Cuidar da voz

Cuidar da voz… Conheça a importância de cuida da sua voz

Dia Mundial e Nacional da Voz – Precisamos falar sobre a sua voz!  

Cuidar da voz é tão necessário como cuidar da saúde dos nossos negócios. No dia 16 de abril é o Dia Mundial e Nacional da Voz.

Nesse dia, temos como missão e objetivo, conscientizar as empresas, a comunidade em geral, sobre a prevenção, os cuidados e atenção com a voz profissional.

As primeiras comemorações sobre a voz no Brasil ocorreram a partir de 1999.

Com a instituição da Lei Nº 11.704, de 18 de junho de 2008 o evento ganhou o destaque mundial com a instituição do dia 16 de abril, como o Dia Mundial da Voz, quando a data passou a ser comemorada também nos Estados Unidos, Europa e Ásia.

Atualmente, milhões de pessoas utilizam sua voz profissionalmente, mas, poucas são classificadas como profissionais da voz.

Essa realidade faz com que muitos profissionais desconheçam ou negligenciem os danos ocorridos por excesso ou mau uso da voz.

Empresária, você é uma profissional da voz?

Todas as atividades profissionais exigem a utilização da voz e da comunicação oral.

Atualmente, as atividades profissionais através do home office, por vídeo conferência, participação em Lives, gravações de vídeos e atividades remotas, vêm exigindo cada vez mais da voz das pessoas e das empresárias.

É fundamental para o sucesso dos nossos trabalhos, estarmos preparadas tecnicamente para a utilização adequada, profissional e assertiva da nossa voz.

Você conhece sua realidade e seu desempenho vocal?

Em 35 anos de pesquisas na área de comunicação, oratória e técnica vocal, observamos que muitas pessoas, e principalmente empresárias, estão utilizando a voz em condições adversas como estresse, ambientes insalubres, inadequados, sem preparação e cuidados necessários.

A falta de conhecimento, avaliação, hábitos, atitudes assertivas estão levando as pessoas a um desgaste desnecessário, acarretando em danos e patologias sérias, tais como, os Distúrbios de Voz Relacionados ao Trabalho (DVRT).

O DVRT, segundo o Protocolo de Complexidade Diferenciada do Ministério da Saúde, é qualquer forma de desvio vocal diretamente relacionado ao uso de voz durante a atividade profissional que diminua, comprometa ou impeça a atuação e/ou comunicação do/a trabalhador/a, podendo ou não haver alteração orgânica da laringe (BRASIL, 2011).

Estes distúrbios podem provocar perda total ou parcial da voz, alteração no timbre, devido a tensões físicas advindas de estresses, pressões, ansiedade, desenvolvimento de tiques, vícios e cacoetes verbais.

Outro problema muito comum é oriundo de danos emocionais ocasionados por processos de avaliações, críticas e julgamentos sobre a voz das pessoas nos ambientes profissionais.

Essa triste realidade vem levando pessoas a adquirirem aversão ao ato de falar nos locais de trabalho, adquirindo insegurança nos momentos de exposições públicas, medo da ridicularização e do constrangimento ao qual são submetidos diariamente.

Os resultados são profissionais desacreditados, inseguros, desmotivados, com excesso de autocrítica, complexo de inferioridade e baixa autoestima.

A voz é uma forma de identidade pessoal, qualquer avaliação ou julgamento inadequado, pode se tornar gatilho para traumas e bloqueios, por isso é muito importante cuidar da voz.

Sugerimos que as empresas invistam em avaliações, treinamentos e prevenções permanentes do seu pessoal, através do aprendizado sobre o funcionamento físico, mental e social da voz e na construção da fala, do conhecimento da engenharia vocal, através da respiração, do relaxamento e da importância do que e do como falar.

Atualmente contamos com uma equipe multidisciplinar para a realização de pesquisas, treinamentos, cursos, palestras, workshops e atendimento coletivo ou individual de forma personalizada ou customizadas.

Os principais sinais de alerta são:

  • Qualquer alteração na voz;
  • Tosse frequente seca e sem conteúdo;
  • Alterações no volume, tom ou timbre da voz;
  • Ficar com dificuldade de falar – sentir cansaço ao falar ou dificuldades de manter por algum tempo a fala;
  • Aumento de pigarro;
  • Rouquidão;
  • Perda de voz com frequência.

As atividades mais procuradas e desenvolvidas atualmente para cuidar da voz são:

  • Conhecimento sobre a voz profissional – que corresponde a informações e consciência sobre a utilização da voz no campo profissional de forma adequada, foco nas atividades de atendimento, recepção, vendas, comunicação pessoal e interpessoal, mediação de conflito e liderança.
  • Análise vocal – onde podemos detectar os problemas e as dificuldades a serem trabalhadas, bem como, as potencialidades a serem ressaltadas e valorizadas, promovendo a confiança e autoestima.
  • Treinamento vocal – corresponde a um conjunto de atividades e exercícios, oriundos da técnica vocal, que alinha o desenvolvimento vocal, através da estética vocal e da saúde vocal.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias.

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Pular para o conteúdo