E-commerce, uma realidade cada vez mais presente

0
75

Sim, o e-commerce está cada vez mais presente em nosso dia a dia, é comum hoje ao consumidor, antes de efetuar a compra fazer uma pesquisa online do produto, analisar comentários, avaliações e preços e apenas depois efetuar a compra. Mesmo quando ele opta em ir até a loja física, o consumidor fala com o vendedor com estes dados em mãos, antes de fechar o seu pedido.

Ter um e-commerce pode se tornar vantajoso para o lojista que pretende expandir o seu negócio. É preciso de um bom planejamento e que as decisões sejam tomadas corretamente. Não existe uma fórmula mágica, mas sem dúvida, uma das coisas mais importante é a preparação do empreendedor para ingressar neste novo mercado.

Dados de crescimento

Segundo dados do Webshoppers o e-commerce cresceu 24% em 2014 e 15% em 2015, com previsão de crescimento no ano de 2016, mesmo com a crise econômica que o país atravessa.

Além de crescer o número de vendas, cresce também a quantidade de e-consumidores, se em 2011 eram 19,1 milhões, em 2016 já são 33,9 milhões. Aproveitar este novo canal de vendas é uma grande oportunidade, não dá mais para ficar de fora como espectador.

Dentro deste cenário, listamos algumas dicas importantes para ingressar no e-commerce e aproveitar as oportunidades que o mundo digital proporciona para você e seu negócio.

E-commerce
Créditos: A Empreendedora

01 – Faça um bom planejamento

Planejamento de seu e-commerce é o ponto inicial. Mais de 60% das lojas virtuais fecham em menos de 1 ano, por não ter um planejamento adequado. Faça um planejamento detalhado do seu projeto, analise o mercado em que vai entrar e coloque tudo isso no papel.

02 -Não pense em apenas vender

Mais importante que vender produtos você precisa cativar os seus clientes. Fidelização é a palavra chave para quem deseja crescer e se estabelecer no e-commerce. O cliente se tornará um canal de compartilhamento de seu produto, e com isso as vendas virão naturalmente.

03 – Escolha da plataforma

Para se ter um e-commerce é necessário possuir uma plataforma. Atualmente diversas empresas oferecem esse serviço e a melhor opção é sempre pesquisar, para que assim você possa avaliar qual se adéqua ao seu negócio. As mais utilizadas são Open Source e SaaS (Software as a Service).O ideal é no planejamento definir qual a melhor solução para seu negócio.

04 – Capriche no design

No digital o aspecto visual é um grande fator para atrair clientes. Para quem já tem uma loja física, é importante fazer seu cliente sentir o mesmo clima na loja e no e-commerce. Para quem está começando com as vendas, tente imprimir no layout do site uma marca pessoal que faça com que as pessoas identifiquem seu negócio rapidamente.

O design deve ser pensado para facilitar a navegação de seus clientes. Menus em locais estratégicos, atalhos para a home e facilidade de acesso ao carrinho de compras, são importantes.

e-commerce

05 – Meios de Pagamento

Disponibilize diversos meios de pagamento no site de e-commerce, isso aumenta as suas chances de venda. Existem diversos sistemas que podem ser utilizados para isso, faça uma pesquisa e veja qual lhe atende da melhor forma. É necessário que seus clientes tenham total confiança na hora de efetuarem pagamentos. A segurança nas operações online deve ser tanto para o comprador quanto para o vendedor e equilibrar essa balança as vezes pode ficar complicado. Tome muito cuidado com o [ithoughts_tooltip_glossary-tooltip style=”color: #1b8be0; font-variant: normal; font-stretch: normal; font-size: 13px; font-family: ‘Trebuchet MS’, Arial, sans-serif; font-style: italic; font-weight: inherit; line-height: 1.625; text-decoration: overline underline;” tooltip-content=”<p><span style=&aquot;color: #222222; font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 14px; line-height: 24px;&aquot;>Chamamos de </span><em style=&aquot;box-sizing: border-box; color: #222222; font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 14px; line-height: 24px;&aquot;><strong style=&aquot;box-sizing: border-box;&aquot;>Chargeback</strong></em><span style=&aquot;color: #222222; font-family: Verdana, Geneva, sans-serif; font-size: 14px; line-height: 24px;&aquot;> a reversão de uma venda feita através de cartão de débito ou crédito, que pode acontecer por dois motivos:  o não reconhecimento da compra por parte do titular do cartão, e o outro quando a transação não obedece às regulamentações previstas nos termos do firmado com a empresa administradora do cartão.</span></p>”]chargeback[/ithoughts_tooltip_glossary-tooltip] nas vendas por cartões de crédito.

06 – Marketing

A primeira coisa a se destacar que Marketing não é somente vendas, a venda é um dos itens do marketing, mas ele é muito mais que isso. E quando se está no mundo online o Marketing digital passa a ser o braço a ser utilizado.

Desta forma desenvolver um planejamento de marketing é necessário para que o e-commerce ganhe espaço e suas vendas sejam bem sucedidas. Invista em SEO (Search Engine Optimization), e em [ithoughts_tooltip_glossary-tooltip tooltip-content=”<p>Social Media Optimization</p>”]SMO[/ithoughts_tooltip_glossary-tooltip] . Consulte estratégias de usar o Inbound Marketing em seu e-commerce.

07 – Redes Sociais

Usar ou não uma rede social não é mais a pergunta a ser feita, se você não tem um Fan page no Facebook, um perfil no Twitter, você já deixou de estreitar a comunicação de seu negócio com o seu cliente. Existem diversos casos de empresas que demoraram para usar as redes sociais e quando “acordaram” sua marca já estava lá e sendo usada para outros fins, um exemplo bem clássico, é o perfil Gina Indelicada, onde usando a imagem do bem conhecido “Palitos Gina” criou um perfil de humor .

Então planeje, e de defina em quais redes atuar. Qual é o perfil do seu negócio? Onde está o seu público-alvo? Com quais redes sociais ele interage mais? É importante utilizar esses espaços para estabelecer diálogos com os clientes, o que inclui responder aos comentários publicados por eles nas redes sociais. Mais do que divulgar um produto ou serviço, utilizar as redes sociais para transmitir informações e conceitos sobre tendências e lançamentos no seu segmento de negócio.

e-commerce

08 – Monitore a venda e crie políticas de trocas e devolução

Defina a forma de entrega, se será feita por transportadora ou por meio dos Correios. mantenha sempre seu cliente informado sobre a entrega, pois com certeza ele estará monitorando a compra realizada, então aproveite e transforme isso de uma forma que ele se sinta exclusivo.

É importante também deixar claro é a política de troca dos produtos. O contato do cliente com o atendimento deve ser rápido e facilitado, para evitar transtornos que prejudiquem a imagem da empresa. Pois caso ele se sinta lesado vai colocar a reclamação de forma online, seja por meio das redes sociais, site como o Reclame aqui e até mesmo órgãos governamentais.

09 – Capacite seu pessoal

Comércio eletrônico é algo sério é necessário investimento em capacitação tanto dos gestores de e-commerce quanto nos colaboradores que irão controlar o sistema. Existem diversos cursos de e-commerce e de marketing digital, converse com consultores da área para ver qual atende melhor a sua empresa.

A alguns anos uma grande livraria do varejo, decidiu entrar no e-commerce e cometeu o erro de não treinar seus colaboradores, o resultado foi que não deram suporte para a quantidade de pesquisas, vendas e nem tinham logística para o mesmo, o resultado só não foi pior, porque quase não havia concorrência no segmento, hoje a resultado seria outro.

Por estar cada vez mais técnico o e-commerce precisa de profissionais que tenham conhecimento nas mais diversas áreas envolvidas no ambiente de negócios virtuais.

10 – Atualização

Que o mundo muda muito rápido, todos sabemos, no digital não seria diferente, melhor aqui muda muito mais rápido, quem a cinco anos conseguiria prever o quanto a tecnologia móvel teria de crescimento e o comércio eletrônico segue o mesmo caminho, é muito dinâmico e está em constante evolução.

Pense que seu e-commerce nunca está terminado, mas apenas em operação, todos os dias novas tendências surgem e você precisa se adaptar para não ficar para trás.

Esperamos que as 10 dicas acima possam ser úteis para que você possa entrar no mundo virtual, claro que em um artigo não é possível abordar tudo o que é importante para se criar um e-commerce, nem era esse o objetivo, mas sim apresentar que montar um e-commerce é sim possível, necessário e mais simples do que se possa pensar.

Artigo original em Multimidia e Arte

COMPARTILHAR
Artigo anteriorMarcha sem fim
Próximo artigoSnapchat
A Empreendedora
A EMPREENDEDORA é uma revista empresarial eletrônica, focada especialmente no público empresarial feminino. Com formato arrojado, atualizado e versátil, apresenta uma visão progressista que valoriza o importante papel da mulher contemporânea, não apenas no mundo empresarial, mas na formação dos conceitos da sociedade do Século XXI, que busca um mundo mais justo, solidário, igualitário e fraterno. Com conteúdo relevante e diversificado, A EMPREENDEDORA retrata a vida e cotidiano da mulher moderna, independente e empreendedora, que valoriza a família, seus sonhos, projetos e profissão, sua ideologia, sua saúde e bem-estar e seu enorme e respeitável papel na sociedade. Desenvolvida, produzida e editada pela Ao Ponto News, conta com o apoio do Sindilojas Curitiba, entre outras entidades sindicais patronais e associações de mulheres, de diversas regiões do Brasil, obtendo assim abrangência nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here