Visão Sistêmica: Base para um Diferencial Competitivo

0
238

Neste mundo globalizado e altamente competitivo, os desafios organizacionais estão cada vez maiores e mais complexos, exigindo dos profissionais o desenvolvimento da competência Visão Sistêmica.

Assim sendo, as organizações necessitam realizar acompanhamentos e controles focados na sua estratégia organizacional, além da visão da melhoria contínua e do alinhamento custo X benefício onde à produtividade tem um papel de grande destaque.

Para fazer frente a este cenário, as organizações necessitam adequar-se reformulando os seus processos industriais, logísticos, administrativos e financeiros, sempre concentrados em manter a qualidade, não desperdiçar oportunidades e valorizando as pessoas.

As organizações que objetivam garantir o seu diferencial competitivo têm buscado a adequação da Gestão das Pessoas a esse novo cenário com a implantação de práticas diferenciadas, estruturando-se para atender a estas novas demandas do mercado, com atendimentos diferenciados a partir das necessidades dos seus clientes.

Por tanto, é importante que revisem suas práticas, contemplando a necessidade de implementar ações direcionadas para melhorar a Gestão Organizacional através da revisão, definição e atualização dos processos, procedimentos e controles internos, adequando-os ao sistema, a legislação em vigor e a uma operacionalização eficaz.

Assim, esta atuação precisa de equipes de alta performance com foco sistêmico, holístico, gestão por competência e do conhecimento e alinhada com o Planejamento Estratégico.

A organização que tem como premissa o trato do “funcionário” como “parceiro”, terá verdadeiros atores – protagonistas, ou seja, profissionais efetivamente comprometidos e responsáveis pelos resultados organizacionais.

Esta atuação, coordenada a partir das demandas estratégicas e com foco nas competências técnicas e humanas essenciais ao seu negócio, com modelos próprios para o seu contexto, propiciará o desenvolvimento de diferenciais que contribuirão para o sucesso organizacional através de suas equipes de alta performance.

Portanto, compreender que a organização precisa ser entendida que é muito mais do que seus problemas setorizados, pois estes impactam diretamente sobre outras questões organizacionais torna imprescindível que se reforce em toda a organização uma competência que muitos nem sempre se dão conta, que é a tão falada Visão Sistêmica.

Ter uma visão do conjunto das ações que conduziram a organização ao momento presente, interpretando políticas e procedimentos e adequando os processos e as práticas internas aos requisitos definidos devem ser uma constante, fazendo toda a diferença quando se conversa com pares, superiores e subordinados.

Assim, a compreensão da integração e interdependência de todas as partes do processo de trabalho, onde utiliza-se diversas informações disponíveis, que muitas vezes são realizadas de forma natural, facilitando as análises mais amplas das situações, favorecem o entendimento das implicações diretas sobre as decisões do dia a dia.

Desta forma, cada vez o gestor deve se sentir estimulado a articular as diversas informações, atento para os impactos das decisões nos processos correlatos, nos resultados e nos objetivos da área sob sua responsabilidade, tanto com relação aos clientes internos como com relação as demais interfaces externas.

Sentir-se estimulado sempre que conseguir observar e detectar riscos, suas causas e efeitos não só para o atingimento dos resultados naquele momento, mas nos reflexos futuros, é fundamental.

Esta ânsia deve levar cada vez o gestor a manter-se atualizado a respeito do negócio em que atua, avaliando os possíveis impactos das atividades, projetos e programas que esteja envolvido, o que lhe favorecerá entender o todo e desta forma conseguir implementar ações com maior assertividade, ou seja realizando o gerenciamento de possíveis riscos.

Com o decorrer do tempo, perceberá que a competência Visão Sistêmica, fluirá de forma muito natural, sendo fundamental para que consiga gerar soluções eficazes, pois não tem como conseguir resolver problemas vivendo no mesmo ambiente mental em que eles foram gerados.

Mais do que nunca, entender que se quer resultados diferentes, precisa rever o processo todo, e implementar novas atitudes a partir das questões que tenha levado àquelas decisões, as quais contribuíram diretamente para algum resultado indesejado.

Portanto, faz-se necessário estar presente alguns questionamentos:
  • O que é preciso para compreender melhor o mundo ao seu redor?
  • Como perceber e agir com os outros que são iguais ou diferentes de você, de modo a ser assertivo?
  • Quais são as questões anteriores que geraram os resultados presentes?
  • Como fazer para mudar os comportamentos a partir das consequências percebidas?
  • Como acompanhar o encadeamento de ações, atitudes e projetos?
  • De que forma planejar os resultados que se quer alcançar no futuro?
  • Quais das ações atuais garantem o alcance deste futuro?

Compreender que sempre que a atenção estiver voltada para uma parte isolada, não conseguirá perceber o sistema dinâmico, sendo fundamental pensar nos sistemas e não nas fases, se quiser corrigir rumos e planejar objetivando o sucesso.

Teoricamente parece fácil, mas certamente haverão dificuldades, principalmente tendo que mudar determinados paradigmas, pois somos criados para ver o mundo como sendo a soma de infinitas partes e a Visão Sistêmica é a percepção da integração dos movimentos entre o ambiente, as decisões tomadas e nosso futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here