Domando o medo de falar em público.

0
134

Também conhecido como glossofobia, o Medo de Falar em Público, é comum até mesmo para alguns profissionais de comunicação. Este assunto foi tema de um quadro no Fantástico, no mês de março 2017, onde assistimos três pessoas com esta dificuldade na apresentação de seus trabalhos. Excelente aula com Max Gehringer, consultor de carreiras e com o Reinaldo Polipo, professor de oratória.

As pesquisas comprovam: 60% dos brasileiros têm pavor de se expor e falar em público! Se você faz parte dos 40% que não tem esta dificuldade, Parabéns! Você já possui um diferencial no mercado de trabalho e na sua vida social. Mas se você ficou na estatística dos 60%, não se preocupe, isto tem solução! Invista em você e agarre as oportunidades daqui para frente!

Você será solicitado a falar em público, desde a sua formação no colégio, na faculdade e no mundo corporativo, muito mais! Esta é uma tarefa necessária ao longo da carreira de muitas pessoas. Mesmo assim, as pesquisas nos dão conta de que alguns profissionais entram em pânico só de pensar em apresentar seu projeto diante de uma plateia, ainda que seja pequena.

O primeiro pensamento que deve ter em mente é o de que não é fácil para qualquer pessoa falar em público, no início do seu processo. Aquela pessoa que você vê fazendo uma apresentação com desenvoltura, tinha os mesmos receios que você .A verdade é que todos já passaram por aquele arrepio no estômago na hora de apresentar um projeto. A diferença é que uns enfrentam esse receio, enquanto outros se deixam bloquear pelo pânico.

A habilidade de Falar em Público torna-se cada vez mais necessário na nossa comunicação, principalmente nas situações abaixo:

  • Apresentar um Projeto,
  • Apresentar um trabalho de conclusão de curso: um TCC, uma dissertação ou uma tese.
  • Vender uma ideia, quer seja no ambiente social ou mesmo corporativo.
  • Defender as qualidades de um produto.
  • Participar de uma reunião…

A pessoa que tem medo de Fala em Público, quando vai fazer uma apresentação, experimenta um quadro não muito confortável: a adrenalina sobe, a respiração aumenta o ritmo e sangue flui para os membros inferiores e reduz o sangue circulando no cérebro!

Quem já passou por esta situação antes de falar em público, sabe que a perda de foco do seu conteúdo é quase que inevitável. Isto porque, no caso de uma apresentação, o medo faz com que o Foco volta-se para a pessoa, que tenta de alguma forma, se acalmar, tirando a concentração do conteúdo. Este é um cenário propício para o tão temido “branco” que acontece até com certa frequência. É uma situação delicada porque a pessoa termina se desconectando da Plateia e do próprio contexto. Isto tudo é sinônimo de catástrofe na apresentação.

Como, então, superar o medo de Falar em Público?

Algumas atitudes são fundamentais:

1 – Entusiasme-se pelo seu tema

Se você foi convidado para apresentar este tema, é porque conhece bem o assunto e tem pessoas interessadas em ouvi-lo! Isto é motivo para aumentar a sua autoestima e a sua autoconfiança, o que favorece a credibilidade que você transmite à sua audiência. Transmitir confiança é decisivo para o sucesso da sua apresentação!

 Pense no benefício que será você levar aos outros um assunto que conhece sobre o qual gosta de falar.

2 –  Primeiro veja a sua apresentação como é uma oportunidade

Quando a pessoa vê a apresentação como uma oportunidade, inconscientemente vai alterando o seu modelo mental de nervosismo e negatividade com relação a esta sua dificuldade de Falar em Público. Substitua O nervosismo e a ansiedade por pensamentos e imagens mentais positivas

Um exercício de visualização irá ajudá-lo muito. Este é o momento onde o foco é você. Reserve uma agenda que permita você ficar consigo mesmo. Imagine-se no local do seu evento fazendo a sua apresentação. Perceba-se naquele espaço, confortável dentro da sua roupa, sapatos e na sua postura de apresentador. Exercite a sua respiração, entonação de voz. Perceba a sua plateia, e experimente uma segurança e desenvoltura no discorrer do seu tema. Vá interagindo com esta sensação e estes sentimentos que vão surgindo e permita que eles permaneçam na sua mente.

3Treine, treine e treine

Quando você domina o conteúdo da sua apresentação, o seu foco está no tema favorecendo o desenvolvimento do conteúdo com bastante tranquilidade, o que não acontece quando o foco está em você. Conhecer o roteiro e as informações de cada slide são ações fundamentais para êxito do seu trabalho. Lembre-se que a sua e apresentação deverá ter início, meio e fim e servir a um objetivo muito claro. Prepare-se para eventuais perguntas.

Grave a sua Apresentação e verifique possíveis pontos a serem melhorados. Faça vídeo. Apresente seu trabalho para seus amigos ou algum profissional e peça uma avaliação. Todos esses procedimentos vão agregando autoconfiança. Acredite!

4 – Respire devagar

A situação de medo altera o ritmo da respiração, portanto é aconselhável que minutos antes de entrar em cena, faça algumas respirações mais profundas e devagar. O cérebro mais oxigenado tem um maior poder de concentração. Durante a apresentação a respiração deve continuar no ritmo tranquilo. As pequenas pausas durante o discurso, de um a dois segundos, são indicadas pelos especialistas pois assim evita-se o uso de palavras vazias, como o ‘né’, ‘bom’, ‘então’. Esse artifício ajuda a regularizar a respiração e organizar seus pensamentos, e você vai se acalmando, enquanto mantém a atenção do público.

 Dicas que vale a pena observar:

  • Chegue cedo com antecedência para examinar o local e passar alguns minutos observando a plateia, para entender porque eles estão ali e o que esperam da apresentação. Depois, passe mais alguns minutos sozinho para checar a aparência, respirar fundo algumas vezes e tirar da mente todas as distrações que possam atrapalhar.
  • Prepare seus slides de forma leve, sem exagerar no volume. Utilize pouco texto por slide. Utilize imagens com boa resolução.
  • Saiba exatamente o que vai dizer no início, quase palavra por palavra, pois neste momento estará ocorrendo maior liberação da adrenalina.
  • Cuide com a sua linguagem corporal e contato visual e entonação de voz. Isto agrega credibilidade.
  • SORRIA e tente fazer algumas piadas (adequadas) para aliviar seu nervosismo.
  • Conheça, antecipadamente, o local da apresentação, sempre que possível.

Então, caro leitor, se este é um tema que chamou a sua atenção e que gostaria de melhorar a sua performance nas Apresentações Públicas, este é somente um ponto de partida. Existem uma vasta literatura sobre o assunto, porém o ponto fundamental que vai alavancar, efetivamente, o seu desempenho é a sua decisão! E quando isto acontecer, o primeiro passo é investir no seu autoconhecimento.

Fazer um processo de Coaching de Alta Performance, utilizando técnicas de PNL e Inteligência Emocional, costuma apresentar resultados efetivos, trabalhando questões como:

  • Quais sãos os medos?
  • Qual a sua origem?
  • Quais as minhas crenças limitantes que estão dificultando o desenvolvimento desta habilidade?
  • Quais os meus valores?
  • Que importância tem para mim, alcançar esta meta?
  • Quais as vantagens em atingi-la?
  • Preciso desenvolver outras habilidades?
  • Etc.

Se você pretende se tornar um bom Palestrante, por exemplo, precisará outros investimentos:

  • Leituras específicas, para aumentar sua autoestima e autoconfiança;
  • Leitura e cursos específicos para apresentações públicas;
  • Participar em grupos, online ou presencial de pessoas que tem o mesmo objetivo que você;
  • Fazer gravações e vídeos das suas apresentações. É incrível como as pessoas se sentem desconfortáveis para gravar os seus primeiros vídeos! Tenho presenciado até professores com este desconforto! No início faça seus vídeos falando de assuntos da sua história de vida. Parece simples, mas tem um porquê. Quando fala da sua história, ela traz consigo uma grande carga de emoção, e você começa a fazer uma leitura e uma viagem interior, onde o teu foco para ela é total! Não existe espaço para o medo! Tente isto também com pequenos grupos.
  • Se está disposto a investir em você, tenha a certeza de que este é o melhor investimento que faz na vida! Tenha um mentor, alguém que vai agregar valor no teu desenvolvimento pessoal e profissional, fazendo trabalho de alta Performance!

Se gostou deste artigo, compartilhe com a sua rede.

Grande abraço

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here