disciplina faz com que o organismo desenvolva mecanismos adaptativos a essa situação.

Refinamento da criatividade: A partir do momento que a mulher precisa criar um movimento ou outro na hora sem sair do ritmo, ela vai desenvolver um condicionamento mental, tornando-se mais segura e criativa aprendendo a dominar e lidar com situações cotidianas da vida.

Aprimoramento da sensibilidade e da intuição: A pratica proporciona esta capacidade a mulher, de buscar inspiração através de emoções como o amor, as paixões os desejos, a família e outros.

Todos nós temos inspiração, porém é necessário ser desenvolvida e trabalhada para pode aflorar e toda mulher tem intuição que faz parte do processo da dança na qual sensibiliza a si e ao seu entorno.

Elevar a autoconfiança e a autoestima: Toda mulher que aprende a lidar com o seu próprio corpo, percebe nitidamente transformações dela com o mundo que a cerca, aprendendo a lidar com diferentes situações.

Queimar calorias e ajudar no trabalho de emagrecimento: A prática da dança do ventre, proporciona um gasto calórico muito eficiente, onde o tempo da prática de uma hora, gasta-se em médica de 300 a 500 calorias, sendo benéfico e prazeroso ao mesmo tempo.

Estes são alguns dos benefícios que a Dança do Ventre proporciona ao corpo e a mente da praticante que aos poucos adquire e absorve com disciplina regular, porém o processo é lento, mas produtivo em todos os sentidos.

É preciso respeitar a individualidade da pessoa que aprende a dançar, tanto fisicamente aceitando os limites, quanto seu momento de vida e sua compreensão do mundo!

Figura 255

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here