Gestão empresarial para microempresas

0
83
Gestão para microempresas
Gestão empresarial

A gestão empresarial é algo adaptável para todo tipo e tamanho de negócio. Seja em uma grande ou microempresa, uma gestão é fundamental no ambiente de trabalho. É ela quem facilita o processo das funções.

Contudo, a gestão só funciona se for bem aplicada e seguida rigorosamente e só deveria ser não cumprida em caso de força maior.

Em se tratando de microempresas, sabe-se que geralmente as funções são conduzidas pelo dono do negócio. Não se vê uma equipe de trabalho grande e muito menos vários departamentos. Uma microempresa não precisa de tantos departamentos.

Toda a gestão de uma microempresa gira exclusivamente em torno de executar o processo operacional das funções. Aqui vão algumas dicas de como uma microempresa pode melhorar seu processo de gestão.

Tendo em vista de que o dono do negócio é quem dirige todas as funções, das mais simples ás mais complexas, em uma microempresa é natural que a carga de trabalho seja maior e algumas funções administrativas até podem ser negligenciadas ou mal geridas quando não há conhecimento suficiente.

Para evitar esse tipo de situação, você microempreendedor, obtenha mais conhecimento administrativo, pesquise mais sobre como gerir tal função ou organizar suas metas.

No geral, tire um tempo para dedicar-se à parte didática das suas funções. Lembre-se: conhecimento sempre é bem-vindo.

Procure conhecer mais sobre o setor da sua empresa para que você possa elaborar as melhores ofertas no mercado. Seja um concorrente preocupante e não hesite em montar suas promoções e seus serviços por preços muito chamativos.

Faça uma gestão dos seus custos e seus gastos em geral, planilhe tudo e faça as contas do seu investimento para encaixar preços competitivos no mercado em que você atual.

Invista tempo em divulgação do seu negócio e suas promoções e preocupe-se com a qualidade do seu ambiente de negócio.

Mesmo que seu empreendimento seja em sua casa, um ambiente mal organizado fala muito aos clientes e pode fazer com que eles não voltem mais.

Por exemplo, se você é manicure e recebe seus clientes em casa, não é bom que seu material nunca tenha um lugar fixo, esmaltes e lixas de unha espalhadas pela sala, isso não dá um bom aspecto para o cliente.

Para uma boa gestão financeira de seu negócio, evite “misturar” seu dinheiro com o dinheiro do seu investimento. Separe o que é lucro para você e o que é investimento para seu negócio.

Lembre-se: você tem gastos, despesas e custos, então não pode confundir seu patrimônio com seu lazer. Uma sugestão seria fazer uma conta no banco pessoal e outra empresarial.

E por fim, regularize seu empreendimento obtendo um CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) ou um MEI (Microempreendedor Individual).

Para ser um MEI você precisa atender alguns requisitos como faturar pelo menos R$ 81.000,00 por ano, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um colaborador contratado que receba o salário mínimo ou o piso salarial da categoria.

Se você tem mais dúvidas sobre o MEI, consulte a definição completa neste link https://www.sebraepr.com.br/PortalSebrae/sebraeaz/Microempreendedor-Individual.

Sempre idealize o crescimento do seu negócio e cresça na economia onde você está localizado. Então, estabeleça uma boa gestão, amplie seu negócio consideravelmente e tenha melhores resultados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here