Tempos de crise – O importante é trabalhar com a Equipe Engajada e Motivada!

0
88
Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa

A crise sempre é motivo para reclamações, mas o importante é que em tempos de crise nas organizações, o líder promova mudanças e torna sua equipe engajada.

Sabemos que a tarefa não é fácil, pois antes de efetuarmos qualquer tipo de mudança na rotina ou metodologia dos nossos colaboradores, o líder precisa motivar sua equipe a cooperar e estar junto.

Isso, porque antes de se envolver com mudanças, os colaboradores precisam acreditar que aquilo que se deseja mudar é possível e além de tudo necessário.

No contexto organizacional, cabe ao gestor conscientizar os colaboradores de que é possível alcançar as metas e os objetivos traçados, pois ninguém se envolverá com o que não acredita ser Verdadeiro.

Mas, como será que o Líder nesse momento poderá envolver e influenciar a equipe para promover mudanças e superar crises?

A única forma dos novos objetivos saírem do plano das ideias e se concretizarem, o gestor precisa estar integrado com a equipe contar com o auxílio de todos para gerar a tal mudança organizacional.

No entanto, somente uma equipe engajada e envolvida com a promoção da mudança vai permitir que o gestor efetive as alterações.

Nesse processo o Gestor precisará antes de iniciar as mudanças seguir alguns passos:
  • Levantar e reconhecer as ferramentas necessárias para a reestruturação.
  • O reconhecimento só acontecerá quando o líder souber ouvir a equipe e garantir todos os momentos de comunicação com os colaboradores.
  • Isso só será possível com a conversa, entender como todos se sentem em relação ao que se pretende mudar e ainda diminuir o esforço que cada setor empenhará na nova fase.
  • O processo precisa ter objetivos claros e prazos de execução, e comunicá-lo aos colaboradores, criando rotinas de avaliação e feedback em relação a cada processo proposto.
  • Por meio das rotinas de reuniões de avaliações, será mais fácil entender e superar as dificuldades dos colaboradores em colocarem em prática a mudança, assim como identificar o que deve ou não continuar sendo feito, e se a mudança está mesmo tornando mais produtiva no dia a dia da organização.
  • Importante é explicar aos colaboradores as motivações para cada mudança proposta, e o que de fato se espera alcançar.
  • Sem conhecer o motivo da mudança, a equipe pode perder tempo e sentir-se insegura tentando encontrar explicações para as possíveis causas da proposta e até mesmo sentir-se desmotivada, acreditando que não será útil nessa nova fase da organização.
  • O gestor precisa especificar o que vai mudar e traçar formas colaborativas de cada setor alcançar os novos objetivos e se avaliar.
  • Para uma equipe integrada crie estratégias para agradecer e reconhecer com frequência a atuação dos que se esforçam e se envolvem no processo de mudança.
  • Sempre é importante criar canais de comunicação para que seu time aponte os pontos do processo, de forma a considerar as críticas nas revisões do planejamento feito anteriormente.

Considerando tais passos, o gestor mostrará à equipe que a mudança proposta será benéfica, explicará como cada colaborador é importante para que ela se efetive e deixará claro como toda a organização se envolverá e tornará possível a materialização das alterações.

Concluo a matéria deixando um recado para todas(os) as(os) leitoras(es):
  • Sempre conversem com os seus colaboradores sobre o desempenho de cada um ou equipe.
  • Cuidado para não os deixarem no escuro pode gerar insegurança, e por consequência, o desanimo.
  • Fale os pontos positivos e negativos observados, sem ofender.
  • O correto é encontrar, em conjunto, uma solução para minimizar os problemas e evidenciar as soluções no ambiente de trabalho e assim deixando a equipe Engajada!

Dedico a matéria para minha grande equipe de RH

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here