Marcos, o homem dos cinquenta tons de cinza, Tupiniquim

0
133

Começa o Big Brothers, na casa mais vigiada do Brasil, coincidentemente, numa época da tão esperada continuação dos cinquenta tons de cinza, dessa vez, para ser visto, os mais escuros.

Mas para que ir ao cinema? Enfrentar filas gigantescas de estreia abandonar o prazer da companhia dos filhos? Se pode ter essa história, todas as noites, no conforto de nosso lar para assistir na companhia da família, independentemente da idade dos filhos, pois é sem censura: Excelentíssimo público, com vocês, “Marcos Grey”, o médico gaúcho, especialista em Cirurgia Plástica, bem-sucedido profissionalmente e “Emilly Anastásia”, a menina “ingênua” de 20 aninhos, que tem como sonho: Ganhar o BBB para poder pagar a sua faculdade pública. Qualquer semelhança, não é mera coincidência, como o filme iria ser lançado na mesma época achei que até poderia se tratar, de uma campanha de marketing publicitário. Mas não, assistimos diariamente, à uma história verídica, sentindo da pele, o sofrimento em dissolução psicoemocional do casal. Você é da cor que você pinta! Mas assusta o quanto essa busca atual, cada vez mais, reflete-se na ausência de cores.

O Programa do BBB é aquele jogo da gota de mercúrio, bem cinza, no labirinto. Para que inteiros, sem se dissolver Físico Psíquico Emocional, chega-se ao seu centro. Será que se faz isso, atualmente? Ou na sociedade atual, como crianças mimadas, decide-se: Não brinco mais! Aí se “consegue um jeitinho brasileiro” de burlar as regras, ao buscar o atalho, quebrando a casa de vidro, que o contém, para assim, pegar a essência mercurial e levá-la ao centro, ao acreditar que ganhou o jogo da Vida! Porém, o aprendizado mercurial que se dá é que nunca irá conseguir o seu desejo, pois na medida que mais o quer possuir na sociedade contemporânea líquida, mas se derramará por seus dedos! Mercúrio ou Hermes é o mensageiro dos deuses. Mas qual será sua mensagem atual a nós, Mortais? Que todos os valores essenciais são fugazes; tornam-se essências e vão pelos Ares! Cadê a Magia do Amor? Indigna-me ver que no contemporâneo aquele príncipe encantado se transformou: primeiro em vampiro e agora, num Ser Pervertido! Quais serão os valores essenciais nessa sociedade líquida, que se evaporaram num passe de mágica pelos Ares?

O desejo sexual masculino passa a ser uma questão a ser resolvida por ele quando ele quer. Pronto: tem que ser satisfeito prontamente. Vemos, nesse filme real, que o encanto do amor romântico é substituído por noites de açoites sexuais, por bel prazer, de quem? Dele, sem dúvida! Me poupe! Isso não é um conto de fadas contemporâneo e sim, o um caso de perversão clínica!

A submissão feminina ao desejo do homem, em pleno Século XXI, ao invés de ser ingenuamente inconsciente, vem acordada num contrato bem consciente. Essa submissão, na crença feminina “do agradar para ser amada” da origem a todos os relacionamentos tóxicos e abusivos em nossa vida.

O anular-se pelo desejo do outro, cria um círculo vicioso de 3 momentos que se repetem ao infinito, ao menos que uma terceira pessoa consiga o alertar para um desses participantes:

  • A Conquista
  • A Desvalorização
  • O Descarte que cria o comportamento de codependência sempre à espera da nova conquista!

Uma ironia, essa, à ancestral submissão feminina, assistido à realidade nua e crua escancarada à nossa frente, simbolizada numa atitude sadomasoquista do casal, por isso incita tanto a indignação feminina e não, o olhar de identificação inconsciente à mocinha, para se viver uma história de amor pervertido, também. Aí mora o perigo! A linha tênue que divide o nosso olhar: Primeiro, como observadoras críticas questiona-se, internamente, a posição da mulher no social. Enquanto outro passa a querer perpetuar isso, ao se desejar reproduzir essa história de “amor” em vida. Reflito isso, para despertar todas as mulheres, pois observo essa codependência feminina em muitos casos clínicos que atendo, percebo que muitas, ainda, dormem quando sonham em querer um pervertido sem sentimento, alguém bem-sucedido no regime capitalista por sua frieza de ser e suspiram por um Christian Grey, em sua vida. Se isso for um sonho feminino atual, Socorro! Eu quero mais, como mulher, acordar desse pesadelo, agora!

Vídeo do momento de uma das agressões de Marcos à Emilly

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here