728 x 90

Corrente russa: o que é e por que muitas mulheres adoram

Corrente russa: o que é e por que muitas mulheres adoram

Técnica que utiliza a corrente elétrica para melhorar o tônus muscular é famosa em clínicas estéticas

Corrente russa é um procedimento que enxergo como cada vez mais popular quando a intenção é melhorar o corpo, já que atualmente as tendências estéticas são comuns na vida das pessoas.

Isso acontece especialmente porque os avanços tecnológicos permitem que diversos procedimentos tragam variados resultados físicos, por valores cada vez mais acessíveis.

Para ajudar a ilustrar o panorama dessa busca crescente por melhorias corporais, recorro a alguns números: de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), houve um aumento de 390% na busca por procedimentos estéticos no primeiro trimestre do ano passado.

Além disso, de acordo com informações da mesma instituição, 15,8% das pessoas que ainda não haviam realizado qualquer procedimento desejavam realizar alguma técnica ainda no mesmo ano. Com toda a minha experiência no segmento, julgo o número como bastante relevante.

Dentro das clínicas estéticas, um dos recursos mais procurados por clientes, especialmente as mulheres, é a corrente russa, um aparelho que utiliza a corrente elétrica para estimular a contração dos músculos e promover tanto a tonificação muscular quanto a circulação sanguínea. Indolor, esse procedimento estético também combate a celulite e reduz a flacidez.

Para a realização da corrente russa, utilizo eletrodos, que são posicionados no meio do músculo da região tratada. A partir disso, o aparelho promoverá um estímulo semelhante ao que é enviado naturalmente do cérebro para os músculos, gerando uma contração involuntária e trazendo resultados positivos posteriores.

O tempo de cada sessão varia de acordo com cada tipo de pele: para jovens, o procedimento costuma durar cerca de vinte minutos, ao passo que em casos de peles mais maduras, a técnica pode ser aplicada em um tempo que varia entre quarenta e cinquenta minutos. Tudo depende do quanto a pele tem de firmeza ou de flacidez.

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, costumo sempre dizer que, mesmo tonificando o músculo, a corrente russa não emagrece e não deve substituir qualquer tipo de atividade física. Pelo contrário, ela deve ser complementar à prática esportiva para que os ganhos sejam ainda mais notáveis e a transformação física mantenha-se saudável.

As contraindicações do procedimento ficam por conta de pessoas com marcapasso e doenças cardíacas, epilépticas, grávidas e indivíduos com varizes ou tromboses.

Utilização da corrente russa na fisioterapia

Ao contrário do que muitos imaginam, a técnica não é utilizada apenas em clínicas estéticas, como faço. A corrente russa também é muito comum na área médica, em especial na fisioterapia, já que ela permite uma melhor reabilitação de pessoas que sofreram um acidente vascular cerebral (AVC), previne a atrofia muscular e é útil no tratamento da paraplegia.

Além disso, a corrente russa também é utilizada por atletas de alto rendimento, visto que o procedimento ajuda em melhorias de performance.

Acesse outras matérias de minha autoria, clique aqui.

Informações à imprensa

Matéria com destaque, com mais de 100 mil acessos.

235 - 0

Thank You For Your Vote!

Sorry You have Already Voted!

Posts Carousel

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Latest Posts

Top Authors

+ Comentado

Vídeos em Destaque

235 - 0

Thank You For Your Vote!

Sorry You have Already Voted!