Dia de São João Batista, 24 de junho

0
279
São João Batista - Batismo de Jesus

Em junho são realizadas as famosas festas juninas, que comemoram os aniversários de três santos: Santo Antônio no dia 13, São Pedro no dia 29 e São João Batista no dia 24.

Na verdade, a raiz das festas, desta época do ano, é anterior à era cristã. No hemisfério norte, muitos eventos pagãos aconteciam durante o solstício de verão que marca o dia mais longo e a noite mais curta do ano, o que ocorre nos dias 21 ou 22 de junho no hemisfério norte. Na Idade Média, para combater o paganismo, a Igreja Católica decidiu comemorar o aniversário destes três santos neste mesmo período.

São João Batista é conhecido por batizar Jesus nas águas do Rio Jordão. Ele era filho de Isabel, prima de Maria, e Zacarias. Isabel queria muito ter um filho, mas já estava em idade avançada. Mas não desistiu e orou para realizar este sonho. Conforme a igreja católica o anjo Gabriel foi quem noticiou a novidade para Zacarias revelando que Isabel daria à luz um menino, o qual deveria se chamar João, que significa “Deus é propício”.

Isabel e Maria além de primas eram amigas e confidentes. Por isto elas combinaram que o nascimento de João seria anunciado com uma enorme fogueira. Deste jeito Maria ajudaria Isabel. Por isto, nas festas juninas, existe a simbologia da fogueira, que também significa: o fogo, a verdade que queima e o amor entre as pessoas.

Na adolescência o pai de João faleceu e ele passou a cuidar de sua mãe. Quando Isabel faleceu, ele doou seus bens materiais e foi pregar no deserto, vestindo roupas de peles de animais, comendo insetos e anunciando a vinda do Messias.

João foi apelidado de Batista porque batizou Jesus nas águas do Rio Jordão.

Ele foi preso pelo Rei Herodes Antipas I. João foi levado a um cárcere, numa fortaleza, onde foi mantido por dez meses.

No aniversário do rei, a filha de Herodias, chamada Salomé, bailou para o rei uma dança semelhante à Dança do Ventre. Sua apresentação agradou tanto Herodes que ele prometeu à moça qualquer coisa que desejasse. Quando a filha perguntou à mãe o que deveria pedir, Herodias sugeriu a cabeça de João Batista numa bandeja. Então o rei concordou e ordenou matar João na prisão. Por isto, na gíria, uma mulher traiçoeira é apelidada de Salomé.

Nesta época, o comércio e os eventos são enfeitados com vários elementos que veremos os significados abaixo:

Bandeiras Coloridas: representam as estrelas no céu e a espiritualidade.

Balões: festas com balões já aconteciam nos povos antigos. O balão significa movimento, a efemeridade da vida e os pedidos do ser humano que vão para o céu. Por tratar-se de um esporte perigoso, podendo gerar incêndios, soltar balões é proibido nos dias atuais.

Trajes caipiras: representam a alegria do homem do campo e as comemorações das colheitas.

Quentão: uma bebida parecida, feita de vinho quente, já era usada pelos portugueses na Idade Média.

Fogueira: como já foi comentado acima Isabel, mãe de São João Batista, falou à Maria que quando João nascesse, acenderia uma fogueira para avisá-la. Maria viu as chamas de longe e foi à casa da prima.

Quadrilha: é uma dança de raiz francesa, nas contradanças de salão do Século XVII. Chegou ao nosso país na época do Brasil-Colônia e foi adaptada para as festas juninas.

Brincadeira de pular a fogueira: significa que precisamos ser fortes para ultrapassar os obstáculos.

Jogo de passar com os pés na brasa: quer dizer humildade e reconhecimento dos erros.

Escrever pedidos no papel e jogar na fogueira: reza a lenda que os pedidos vão para o céu em forma de fumaça. Então São João lê e, se a pessoa merecer, pode realizar o pedido.

São João Batista é padroeiro da Maçonaria, da Amizade e Humildade. Ele é representado, nas festas juninas, como um jovem, vestido com peles de animais, carregando um cajado ao lado de um cordeiro. O cajado significa uma terceira perna. Pois para caminharmos na vida, além de nossas duas pernas, precisamos do apoio de Deus. O cordeiro significa pureza e sacrifício, pois os povos antigos sacrificavam este tipo de animal para pagar seus pecados.

Muitos místicos dizem que São João não aprecia simpatias para arrumar matrimônio. Mas ajuda a encaminhar a espiritualidade e a amizade. Tanto que Lamartine Babo escreveu a seguinte letra de música:

“Eu pedi numa oração
Ao querido São João
Que me desse um matrimônio
São João disse que não!
São João disse que não!
Isso é lá com Santo Antônio!”

Em época de Festa Junina é importante que a empreendedora decore seu comércio com motivos da época e também use frases de impacto para aumentar as vendas, como:

“Aqui os preços estão sendo queimados na fogueira de São João”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here