Ano novo, coerência nas escolhas para resultados significativos

0
47
Mindset
Mindset

Na vida, e neste ano novo, o que é mais importante para você? Pergunta relevante e que desperta na gente a dúvida sobre a nossa escolha. Em geral a pergunta é respondida por todos nós com valores iguais.

Embora sejamos tão diferentes, quem não responderia saúde, paz, família, felicidade, alegria, harmonia, prosperidade como resultados significativos?

Recentemente, em um Summit sobre a produção orgânica no Brasil e pelo mundo, ouvi uma frase que motivou grande reflexão:

“Por que criamos coletivamente um conjunto de resultados que individualmente ninguém quer? ”

Este questionamento tão pertinente é de Otto Scharmer, professor titular do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussetts).

Ele preside o programa MIT IDEAS, que visa promover a inovação intersetorial para auxiliar empresas, governo e sociedade civil a inovar em todos os níveis do sistema.

Aceitar a provocação e partir para a análise da questão, nos coloca à frente na colheita de bons resultados.

Pensamos o conceito de inovação com maior ênfase no contexto empresarial. Mas, como inovar nas nossas empresas se não partirmos da modificação do nosso mindset, criando caminhos e estratégias diferentes do habitual?

O novo, as boas ideias, os resultados significativos acontecem primeiramente pela mudança de hábitos e atitudes.

Quando falamos em alimentos, buscamos com eles uma vida mais saudável e prazerosa. Especialmente se estiver nas nossas opções o consumo de produtos orgânicos. Torço para que esteja.

Ansiamos, entretanto, por saúde para nós, para nossa família humana e de quatro patas. Mas por que ainda escolhemos alimentos que na sua produção se utilizam de pesticidas e agrotóxicos?

É sabido que tais substancias podem trazer riscos a nossa saúde, a do agricultor que o produz, e ao meio ambiente que sustenta a vida.

Penso naquela regrinha básica de humanidade “o que não quero para mim, não quero para o outro”. Diretriz que acaba soando um pouco vazia e distante da vida prática.

Podemos expandir o mesmo raciocínio para todos os setores das relações humanas. Produzimos pequenos efeitos diariamente com escolhas individuais e que impactam fortemente no coletivo.

Otto Scharmer atribui a causa dos resultados coletivos indesejados à desconexão de nossas relações sob três aspectos: eu comigo mesma, eu com o outro, eu com o planeta.

Ano novo, hábitos novos, realizações significativas. Nada como a empatia para nos reconectar com o outro. Quando fazemos este exercício nos tornamos mais conscientes de nós mesmos e da nossa responsabilidade na construção do mundo que queremos.

A vida é abundante e farta. E é construída por mim, por você, por nós.

Gratidão pela leitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here