A importância de uma viagem para as mulheres empreendedoras.

0
488
Parque de Sintra em Portugal

Muito se fala sobre como é bom para a nossa mente e corpo viajar, conhecer outros lugares e ter contato com novas culturas. Além do enriquecimento cultural, viajar também relaxa e ajuda a fugir da rotina.

Um tipo de viagem que vem ganhando força nos últimos anos são as viagens exclusivas só para mulheres, o que é incrível. No entanto, ainda é pouco explorado o tema sobre como aproveitar esse tipo de viagem e quanto pode ser rica e um divisor de águas para as mulheres empreendedoras.

O primeiro passo é viajar consciente da amplitude do seu propósito. Não se trata apenas de uma viagem de lazer, também pode ser uma oportunidade de ter contato com inovações, novos modelos de negócios, tendências, estar atenta ao comportamento de outras empresárias e encontrar referências que possam contribuir para o desenvolvimento pessoal aliado ao crescimento profissional. Tudo isso de forma orgânica, natural.

Ao retornar do primeiro tour cultural em 2014 em que levei empresárias para Portugal, uma delas me disse: “Tania, essa viagem mudou minha vida”. Algum tempo depois ela contou sobre como passou a lidar com a empresa com uma força diferente, fez mudanças e passou a realizar trabalhos em equipe, o que foi muito produtivo.

Já outra participante do nosso grupo teve uma mudança mais pessoal. Começou a se cuidar mais, especialmente da saúde, porque viu o quanto é importante estar disposta, alegre e feliz para aproveitar melhor uma viagem e também a mais simples atividade do dia a dia.

Quando realizamos uma viagem em formato de missão, por exemplo, nós fazemos atividades que envolvem o relacionamento com outras empreendedoras e empresárias naquela cidade ou país que resultam em troca de informações e de experiências. Isso é muito produtivo e inspirador.

Outro aspecto relevante que eu notei durante as viagens é que as mulheres têm uma relação muito significativa de amizade e que isso traz um beneficio importante para a saúde, porque quando você está feliz, seu organismo sente essa mudança, desde o metabolismo até a produção de endorfina, e essa química vai agindo de uma forma que acaba refletindo no seu bem-estar.

Tudo isso faz parte de um tema maior: o conceito da mulher integral. É nisso que eu acredito. Uma mulher em equilíbrio físico e mental, de bem com ela mesma e com as pessoas ao seu redor, como a família, os amigos e seus colaboradores.

E quando essa mulher faz uma viagem, consegue sentir a transformação acontecendo interna e externamente, seja ao agregar novos conhecimentos, ao conhecer novas pessoas, vivenciar novas experiências. Importante é traduzir toda essa riqueza nas diferentes áreas da vida e se sentir inteira. Plena. É o que buscamos numa viagem cultural.

Então a minha dica para as mulheres empreendedoras é ver as viagens com um olhar 360°. Exercitar o olhar e o sentir para observar a viagem não apenas sob a perspectiva do lazer, e sim como uma oportunidade de crescimento no sentido mais amplo da palavra.
Essa é a minha dica de hoje.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here