Quer se tornar Arquiteta? Saiba mais sobre o curso de Arquitetura

0
66
Arquitetura

Quando chega a hora de escolher a profissão ou qual faculdade fazer a dúvida bate. O que quero fazer ou ser para o resto da minha vida?

Perguntas e questionamentos atormentam os pensamentos, pois nessa fase passamos por uma autoavaliação e um processo de autoconhecimento que são fundamentais para a escolha. O por quê escolher a arquitetura?

Não é preciso saber desenhar, como muitos falam. É preciso apenas ter noções de desenhos.

Também não é preciso ser criativo, pois o nosso trabalho é 99% de transpiração e apenas 1% de inspiração. Então o que precisa ter? Ao um ver, 2 palavras: DISPOSIÇÃO E PACIÊNCIA.

Disposição para aguentar o ritmo frenético de trabalhos e conteúdo densos, e paciência para se observar detalhes e refazer quantas vezes forem necessários até chegar ao estado de excelência.

Está disposta a isso? Seja bem-vinda ao mundo da arquitetura.

A arquitetura não é uma ciência exata, tanto é que se enquadra na área de ciências sociais aplicadas.

Isso engloba o conhecimento de várias matérias e segmentos diferentes.

Quem for para a área do urbanismo, deverá entender como as pessoas vivem, como se relacionam, como se comportam e como utilizam os espaços.

E quem for para a área de projeto, saber sobre tecnologias, materiais, tendências, identificar estilo do cliente e interpretar seus sonhos são imprescindíveis.

Vale ressaltar que não existem apenas essas duas áreas dentro da arquitetura, mas esses são os mais comuns.

Durante a faculdade nem um pouco de glamour. São noites sem dormir, fins de semanas sem sair, cansaço excessivo, ainda mais para quem vai fazer jornada dupla de trabalhar e estudar.

Para esses, a paciência e disciplina tem que ser em abundância.

As matérias aliam a parte técnica à parte de criação, seguindo as vertentes de projeto arquitetônico, projeto de urbanismo, historia da arquitetura, e engenharia.

Sendo que todas elas são importantes e servem como base para que se desenvolvam competências futuras a sua formação.

Falo de futuras competências, pois ninguém sai totalmente pronto da faculdade e é fundamental a adaptação da teoria à prática.

E se você acha que já estudou de mais, que já cansou de mais e que agora que está formada vai ser tudo maravilha, salto fino, cabelo arrumado e maquiagem?
“Hahaha” talvez em algum evento, ou se você não quiser trabalhar com obra e ficar dentro de uma sala projetando sem contato externo, caso contrário amiga, vamos trabalhar que nem loucas, ritmo frenético, de segunda a segunda, muitas vezes colocando a mão na massa para conseguir ter um salário mais digno.

Existem arquitetos e grandes escritórios que não se identificam com o que estou falando, ou que nunca passaram por isso, mas somos milhares de arquitetos hoje no Brasil e cada ano se formam mais e mais, e quantos se destacam?

Quantos chegam ao topo? E quantos ralam para estar lá? Por isso DISPOSIÇÃO e PACIÊNCIA são não só fundamentais a vida acadêmica, mas a toda vida profissional.

Não escrevo isso para desanimar futuros arquitetos, escrevo isso para motivar e mostrar que nossa profissão é forte, guerreira, persistente e glorificar aos muitos arquitetos que não desistiram dessa profissão linda, que apesar de tudo traz beleza, leveza, sensações e organiza a vida em sociedade.

E se você é desse tipo, bem-vinda ao mundo da arquitetura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here