Saiba como liderar sua equipe de vendas em épocas de crise!

2
121

Devido à instabilidade econômica, muitas empresas reclamam da falta de retorno financeiro que elas vêm sofrendo nos últimos tempos, material em grande quantidade parado nos estoques, ou até mesmo prateleiras vazias sem poderem oferecer novos produtos aos seus clientes devido ao custo alto na renovação de estoque.

imagem-01

E justamente neste momento que um bom Gestor fará toda a diferença dentro da organização, pois o seu papel será motivar a sua equipe dando todo suporte e ferramentas de trabalho necessárias para alcançar metas estabelecidas pela empresa e ao mesmo tempo manter o seu equilíbrio financeiro.

E para isso precisamos nos fazer as seguintes perguntas:

  • Como devo liderar a minha equipe nesta crise?
  • Quais custos podem reduzir sem demitir os colaboradores?
  • Como aumento a produtividade e o engajamento da minha equipe?
  • De que forma posso conquistar novos clientes?


Podemos citar algumas dicas que trarão benefícios a todos perante este atual cenário econômico.

imagem-021 – Kick-off  “definição de metas e planos estratégicos” – reunir a equipe comercial para ouvir seus medos, anseios, dores e dificuldades nos processos de definição de metas é primordial, pois nestes encontros aonde todos tem o poder de falar e expor seu ponto de vista conseguimos diminuir ruídos de opiniões que se espalham pelos corredores, além de fazermos o fechamento de metas mensuráveis, justas e capazes de serem alcançadas com o esforço de todos envolvidos neste processo.

Inserir a sua equipe nos processos de definição de metas é relevante para diminuir os ruídos na comunicação e garantir objetivos claramente definidos de acordo com as tarefas de cada colaborador. Desse modo, será possível elevar o comprometimento dos funcionários com suas atividades e resultados obtidos.

Estar disponível para a equipe durante o longo caminho que traçaram juntos, apoiando e esclarecendo pequenas duvidas que surjam neste intervalo faz a diferença. Afinal, não adianta falar o que deve ser feito e não oferecer os recursos à equipe.

Alguns passos que podemos seguir são:

  • Definir metas realistas;
  • Dividir o objetivo em pequenas ações;
  • Criar pequenas recompensas para cada etapa concluída;
  • Oferecer feedbacks semanais:
  • Estar sempre presente para solucionar dúvidas.

O acompanhamento da evolução da sua equipe e de sua produtividade deve ser feito contendo relatórios com os indicadores de desempenho individuais ou por departamento.

Muitas vezes no momento em que a equipe está reunida “feedback” a vivencia de um colaborador em determinada situação marcante, seja positiva ou negativa, servirá de aprendizado a todos, aumentando o poder de crescimento e possíveis ajustes caso se façam necessário.

2 – Promover o empoderamento – a iniciativa de um funcionário em determinadas situações é muito bem vista, pois fazer uma entrega de 100% realizando seu trabalho de acordo com o que lhe foi demandado, é obrigação do funcionário, mas quando o mesmo usa da técnica dos 101% superando as expectativas da empresa, entregando mais do que lhe foi ordenado com eficiência e eficácia, o reconhecimento é fato consumado.

Esse é um poderoso caminho para que os funcionários possam agir sem esperar que o superior lhes diga quais são as tarefas de cada um deve fazer na sua ausência. É importante que o funcionário tenha um bom senso critico capaz de analisar os “prós e os contras”. E na primeira oportunidade comunicar o seu líder quanto aos rumos que estão sendo tomados e a simplificando os processos.

Para que o empoderamento seja feito corretamente devemos seguir algumas regras:

  • Os colaboradores devem comungar do mesmo proposito de crescimento organizacional;
  • O processo deve ser adotado por representantes de diferentes níveis hierárquicos;
  • A implementação deve ser gradativamente e compartilhada a fim de construir o engajamento coletivo.

imagem-03

 3 – Incentive o trabalho em equipe – Quando se trabalha com prazos e metas, o clima é muito tenso e estressante a todos os colaboradores. É justamente neste momento que pequenas premiações, e o reconhecimento perante aos demais integrantes é uma injeção de animo a toda equipe. Afinal os demais membros ficaram radiantes em pensar que os próximos poderão ser eles a ganhar a está premiação.

O segredo de um bom líder é saber trabalhar estrategicamente as habilidades e competências de cada colaborador, caminhando lado a lado a cada nova fase e ao mesmo tempo reconhecer o seu talento.

4 – Ajustes e feedbacks – avaliações de desempenho em feedbacks nem sempre são bem vistas por todos, por isso que deve ser um momento de deixar sua equipe bem a vontade para que eles também se posicionem de uma forma que consigam relatar suas dores e anseios, com o intuito de juntos com a liderança encontrem soluções para melhorar o relacionamento entre equipe x cliente x empresa.

Alguns especialistas em gestão comportamental e psicólogos corporativos recomendam nesse processo a cada líder a agir da seguinte forma:

  • Vá direto aos fatos, sem julgamentos à atitude dos envolvidos;
  • Não utilize expressões generalistas ou genéricas;
  • Elabore um pequeno roteiro para ser usado como apoio ao longo da avaliação;
  • A conversa deve ser realizada em um ambiente neutro e sem interrupções como se fosse um bate-papo;
  • Destaque os pontos positivos antes dos negativos.

 

imagem-045 – Investir no desenvolvimento da equipe – O PPA “Planejamento Plurianual” aplicado em grandes organizações é também recomendado em empresas de pequeno porte, a fim de criarmos um modelo orçamentário de como será aplicado e dividido sua receita. E separar parte deste capital para desenvolvimento de competências e habilidades dos funcionários é recomendado pelo Rh.

Quando uma empresa vivencia períodos de recessão econômica, o funcionário qualificado demostrará habilidades e competências, trazendo soluções para a equipe, garantindo melhores praticas, reduções de custos desnecessários; isso evitará que aconteçam demissões em grande escala e ainda serão mantidos os talentos reciclados na equipe.

O desenvolvimento profissional é fundamental para o crescimento da empresa. E destacar-se dos demais funcionários é interessante para a empresa e para o próprio colaborador, principalmente se existe na organização plano de carreira e programas de orientação profissional.

Ganha a empresa investindo no funcionário e ganha o funcionário, que estará preparado e qualificado para o mercado.

Agora que vocês já sabem que a motivação e envolvimento de todos aumentam as chances de alcançarmos o sucesso e a produtividade, é só aplicar o conteúdo e ver o resultado na prática.

Pequenas mudanças na liderança podem ser feitas a qualquer momento, não precisamos esperar a crise econômica para mudarmos nossa postura perante o mercado. Devemos levar em conta não só os aspectos financeiros, mas também a qualidade de vida de todos dentro e fora da empresa, pois isso ira refletir no que podemos oferecer de melhor aos nossos potenciais compradores.

 

Alessandra Batista

LOGO ABTEspecialista em novos negócios e planejamento estratégico
Mentoria para empreendedores embasada métodos Sebrae.
E-mail Contato: Allessandrabt@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/ABTCONSULTORIA/
Site: www.abtconsultoriaempresarial.com.br

 

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGuarda-Roupa Inteligente – Como montar o seu
Próximo artigoComo anda o mercado de joias e semijoias no Brasil?
Alessandra Batista
Consultora e Especialista em Novos Negócios, Palestrante e Treinadora de equipes. Formada em Administração de Empresas com Ênfase em Comercio Exterior, especialização em Gestão Empresarial pela Fatec-SP. Experiência em Análise Comportamental, Coach de Carreira e Negócios. Possui cursos diversos voltados a Competitividade e Gestão pela Fundação Getúlio Vargas e Escola de Negócios SEBRAE. Após atuar por vários anos em multinacionais liderando processos e equipes no exterior, construiu carreira dentro do SEBRAE SP, desenvolvendo projetos governamentais, melhoria da competitividade e desenvolvimento territorial, voltado ao público empreendedor e as MPE´s. Hoje, assessora profissionais e empresas a construírem e fortalecerem seus negócios por meio de posicionamento estratégico para alcançarem sucesso na carreira profissional ou como Empreendedor. Recentemente agregou outra atividade como “Mentora de Projetos” da Prefeitura de Guarulhos Baseada em conhecimentos de consultoria empresarial, técnicas e ferramentas de Coaching e Análise de Perfil, desenvolve a alta performance em negócios e mentoring.

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá. Agradeço pelo comentario, eu sempre tento fazer o meu melhor, pois é um prazer enome poder ajudar outras pessoas. Eu conheço muito bem os dois lados, o do sucesso e o do empreendedor em inicio de carreira. Empreender não é facil, mas com Deus em primeiro lugar e a nossa força de vontade e perseverança alcançaremos o nosso lugar. Um grande Abraço. Gratidão eterna.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here