Obesidade em cães, saiba os riscos e como prevenir

0
23
Obesidade em cães

Obesidade canina é uma das doenças de maior incidência em atendimentos nas clinicas veterinárias.

Embora a obesidade em cães não seja vista pelos tutores como uma doença, o acúmulo excessivo de gordura traz consigo um processo inflamatório crônico, favorecendo doenças concomitantes como diabetes, doenças cardiovasculares, problemas articulares dentre outros.

As causas de obesidade são multifatoriais:

  • Genética;
  • Predisposição racial – especialmente nas raças Pug, Bulldog inglês, Labrador, Daschund, Cocker Spaniel, Golden Retriever;
  • Manejo alimentar – fornecimento excessivo de alimentos e/ou alimentos inadequados para os cães.

A tendência a obesidade em cães é ainda mais acentuada pela castração e pelo envelhecimento.

Na meia idade, entre 7 a 8 anos, os cães têm uma queda no gasto energético, mas não raro continuam a receber a mesma quantidade de alimento.

Desta forma podem desenvolver um quadro de sobrepeso e até de obesidade.

Pesquisas apontam a prevalência de sobrepeso em cães idosos de 34%. O risco dos cães se tornarem obesos é maior quando seus tutores também são. Tal dado nos sinaliza a importância do ambiente no qual o pet vive e os hábitos alimentares aos quais eles foram apresentados desde a infância.

Na “contabilidade” corporal, se ingerirmos mais alimento do que necessitamos, teremos um “superavit” em forma de armazenamento de tecido adiposo. Com os pets não é diferente.

Por isso, a prevenção deve ser constante desde a primeira infância dos cães. É nesta fase que teremos a formação das células de gordura que os acompanhará por toda a vida. Filhotes obesos tem grande chance de serem adultos obesos.

Você sabe se seu cão está acima do peso? Uma boa métrica é observar algumas regiões corporais onde há maior depósito de gordura.

A famosa “cinturinha” bem delimitada, pescoço e base da cauda sem dobrinhas, são bons sinalizadores do escore de condição corporal ideal. E claro, sempre consultar o médico veterinário para uma avaliação mais criteriosa.

A prevenção é sempre o melhor caminho. É sabido que o alimento é carregado de afeto, mas o bom senso nos convida a manter a disciplina e hábitos saudáveis para nós e para os nossos amores, os cães.

Deixar de lado o sedentarismo e estabelecer uma rotina de passeios diários com eles, auxilia muito na manutenção do peso ideal.

Obesidade é coisa séria. Pense em quantos males você poderá evitar, se o alimento for ofertado ao seu cão corretamente e sem excessos. Saúde e longevidade é tudo que quer para ele, certo?

Que seu afeto faça a melhor escolha!

Gratidão pela leitura

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here