Cuidados com a Higienização Capilar

0
622

Inverno é a estação daquela preguicinha gostosa. De se jogar no sofá com um bom livro, enrolada num edredom bem quentinho e acompanhada de uma bela xícara de chá. É também a estação onde nos descuidamos, ou melhor, diminuímos nossas visitas aos profissionais da beleza. Tudo bem, afinal faz tanto frio, chove tanto para ir ao salão toda semana. Lavar os cabelos regularmente então é quase uma tortura. Tudo bem? Acredito que muita gente vai mudar de opinião após ler este texto.

Sabe aquele cheirinho estranho que fica nos cabelos e no couro cabeludo quando ficamos 2 a 3 dias seguidos sem lavar? Muita gente acredita que é por causa da oleosidade do fio ou por contaminação do ambiente, (cigarro, poeira, perfumes, etc.), mas na verdade o responsável por esse odorzinho desagradável de cachorro molhado ou roupa que foi guardada úmida é um amiguinho que você vai conhecer agora.

Demodex folliculorum Demodex brevis

Demodex1  demodex2  demodex5

Demodex é um gênero microscópico de ácaros parasitas que se fixam no ou perto de folículos pilosos de mamíferos. Cerca de 65 espécies de demodex são conhecidas, duas vivem nos humanos: Demodex folliculorum e Demodex brevis.

A infestação por ácaros demodex é comum e geralmente não causa qualquer sintoma, embora ocasionalmente algumas doenças de pele possam ser causadas por ácaros, (geralmente relacionado a um sistema de imunossupressão causado por stress ou doença e por uma higienização débil ou incorreta) as populações de ácaro podem aumentar drasticamente, resultando no que se conhece por demodicose ou mordida do ácaro Demodex, caracterizada por prurido, inflamação e outras doenças da pele. Blefarite (inflamação das pálpebras) também pode ser causada por ácaros demodex.

Existem algumas evidências de ligação entre ácaros Demodex a algumas formas da doença de pele Rosácea, possivelmente devido à bactéria Bacillus oleronius encontrada nos ácaros.

Demodex folliculorum é encontrado nos folículos pilosos, enquanto Demodex brevis vive nas glândulas sebáceas, medem cerca de 0,03 a 0,04 mm e sobrevivem cerca de duas semanas. Eles são mais comumente encontrados em pessoas adultas pois produzem mais sebo (uma substância oleosa produzida pela pele para lubrificar e impermeabilizar), que é seu alimento.

Os ácaros são transmitidos por meio do contato entre os cabelos, sobrancelhas e das glândulas sebáceas dos hospedeiros.

demodex3 demodex4

Felizmente, há várias opções de tratamento disponíveis para eliminar esses coleguinhas indesejáveis:

Controle do sebo

O sebo (a oleosidade natural) é um dos principais fatores que atraem os ácaros Demodex, pois eles se alimentam dele. Controlar a produção e eliminar o excesso é essencial na prevenção e no tratamento de uma infestação. Há muitos shampoos que possuem fortes produtos químicos que podem desequilibrar o pH do seu cabelo e pele, levando a uma alta produção de sebo; o melhor é usar produtos para cabelo mais suaves e naturais afim de evitar infestações desses ácaros.

O uso de sabonete bactericida natural também é um grande aliado na eliminação dos ácaros nos estágios iniciais da infestação e impedir que ele se prolifere. A higienização correta dos fios e do couro cabeludo também são muito importantes. Esfregar bem o couro cabeludo, usar shampoos adequados, tratamentos detox como argiloterapia e esfoliação do couro cabeludo são técnicas que os profissionais cabeleireiros dispõem para ajudar.

É necessário também a esterilização frequente de pentes e escovas para evitar o contágio.

Falso-espinheiro (Hippophae rhamnoides)

O óleo essencial do falso-espinheiro foi testado por pesquisadores dermatologistas da University of California San Diego como tratamento para infestações de ácaros demodex no cabelo humano. De acordo com o site http://www.jashbotanicals.com/  o óleo do falso-espinheiro  “contém atributos anti-inflamatórios, além de ter propriedades gerais de nutrição, revitalização e restauração, sendo ainda efetivo contra o ácaro Demodex folliculorum” (tradução livre).

Esse óleo é distribuído como coloração e aplicado diretamente no couro cabeludo juntamente com água fria.

Uma pílula também está disponível para compra, e ambos os produtos podem ser comprados online ou em lojas especializadas.

Agora que você já conhece esse “inquilino” nada agradável, não deixe de comparecer assiduamente ao salão para cuidar não só das madeixas como também do seu couro cabeludo. Ácaros, parasitas, fungos e bactérias são os maiores responsáveis por quadros de calvícies precoces.

Cabelo bem cuidado começa pelo couro cabeludo saudável, e isso, só um profissional capacitado pode fazer por você.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here