Diva Divine By Paris – Rodin. L’exposition du centenaire

1
584
Le musée Rodin

Queridas leitoras, com imensa alegria estou estreando a minha colaboração que será mensal.

Aqui abordarei o tema mais amado das mulheres: o Shopping.

Desconheço uma linda mulher que não aprecie a moda, a cosmética, a perfumaria, a joalheria, a gastronomia, as viagens, os livros, as galerias de arte, e, principalmente os temas de alta responsabilidade entre direitos e deveres, educação, ecologia, responsabilidade social, formação e cultura.

Vocês vão descobrir tudo isso, diretamente de Paris, a vitrine mundial da Europa!

Numa mesma matéria poderemos associar vários temas de suma importância.

Em tempo real, as queridas leitoras estarão conectadas com a agenda de uma mulher pragmática, dinâmica e de sucesso a serviço do público feminino.

Sei também que os homens adoram ler às escondidas as revistas femininas. As nossas páginas parisienses não serão somente privilégio das poderosas mulheres: Tenho amigas que adoram vestir smoking e fumar charutos!

A palavra chave é: prazer com moderação!

Segundo Hemingway, Paris é uma festa! e você pode ter Paris em seu coração, ou viajar por Paris sem sair de casa, ou planejar suas férias ou lua de mel para descobrir ou redescobrir a Cidade Luz, absolutamente Arte!

Arte de viver e reviver.

Na primavera as folhas verdejantes protegem nossas peles, e nos incitam a tomar sorvete de mãos dadas com o namorado.

No verão temos o encanto dos bistrôs e suas taças de champagne sendo trincadas por pessoas risonhas e felizes. Múltiplos pic nics com musica em cada canto dos parques e jardins da Cidade.

No outono, as folhas douradas decoram os leitos do Rio Seine e nos incitam as reflexões e leitura de bons best sellers.

No inverno, vem a neve, os casacos de vison (sintético para respeitar os animais e a sociedade)

O inverno parisiense é tão frio, e ao mesmo tempo inebriante pois nada como uma taça de vinho para aquecer os corações dos apaixonados.

Visitar livrarias, museus, galerias e fazer shopping, footing ou ir ao cinema;

A França é único país da Europa que investe totalmente na Cultura, na cinematografia e no teatro.

Agora que eu abri o apetite das nossas queridas leitoras, apresento a grande exposição do momento.

Rodin-Grand-Palais-Provisoire

Grand Palhais:
Exposição do centenário de RODIN
http://www.grandpalais.fr/

Augusto RODIN (1840 – 1917) é considerado como o pai da escultura moderna.
Para festejar o centenário da morte de RODIN, o Grand Palais apresenta uma magnífica exposição das mais importantes obras do genial Mestre, tais como o Pensador, o Beijo, etc.

Rodin. L’exposition du centenaire – A exposição retrata os sonhos e as glorias do poeta apaixonado. Mestre e monstro sagrado incontestável. Rodin revolucionou a criação artística, mesmo antes de Braque, Picasso ou Matisse.

Quem foi

René-François-Auguste Rodin foi um importante escultor francês. Sua obra teve grande influência do impressionismo e do simbolismo. Nasceu em Paris em 12 de novembro de 1840 e faleceu na comuna francesa de Meudon em 17 de novembro de 1917.

Vida do artista

Desde criança demonstrou grande interesse por esculturas.

Aos 13 anos de idade, entrou para uma academia de arte para aprender os princípios básicos das artes plásticas. Interessou-se e estudou também, por conta própria, anatomia humana para utilizar os conhecimentos na elaboração de suas esculturas. Aos 18 anos de idade, começou a trabalhar como modelador e ornamentista. Especializou-se na elaboração de esculturas em bronze.

Curiosidades: VIDA E OBRA

☼ Antes de ser tornar um escultor conhecido, Rodin chegou a ganhar a vida como ornamentista de empresa de decoração.

☼ Em 1864, teve sua primeira obra “O homem de nariz quebrado” rejeitada pelo Salão de Paris. Os especialistas em arte do salão justificaram a rejeição afirmando que se tratava de uma obra inacabada.

☼ As esculturas de Rodin causaram rejeição do público em praticamente todas as primeiras exposições. O reconhecimento só começou a se tornar palpável a partir de 1900, ou seja, 36 depois que ele exibiu pela primeira vez uma obra no Salon de Paris.

☼ A falta de reconhecimento fez com que o escultor tivesse um colapso nervoso e procurasse um monastério para se recuperar. Aliás, foi um padre amigo que convenceu o escultor a esquecer a vocação religiosa e se dedicasse àquilo que ele tinha mais talento: a escultura.

☼ A primeira versão da obra O Pensador – sem dúvida, a mais famosa do gênio francês – não era propriamente uma escultura, mas parte de um pórtico intitulado As Portas do Inferno. A grande inspiração para essa obra foi o livro A Divina Comédia, de Dante Alighieri.

Existem pelo menos 28 cópias de O Pensador espalhadas pelo mundo, a maioria em locais públicos.
Foto: AE – Réplica – O Pensador (Augusto Rodin) – Ueno Tóquio Japão / 2004

☼ A obra de Rodin que alcançou maior valor de venda em um leilão foi “A eterna Primavera” (esculpida entre 1901 e 1902). A escultura em mármore foi vendida em maio de 2016 por US$ 20,41 milhões.

Curiosidades: AMOR E PAIXÃO

☼ Rodin teve uma relação duradouro com a escultora Camille Claudel.

O romance durou 15 anos, só terminando quando ele resolveu unir-se a um antigo amor: Rose Beuret, uma mulher mais velha do que ele.

Sentindo-se abandonada e sobretudo usada, Camille Claudel se voltou contra Rodin.

O antigo amor transformou-se em inimigo. Camille fechou-se para os amigos e viveu reclusa em seu ateliê.

Num acesso de loucura, destruiu quase tudo o que lembrava a antiga paixão.

Camille Claudel foi internada numa instituição psiquiátrica, onde permaneceu até o final da vida.

Até a próxima!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorRespeito, Empresas e Pessoas.
Próximo artigoDia de São Pedro, 29 de junho
Diva Pavesi
Brasileira, nascida em São Paulo-SP, em 17 de novembro de 1956, Brasileira, casada com o empresário Nicolas Pavesi, é naturalizada francesa e vive há 31 anos na Europa. Mãe de dois filhos: Luis Pavesi e Vittorio Pavesi; tem dois netos: Thais Pavesi e Lukas Pavesi. Formada em Jornalismo, especialização em Rádio e Televisão e Relações Públicas pela Fundação Cásper Líbero, em São Paulo, em 1986. Pós-graduada pela Universidade Sorbonne, em Paris, e Universidade de Dublin, Irlanda, nas áreas de Cultura, Business e Comunicação. Fala fluentemente quatro idiomas: Francês, Inglês, Espanhol e Italiano. Diva Pavesi viveu em varias capitais da Europa: Lisboa, Paris, Londres, Dublin, Nice, Orléans. Sua vida é dedicada às Artes, Letras, Cultura Brasileira e Francesa, onde promove os dois países nas maiores vitrines artísticas e culturais do mundo. Editora, Jornalista, Escritora, Fotógrafa, Curadora, Produtora Cultural, Marchand, Tradutora e Intérprete. Presidente da “Divine Académie des Arts Lettres et Culture”. Presidente da Divine Magazine. Presidente da DBI International de Business. Presidente da Divine Edition. Presidente da RIHMI - Rede Internacional de Homens e Mulheres Inspiradores. Editora: já editou e lançou mais de 70 livros em sete anos, de grandes autores, poetas e escritores brasileiros; dentre eles três livros de Martinho da Vila. Escritora: já editou vários livros de arte fotográfica e artes plásticas, bem como romances e livros que promovem varias capitais do Brasil. Curadora: já expôs no Carrousel du Louvre e em varias galerias de arte em Paris; mais de 1200 artistas nos últimos 30 anos. Também promove Artistas Plásticos Franceses no Brasil, nos mais importantes museus, galerias de arte e Salões de Artes, na França e na Europa. Jornalista: criou vários jornais, revistas e programas de radio e de televisão ao longo de sua carreira internacional em vários países da Europa. Correspondente de vários órgãos de comunicação: Revistas, Rádios e Televisão. Conferencias e Projetos Sociais: Em agosto de 2017 vai inaugurar a criação de uma Biblioteca para 120 Crianças de uma Comunidade carente em São Paulo. Conferências que foram realizadas em Universidades no Brasil e na França de 2009 a 2014: “Educação, Formação, Cultura e Inclusão Social se aprendem na Escola” “Igualdade étnica.” Respeito as tradições e as diversidades". « Liberté Egalité et Fraternité ecoam em minha alma verde e amarela. » “Não às violências e violações infantis”. “Protejamos as nossas crianças que são o Futuro do Mundo.” Projeto de Lei Cultural: Idealizadora do Projeto de Lei n° 279/2004, aprovada na Câmara Municipal de São Paulo “Semana da Cultura Francesa”, no município de São Paulo, na semana de 14 a 20 de julho, com o objetivo do intercâmbio cultural e turístico entre o Brasil e a França. Doação de Livros: De 2008 a 2014: doou centenas de livros para Bibliotecas e Institutos no Brasil e na França. Diva Pavesi é Membro de Instituições Francesas e Brasileiras e já foi condecorada pelas Forças Armadas Brasileiras. Em 2015 é condecorada com o titulo: “Amigo da Marinha”, pela Marinha Brasileira na Embaixada do Brasil em Paris. Em 2011 foi condecorada com a “Medalha Granadeiro” do Primeiro Batalhão de Guardas – Batalhão do Imperador 1823 / Rio de Janeiro. Em 2010, recebeu a “Monção de Honra” no Senado do Brasil em Brasília. Em 2009 recebe as condecorações na Academia Brasileira de Letras as Medalhas de Ouro Jorge Amado e Guimarães Rosa, na UBE e ABRADE no Rio de Janeiro. Em 2009 recebe a Medalha de Ouro, da “Societé d’Encouragement International et National des Sauveteurs em Paris.” Em 2009 e 2007, recebe a condecoração da Academie International du Mérite et Dévouement Français e da “Société Academique des Arts Sciences et Lettres”, que festejou seus 100 anos.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá Diva Pavani,

    Quero dizer que é um prazer enorme ter uma colega colunista como você em nossa equipe. Não a conheço pessoalmente, mas já ouvi vários elogios a seu respeito. Parabéns pelo seu trabalho e pela excelente matéria.

    Grande Abraço
    Alessandra Batista (COLUNISTA)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here