Empreendedorismo e Suas Faces ou Suas Farsas?

13
982

Empreendedorismo virou a nova ocupação para milhares de desempregados. Muitos se descobriram empreendedor, mas outros não passam de farsas…

De acordo com dados oficias, 14,2 milhões de brasileiros perderam seus postos de trabalho, porém graças a nossa Senhora da Cara de Pau, mais da metade, já está bem encaminhada.

Conseguiram uma nova colocação? Não.

Ganharam na Loteria? Também não. Viraram Coach, Palestrante ou Empreendedor.

Na minha família mesmo, surgiram vários profissionais como esses. Só no último mês foram dois Coach de Emagrecimento, um Coach de Trânsito e dois Empreendedores super feras em Power Point.

Todos eles perderam o emprego, sacaram o FGTS e deram entrada no Seguro Desemprego, mas não estão desempregados.

Um deles é o Everaldo.

Namorado da minha prima, o Everaldo é um rapaz comunicativo, esperto. Ele inovou e passou a perna em todo mundo: virou Coach para Empreendedores e Palestrantes. Encontrei-o em uma festinha de aniversário e fui puxar assunto:

– Everaldo, que prazer te reencontrar. Fiquei sabendo que você foi desligado das Casas Bahia e tenho um amigo que trabalha no RH do Magazine Luiza, se você quiser posso entregar seu curriculum para ele, com uma recomendação.
– Ah Mirtis, agradeço muito, mas não precisa. Aproveitei essa oportunidade e transformei minha vida. Me reinventei. Não sou mais um vendedor de móveis. Sou um empreendedor: tenho meu próprio negócio. Sou senhor do meu destino e escritor da minha história.
– Sério Everaldo? Que bom! Fico feliz por você. Mas você está empreendendo em que?
– Em que? – Ele olha para os lados, coloca a mão no bolso, faz uma pose e solta: Nos meus sonhos! Não é fácil, mas estou praticando a resiliência pois empreendedorismo é isso: muita força de vontade, muita persistência e desistir jamais. Inclusive, estou tendo até destaque no mercado por conta da minha força. Tenho foco! É isso: sou muito focado!
– Entendi, Everaldo, mas você está focado em exatamente o que?
– Em dar Palestras!
– Então você se tornou um palestrante? Que interessante. Me dá umas dicas: onde você fez seu curso de oratória? E presença de palco?
– Já me disseram que um curso de teatro ajuda muito nisso. Me conta o caminho das pedras, vai?
– Então… – Novamente ele coloca as mãos nos bolsos e faz a mesma pose de “Nerso da Capitinga” misturado com “Armando Volta” e manda:
– Na verdade, eu mesmo me treinei. Não sei se você soube, mas eu sou Coach agora: treino as pessoas, inclusive eu mesmo.

Neste momento, eu poderia ter dado qualquer desculpa e encerrado o papo, mas não resisti, afinal eu tinha corda e, sendo eu uma pessoa muito generosa, resolvi dá-la para o Everaldo se enfocar.
Sentei no braço do sofá, que estava atrás de mim, me acomodei e disse, com a maior satisfação:

– Coach Everaldo? Conte-me mais sobre isso.
– Pois é Mirtis. Assim que saí das Casas Bahia, fiz um curso muito bom, super intensivo. Imersivo: fiquei três dias, veja bem TRES dias aprendendo a ser Coach. Saí do curso um avião! Sou Master Coach. Sou capaz de transformar a vida de qualquer um, só na base da PNL, joelho no joelho e olho no olho.
– Everaldo, em três dias você, que nunca havia feito nenhum cursinho de psicologia por correspondência, que o máximo que sabia sobre motivação era gritar “Corre Cambada”, se tornou um Master Coach capaz de transformar a vida de pessoas e ainda aprendeu PNL?
– Sim, Mirtis. Curso caro: paguei 10 parcelas de R$ 89,90 no cartão, quer dizer, estou pagando, ainda falta 8 parcelinhas. Mas vale a pena.
– Treinamento de nível internacional, não precisa nem de aperfeiçoamento.
– Entendi, Everaldo. Mas você está ganhando dinheiro com isso?
– Ainda não, porque resolvi me dedicar mais a carreira de Palestrante.
– Ah é! Esqueci que você era palestrante também. E como palestrante?
– Você já conseguiu ganhar dinheiro?
– Na verdade, ainda não. Eu fiz algumas Palestras pro bono. Mas já tô começando a avisar o povo que de graça não vou mais.
– E sua Palestra é sobre o que?
– É autobiográfica: conto minha história de sucesso e superação como Empreendedor. Dou várias dicas de como chegar lá.
– Eita, acho que perdi alguma coisa… …Você me disse que era Empreendedor, mas não entendi direito. Você está empreendendo em que exatamente?
– Ôooo Mulher! Não prestou a atenção em nada do que falei né? Sou Empreendedor no segmento de Palestras e Coaching e também, sou Coach de Palestrantes e Empreendedores.

Me desculpei pela desatenção, e pedi licença dizendo que ia pegar outra bebida. E fui mesmo, porque depois dessa, só bebendo!
Na saída da festa, tia Odete, mãe da minha prima/namorada do Everaldo, me chama de canto e diz:

– Mirtis, viu o Everaldo? Rapaz de ouro!!!
– Todo envolvido em assunto de modernidade. Vai ficar rico logo, logo.

Pior, que se bobear, minha tia está certa…

E antes de me apedrejarem, senhores Coachs, Palestrantes e Empreendedores “de verdade”, eu não estou desdenhando de vocês.
Esse texto não é sobre quem estuda, se dedica e realiza e sim sobre os pseudo profissionais, que invadiram o mercado para confundir os leigos e iludir os ingênuos.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDia de São João Batista, 24 de junho
Próximo artigoCoworkings e a economia compartilhada.
Mirtis Fernandes
Seu nome é Mirtis Fernandes, mas podem chama-la de Mi. Ela tem 45 anos, um marido, duas filhas, um neto, uma empresa de fato e uma empresa projeto. Já participou de 02 startups e adora o mundo da inovação e tecnologia. É uma virginiana com a lua em gêmeos, o que lhe confere uma personalidade bem peculiar, já que o antagonismo foi determinado pelos astros. Gosta de humor inteligente, poesia sem romance, gente “de todo tipo” e filme com final feliz. Tem uma simpatia automática pelas minorias e muita preguiça de gente preconceituosa. Sua trajetória profissional aconteceu principalmente no mundo da confecção, onde se orgulha de ter entrado como recepcionista e saído como Diretora Executiva. “Tive a oportunidade de percorrer praticamente todos os departamentos de uma Industria de Confecção, isso me garantiu conhecimento vivencial e transformei isso em um grande trunfo” Atualmente ela dedica seu maior tempo na criação e desenvolvimento de ferramentas de gestão para Pequenas e Médias Empresas, e diz que não tem interesse em ter uma empresa que só oferece tecnologia para empresários que já tem grana. Quer oferecer conhecimento e ferramentas para empresários que como ela, nasceram na periferia e nunca tiveram acesso a escolas milionárias nem cursos internacionais, mas que todos os dias reinventam seus negócios e se matam de trabalhar para garantir o mínimo de dignidade para família e comunidade onde vivem. “Se esses caras tiverem as ferramentas certas, o mundo vai virar do avesso e eu quero participar dessa festa!”

13 COMENTÁRIOS

  1. Empreendedora de verdade, preocupada com as causas sociais, amiga, sincera, parceira de negócios e agora escritora! Ótimo artigo!
    Acompanhamos o nascimento dessas figuras empreendedoras todos os dias e como você disse, na verdade o que preocupa não são essas pessoas por elas mesmas, mas sim pra onde elas podem acabar encaminhando outras que buscam referências e acabam caindo nesses contos do vigário na hora de conquistar seus sonhos!
    Nos esforçamos e estudamos diariamente, pra fortalecer o empreendedorismo, pra poder contribuir com quem está começando agora, orientando com carinho e cuidado, para evitar que sofram desilusões, sempre dando nosso melhor!
    Que Deus ampare a eles e nos dê força e coragem pra continuarmos seguindo nossos caminhos empreendedores!
    Grande Beijo Minha Amiga!
    Parabéns e suuuuuuucesso!

  2. Parabéns Mirtis! Texto incrível!
    A cada dia, a cada novo texto, minha admiração por você cresce mais e mais.
    Orgulho de ter convivido com você!

  3. Muito bom o texto, mostra com leveza como as coisas estão nos dias de hoje e que devemos prestar atenção quando contratamos profissionais de todas as áreas e valorizar os que se dedicam em ser sempre um profissional bem preparado para atender bem o seu cliente. Parabéns Mirtes, gostei de sua visão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here