Primeiro de janeiro, Dia da Confraternização Universal e Mundial da Paz.

0
40
Primeiro de janeiro
Feliz 2018

O primeiro dia do ano, logo depois do tão festejado Réveillon, acende as esperanças no ser humano porque representa a paz.

A palavra Réveillon possui raiz no verbo em frânces, réveiller, que significa “acordar” ou “reanimar”.

Durante a Idade Antiga esta palavra significava uma sopa que as pessoas tomavam para ficar em alerta. Já, na Idade Média, foi sinônimo de ceia de véspera de Natal.

Só no final do século dezenove, Réveillon passou a ter o significado de passagem para o Ano Novo.

A festa da virada do Ano Novo é repleta de lendas e simpatias, veremos algumas delas abaixo:
  • Romãs: reza a lenda que comer sete romãs, na passagem do ano, atrai dinheiro;
  • Pular sete ondas: segundo os gregos, o mar tem o poder de purificação e cura. Já conforme os africanos, cada onda que a pessoa pula, é uma dificuldade que ela poderá ultrapassar no ano novo;
  • Uvas: diz a tradição que comer uvas traz prosperidade e fartura;
  • Vestir roupa branca e nova: conforme a cultura ocidental, a cor branca significa a paz. Por isto, no final de dezembro, as vitrines das lojas costumam mostrar muitas roupas claras.
Também existem outras simpatias sobre o uso das cores na passagem do ano:
  • Verde atrai esperança;
  • Amarelo chama dinheiro;
  • Azul vem junto com serenidade;
  • Rosa pede amor;
  • Vermelho paixão.

Segundo cromoterapeutas, cada cor tem uma energia capaz de mexer com a alma e o corpo das pessoas.

O Réveillon tem o poder de fazer alguns humanos agir com um otimismo exagerado.

Pois segundo especialistas, em saúde mental, existe a Síndrome do Momento Místico, onde algumas pessoas pensam que uma data considerada especial, como o Réveillon, é capaz de mudar a sua vida inteira através de rituais.

Porém um fato importante é que o Réveillon tem uma aura de paz e esperança que causa reflexão nos seres humanos. Este fenômeno chama a atenção de muitos religiosos.

Por isto, em 1967, o Papa Paulo VI teve a ideia do Dia da Confraternização Universal ser em primeiro de janeiro.

Esta comemoração foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas, ONU, com o objetivo de estimular a paz entre as pessoas.

O Papa Paulo VI notou que o mundo ficava mais sensível e com uma aura espiritual diferente no primeiro dia do ano.

Este religioso quis prolongar a festividade para além da Igreja Católica. Pois a paz só é completa com o envolvimento de todos os seres humanos.

Diferentes pessoas realizam várias campanhas pela paz no dia primeiro de janeiro.

Eu, por exemplo, sou contra o lançamento de fogos de artifícios em festas porque assustam animais, incomodam doentes, poluem o meio ambiente e de uma maneira, atrapalham a paz.

Por isso, junto com meus amigos, fiz uma campanha chamada “Bexiga Branca com uma Mensagem de Paz”, onde colocamos bilhetes com poemas dentro de balões de festa e lançamos pelo ar no Réveillon.

Então, quando alguém encontrar uma bexiga destas e ela, por acaso, estourar, ou, murchar, poderá ler uma mensagem de paz no poema dentro dela.

Clique aqui e acesse outros artigos que escrevi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here