29 de abril, Dia Internacional da Dança

0
306
Dança asiática - Bangkok - Tailândia

A Dança é a Capacidade Que o Poder Superior Deu Para o Humano Escrever Sua História Com o Corpo.

O Dia Internacional da Dança foi instituído pelo comitê Internacional da Dança e pela UNESCO em 1982.

Em 29 de abril de 1727 nasceu, na França, o bailarino, escritor, coreógrafo e professor de Balé Jean-Georges Noverre.

Ele valorizou a pantomima, a mímica, o gestual, a delicadeza nos movimentos e a interação com os elementos da natureza no Balé.

Noverre mostrou que a Dança também tem o poder de ajudar na cura de muitas doenças físicas e mentais. Além de comprovar que o Balé pode ser ensinado para qualquer idade e não só para crianças como se pensava na época.

Por isto ele lecionou, voluntariamente, aulas de danças em hospitais.

Este bailarino também escreveu “Letters sur la Danse”, um ensaio de cartas sobre o Balé da sua época, editado em 1760. Mais tarde, adicionou ao livro artigos sobre música e um estudo sobre o movimento do corpo na antiguidade, além de textos sobre teatro.

Por coincidência, no Brasil, a data está ligada ao aniversário de uma importante professora de Dança:

Marika Gidali, a bailarina que, com Décio Otero, fundou o Ballet Stagium em 1971 em São Paulo para lançar no Brasil uma nova maneira de se fazer e apreciar o movimento do corpo.

Marika Gidali levou aula de Balé para a FEBEM e instituições que cuidam de crianças carentes.

Ela destacou que esta atividade ajuda no desenvolvimento cognitivo e físico dos pequenos.

A Dança traz benefícios em qualquer idade, dente eles se destacam:
  • Corrige a postura;
  • Desenvolve a coordenação motora;
  • Queima calorias;
  • Aumenta o condicionamento físico;
  • Fortalece a musculatura e os ossos;
  • Aumenta a frequência respiratória;
  • Libera serotonina e endorfina que são substâncias que combatem à Depressão.

Por causa das vantagens citadas acima as grandes corporações, indústrias e firmas estão contratando professores de Dança para dar aulas aos seus funcionários nos próprios locais de trabalho.

Os empresários constataram que o rendimento, de seus colaboradores, depois das aulas de Dança nos intervalos, aumentou de forma espantosa.

Para algumas religiões a Dança é uma forma de ligação com o Divino.

Santo Agostinho meditava e orava dançando. Por isto escreveu uma prece chamada: Oração à Dança.

Na Bíblia, nos Salmos 149 e 150 está escrito que devemos louvar a Deus com danças.

No oriente existe a Dança mística do sufismo.

Já, no Paganismo, cada deus era saudado com um balé diferente.

Há específicas modalidades de danças que ajudam em várias profissões e combatem muitas doenças, como leremos abaixo:
  • Balé Clássico: recomendado, principalmente, para secretárias, cientistas, recepcionistas e executivas. Ajuda na guerra contra inimigos como estresse, fadiga, estafa, angústia e problemas respiratórios;
  • Flamenco: ideal para empresárias, comerciantes e empreendedoras. Auxilia na correção da postura, estimula a coordenação motora, combate à Depressão, ansiedade e problemas musculares;
  • Dança do Ventre: excelente para vendedoras, terapeutas e publicitárias. Ajuda na batalha contra a timidez e insegurança. Trabalha na parte do cérebro que lida com a criatividade, diminui a TPM e modela o corpo;
  • Zumba: é a dança da moda neste ano de 2018, por isto é recomendável para as mulheres que lidam com o público adolescente e jovem.

Em muitos países este dia é comemorado com aulas de danças gratuitas em lugares públicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here