Qual o melhor caminho que eu devo seguir?

0
30
Portmarnock Beach - Dublin (Irlanda)

Quando a gente realiza sonhos que outros também sonham, acabamos nos tornando referência e inspiração. É inevitável que as pessoas ao seu redor queiram saber o passo a passo de como você fez para alcançar tal objetivo.

É assim quando alguém perde peso e todos comentam: me conta o segredo! Qual o melhor caminho que eu devo seguir? Sabemos muito bem que não existe milagres.

Perder peso é o resultado de atividades físicas regularmente e alimentação balanceada. Mas, inspirar nas conquistas alheias nos faz acreditar que também somos capazes, o que de certa forma é verdade.

Criamos coragem de ir em busca das nossas metas quando os exemplos à nossa volta nos dizem que é possível.

Já recebi inúmeras mensagens de pessoas que querem fazer um intercâmbio e não sabem por onde começar.

Ou daqueles que já compraram o curso, e por conta da ansiedade pela nova vida, querem saber todos os detalhes possíveis, mesmo àqueles não serão úteis antes do embarque.

Mas, o tipo de pergunta que me intriga é:

  • Você recomenda o intercâmbio (mudar de país)?

– Porque não cabe a mim responder apenas sim ou não.

  • Já ouviu que cada caso é um caso?

– Acredite, essa frase é a pura verdade.

Sempre tive um espírito aventureiro, facilidade de adaptação e fazer novas amizades sempre foi algo prazeroso para mim. Não gosto de rotina, sou dinâmica e estou sempre em busca de novas experiências e aprendizado.

Essa sou eu Leidiana Palma da Silveira, a jornalista que sempre amou ouvir e contar histórias, viajar, aprender algo novo e sonhar! Eu, morreria infeliz se nunca tivesse conhecido Paris!

Repito: essa sou eu, Leidiana, que aos 19 anos saiu de casa para fazer faculdade em Campinas, que cinco anos depois voltou para casa e que sete anos mais tarde resolveu voar novamente, só que dessa vez para o outro lado do oceano.

Não me arrependo da decisão que tomei de mudar de país. Preciso vivenciar o que o mundo tem para me oferecer. Talvez, um dia, ou em breve eu me canse daqui também e seja a hora de bater asas e voar em busca de novas aventuras e desafios.

Só você pode saber a resposta para a sua pergunta. Quando e se um dia será a hora de partir. Eu acredito que o importante na vida é a gente fazer o que ama, sem que isso possa ferir alguém.

O que me faz extremamente feliz pode deixar você depressivo. A música que eu ouço pode ferir os seus ouvidos. A temperatura que me agrada pode te deixar de mal humor. Cabe a cada um avaliar o que lhe dá prazer.

Às vezes, temos que enfrentar algum desafeto para conseguir colher os frutos.

Eu por exemplo não gosto do frio. Mas, a Irlanda me faz conseguir alcançar dois grandes objetivos: aprender inglês e viajar. Pensar nas conquistas me faz seguir firme e confiante por aqui.

Mas e você, qual seu sonho e seu objetivo de vida? O que te faz feliz? Onde e com quem você quer estar daqui 20 anos?

Escolha seu destino, desenhe as estradas que precisa seguir para chegar até ele e então dê o primeiro passo. Mas, vá na direção certa… ou não, errou o caminho, peça informações e volte para estrada certa, assim que perceber que estava fracassando.

O importante é continuar trilhando o seu caminho, não pare no acostamento, pois, pode ser perigoso!