Fale com a farmacêutica – Prisão de ventre

0
58
Prisão de Ventre
Prisão de Ventre

Olá minhas queridas amigas, hoje a fale com a farmacêutica irá abordar um problema que atinge milhares de mulheres: a prisão de ventre ou intestino preso.

O que é prisão de ventre?

A constipação intestinal, conhecida por intestino preso ou prisão de ventre, é uma doença em que as pessoas tem:

– uma diminuição no número de evacuações (inferior a 3 vezes na semana),

– alterações na consistência das fezes (duras e ressecadas),

– sensação de evacuação incompleta (por restar fezes no reto),

– sentem distensão e dores abdominais (pela formação e acúmulo de gases),

– e sofrem mudanças no humor (pelo acúmulo de toxinas provenientes das fezes retidas no reto).

Quais são as causas da prisão de ventre?

Podem existir muitas causas para a prisão de ventre, as mais comuns são:

  • Alimentação pobre em fibras
  • Baixa ingestão de líquidos
  • Intolerâncias alimentares (como a intolerância a lactose e a síndrome do intestino irritável)
  • Alterações da rotina (como viagens, reuniões, etc.)
  • Alterações hormonais (como no hipotireoidismo e diabetes mellitus)
  • Gravidez
  • Uso de alguns medicamentos (como antidepressivos, anti-parkinsonianos e laxantes)
  • Outras doenças (colorretais ou sistêmicas)

Dicas para eliminar a prisão de ventre

Normalmente com simples alterações na rotina já existe uma melhora significativa. Veja algumas dicas:

1- Coma mais fibras e menos alimentos constipantes

Por não serem digeridas, as fibras auxiliam na eliminação do bolo fecal. Procure comer mais frutas, verduras e cereais.

Evite o consumo excessivo de carnes vermelhas, refrigerantes, açúcar e farinhas, pois esses alimentos retardam o trânsito intestinal.

2- Beba mais água

Só ingerir fibras não adianta, sem o aumento no consumo de líquidos a prisão de ventre pode até piorar. Então, ingira pelo menos dois litros de água por dia.

3- Pratique atividade física

A prática de atividades físicas estimula o peristaltismo, ou seja, auxilia o intestino na evacuação. Pratique alguma atividade que condiga com você como caminhada, natação, hidroginástica, corrida, ioga, futebol, etc.

4- Crie uma rotina

Reserve um horário no dia para tentar evacuar, mesmo que não esteja com vontade, e permaneça por uns 10 a 15 minutos. Com o tempo o organismo entende a programação. O ideal é que seja após alguma refeição para aproveitar os movimentos peristálticos.

5- Não tenha vergonha

Evacuar é algo natural e necessário, faz parte da fisiologia do ser humano, por isso quando tiver vontade de evacuar, vá ao banheiro, ficar segurando só piora o quadro de constipação, pois além de bloquear o estímulo da evacuação, ainda pode distender o reto, acumulando cada vez mais fezes.

Se mesmo com essas alterações ainda não houver melhora o ideal é se fazer uma investigação clínica para identificar a sua causa. Em alguns casos será necessário a utilização de medicamentos, mas sempre com a orientação médica e farmacêutica, nunca faça o uso da automedicação.

Por hoje é isso, qualquer dúvida podem entrar em contato conosco. Muito obrigada e até a próxima.

Para maiores informações sobre laxantes assistam o vídeo sobre a matéria

Farmácia Fácil – Laxantes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here