Organize-se para empreender e descubra se você tem perfil empreendedor?

0
123

Devido à crise econômica dos últimos anos no pais, acumulando uma taxa de desemprego hoje em torno de 12,3 milhões, além do alto índice de executivos insatisfeitos com a carreira corporativa, a quantidade de pessoas que diariamente pensam em sair de um emprego CLT e migrar para um negócio próprio está cada vez maior.

A maioria despreparada ou iludida com o sonho de se tornar um empreendedor de sucesso com pouco trabalho e em pouco tempo, acaba desiludida e falida. De acordo com pesquisas divulgadas pelo IBGE no segundo semestre de 2016, uma grande maioria das novas empresas quebram no primeiro ano e de cada dez empresas abertas, seis não sobrevivem após cinco anos de atividade.

Pensando bem, será que empreendedorismo é para todos?

Temos dois pontos aqui para analisar. Primeiro que não vejo nada de errado em ser um funcionário CLT, muitos com perfil empreendedor optam por seguirem carreiras dentro de grandes empresas e se tornam executivos de sucesso, empreendem dentro da empresa onde trabalham, alcançam ótimas posições e suas opiniões são muito respeitadas, alguns até participam da equipe de conselheiros e influenciam em qualquer decisão importante.

Mas para aqueles que acreditam que foram picados pelo vírus do empreendedorismo, e percebem que o seu caminho é dedicar-se a um negócio próprio, minha sugestão é, sim arrisque-se, mas organize-se, prepare-se, para se acaso depois de um tempo, você perceber que não tem perfil ou não se adaptou, não haja um rombo financeiro e uma grande decepção ou sensação de incapacidade.

Vou abordar aqui alguns pontos para que você faça seu exercício, seu exame de consciência e tente entender se tem perfil empreendedor, para assim começar a planejar seu novo negócio e seguir em busca de sua meta, ou seja, ter sucesso no seu empreendimento.

  • Empreender é fácil?

Não, empreender não é fácil, diariamente temos que ter paciência, persistência, força de vontade e boa vontade para aprender e colocar em pratica nosso aprendizado, saber lidar com pessoas (funcionários e clientes), gostar de adrenalina, no começo existem muitas tomadas de decisões e por mais preparado que você possa pensar que está, a insegurança irá te assombrar. Disposição para trabalhar mais horas, enquanto temos uma carga horária de 8 a 10 horas/dia em um emprego CLT, quando trabalhamos em nosso negócio próprio impossível para antes das 12 ou 14 horas diárias.

  •  Você se preparou financeiramente para empreender?

Quando abri meu primeiro negócio, fiz vários cursos no Sebrae, o primeiro foi on-line, e logo na primeira aula uma das instruções era: “O novo pequeno empresário precisa estar preparado financeiramente para abrir o negócio, mantê-lo nos três primeiros anos, independente de lucro e para fechar a empresa caso perceba que o negócio não deu certo”. Essa frase “grudou” na minha cabeça e nunca mais eu esqueci, foi ótimo pois meu primeiro negócio não deu certo, mas consegui sair da sociedade sem prejuízos. Avaliar seu capital é o primeiro passo para saber se você está preparado ou não para abrir seu negócio, se não estiver, não desista mas prorrogue seu plano empreendedor até que você se sinta preparado para seguir a receita acima.

  •  Qual é negócio certo?

Aqui você precisa entender o que gosta e o que não gosta de fazer, de nada adianta você abrir um Pet Shop pois as últimas pesquisas mostram que este é um dos negócios que mais crescem no Brasil, se você não gosta de bichos de estimação. Precisamos nos identificar com o negócio para que a dedicação seja natural, sem forçar a barra. Afinal você está buscando em primeiro lugar uma satisfação pessoal. Identificou o que gosta, faça pesquisas a respeito, invista em cursos, analise negócios similares, em quanto tempo o negócio deu resultado e se deu resultado, invista em revistas e livros sobre o negócio. Acumule o máximo de informações que puder a respeito.

  •  Compartilhe seu sonho.

Você é casado, tem filhos? Muito importante envolve-los nesse sonho. No começo a dedicação ao negócio é maior, se a família não estiver envolvida o fardo ficará ainda mais difícil. A família precisa estar ciente e apoiar, e por que não participar. No início ao invés de sair contratando funcionários, seus filhos podem participar, uma ótima oportunidade de mantê-los por perto, eles irão adquirir mais responsabilidades, ficarão a par de tudo sobre empreendedorismo e no futuro terão uma maior base e expertise para montar seu próprio negócio.

  •  Prepare-se.

Faça cursos de empreendedorismo, existem vários no mercado hoje, alguns on-line, outros presenciais, gratuitos ou com baixo custo, procure focar na área onde você quer atuar. Entenda sobre Plano de Negócios, sem ele impossível progredir. Gestão de Pessoas, importantíssimo para manter o bem-estar no dia a dia da sua empresa. Como citei anteriormente, no início temos vários desafios diários, se além das decisões estratégicas a serem tomadas, você precisar se preocupar com conflitos internos o negócio complica. Faça uma lista de possíveis parcerias ou prestadores de serviços de confiança como: Advogados e Contadores. Faça um projeto detalhado do seu negócio, para que ao iniciar, você saiba exatamente os primeiros e os próximos os passos a seguir.

Para empreender precisamos inicialmente ser apaixonados pelo nosso projeto, ser criativos para driblar as dificuldades, pacientes para esperar o resultado, entendendo a dinâmica, o sucesso é consequência.

Fico aqui torcendo pelo seu sucesso pessoal e profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here