A Constelação Sistêmica e sua aplicação nas empresas.

0
62
Constelação Sistêmica

A Constelação Sistêmica é uma ferramenta que vem sendo aplicada nas empresas.

Ela é indicada para auxiliar a gestora a tomar decisões, realizar diagnósticos, testar soluções, entre tantas outras aplicações.

A abordagem sistêmica convida a ter uma nova forma de pensar. A empresa é vista como vários elementos interdependentes.

A mudança em determinada parte da organização pode modificar outro ponto.

A ferramenta é aplicada por uma profissional (Consteladora) de forma pontual ou em um contexto de processo de consultoria ou coaching.

É bastante variada a forma de aplicação dessa técnica, podendo ser realizada em atendimento individual ou em workshops.

Durante a realização da Constelação, a cliente pode utilizar toda a informação que está disponível sobre o sistema da sua empresa e atuar como observadora.

Para cada informação relevante sobre o problema a ser solucionado são utilizados representantes, que podem ser pessoas, objetos ou maquetes 3D.

Os padrões de interação entre os representantes do sistema são percebidos.

No papel de observadora, a gestora pode visualizar dinâmicas ocultas, relacionamentos disfuncionais, enfim, perceber o que não está saudável para o bom funcionamento da empresa.

As decisões tomadas a partir desse trabalho tendem a ser mais assertivas.

Na Europa, grandes empresas como Daimler-Chrysler, IBM e BMW já obtiveram êxito com as Constelações.

A Holanda utiliza a técnica nas empresas e tem a profissão regulamentada de Constelador Organizacional.

No Brasil, ainda é pouco conhecida. Porém, como Consteladora e usuária dessa metodologia na minha própria empresa, acredito que logo será comum sua aplicação no meio empresarial.

Os princípios básicos que norteiam o trabalho sistêmico são:

  • Pertencimento: todos que fazem parte da empresa tem o direito ter o seu lugar.
  • Ordem: certas ordens de precedência devam ser observadas, como a antiguidade, especialização, competência e hierarquia.
  • Equilíbrio de troca: deve haver equilíbrio de dar e receber entre os indivíduos, entre os indivíduos e a empresa e entre a empresa e todas as partes com as quais interage.

Quando todos os princípios sistêmicos estão sendo considerados, a sensação é de que a empresa funciona em harmonia e flui.

Você, como gestora de um negócio, se depara com sensações de confusão, de que algo não está certo na empresa?

Tem a impressão de que não tem recursos necessários para a solução dos problemas diários do negócio? Sente-se seguidamente sem poder para agir ou tomar decisões?

Se você respondeu sim para alguma das questões acima, possivelmente existem questões sistêmicas a serem trabalhadas no seu ambiente empresarial através da constelação sistêmica.

Se você se interessou por essa ferramenta tão poderosa, curte o post e me conta o que mais chamou a sua atenção. E se você lembrou de alguém que pode se beneficiar dessa técnica, compartilha com ela.

Um abraço,

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here