A política resguarda totalmente o direito da mulher?

0
89

Fabiene Gonzaga Martins e Gleice Maria já foram notícia. Ambas donas de casa, cada uma com um filho e uma convivência com o marido de três anos.

Fabiene foi agredida pelo seu companheiro com socos e cabo de vassoura. Gleice sofreu golpes com foice enquanto dormia.

Fabiene Gonzaga Martins/Portal G1
Fabiene Gonzaga Martins/Foto: Portal G1

As duas ganharam deformidades no rosto.

Gleice/Foto: TV jornal
Gleice/Foto: TV jornal

Há uma política governamental que assegura mulheres que passam por essa situação. O Projeto de Lei no Senado (PLS 139/10) oferece às mulheres vítimas de violência doméstica, serviços de contracepção de emergência, profilaxia de doenças sexualmente transmissíveis e cirurgia plástica reparadora, com prioridade de atendimento no âmbito da rede de serviços do SUS.

A má notícia é que ele está arquivado desde 2009.Para conseguir o retorno dele, teria que ter uma votação de um terço da composição da Casa (Senado Federal) e aprovada pelo Plenário, em até sessenta dias após o início da primeira.

Ou seja, o prazo foi encerrado, e mulheres como Fabiene e Gleice levarão as marcas da dor e da pouca preocupação que o Congresso Nacional tem com mulheres nessa situação.

Mídia

O Instituto DataSenado em parceria com a Agência Senado, realizou uma enquete com 138.26 pessoas de 16 de junho a 17 de julho deste ano para debater a violência contras as mulheres.

Fonte: Instituto DataSenado/Agência Senado
Fonte: Instituto DataSenado/Agência Senado

Será mesmo que hoje essa violência contra a mulher aumentou, como mostra a pesquisa, ou será que é pelo fato que as pessoas têm mais conhecimento acerca disso por ela estar sendo mais noticiado?

Hoje, aquele velho ditado: “Briga de marido e mulher, não se mete a colher”, não se aplica mais.

E as notícias podem contribuir para a identificação e a conscientização dessas mulheres que passam por essa realidade. O medo de virar notícia do dia anterior e a vontade de empoderamento, de crescer, fala mais alto.

Assim como muitas novelas como Mulheres Apaixonadas, Fina Estampa e a Regra do Jogo (Globo), trazem esse tema à tona esses temas para que as mulheres que se sintam na mesma situação possam ver a superação dos personagens, e fazer o mesmo.

Portanto, não confie apenas em leis pois, o sistema governamental é falho, e elas podem ser arquivadas a qualquer momento, e você não saberia nem que ela existia.

Preste atenção ao seu redor, ao seu companheiro ou companheira, se você tem medo ou se identifica. Se cuide, ganhe força e faça o que tenha que fazer!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here