A origem do dia das mães na Grécia Antiga

0
256

A origem do dia das mães na Grécia Antiga, Rhea, a deusa da maternidade, era celebrada, e entre os romanos a deusa Matralia era homenageada. Dia das Mães, como é hoje na América e alguns países europeus, começou com o Dia das Mães na Inglaterra e depois nos Estados Unidos.

Maio é o quinto mês do calendário gregoriano e tem 31 dias. O seu nome é derivado da deusa romana Bona Dea da fertilidade. Outras versões apontam que a origem se deve à deusa grega Maya, mãe de Hermes.

Sob o Antigo Regime francês, era de costume plantar um “Maio” ou “Árvore de Maio” na honra de alguém. No Condado de Nice moças e rapazes “giravam Maio” ao som de pífano e tambor, ou seja dançar as rondas de Maio ao redor da árvore de Maio.

Maio é o mês consagrado à Maria, mãe de Jesus Cristo, segundo a Igreja Católica, com uso particular da devoção do Santo Rosário.

O mês de maio simbolicamente está ligado ao feminino: Mãe, o mês das noivas, da aparição de Nossa Senhora, dia da Nossa Senhora de Fátima, no primeiro domingo de maio, o dia das Mães é festejado em Portugal, Suíça, Bélgica.

E no segundo domingo de maio, a Espanha, Áustria, Dinamarca, Canadá, e nos USA, festeja o dia das Mães. A França festeja no quarto domingo de maio.

Na França, Bélgica e Itália tem o costume de convidar a mãe e a avó para almoçar num restaurante e oferecer flores para aquela que nos deu a vida.

Que flores oferecer à sua mãe?

As rosas continuam a reinar nos corações das nossas mamães.
Mas, as Tulipas, peônias, narcisos, papoulas, hortênsias, copos de leite, boca de leão e girassóis também são as mais cotadas.

O champagne esta ligado diretamente ao amor, à paixão e a feminilidade.

Uma belíssima ideia de conciliar a beleza das flores, com champagne, chocolates e macaron.

Aqui vai algumas ideias criativas de oferecer lindos bouquets de flores, flores com chocolate, chocolate em flores.

Para as amigas criativas, novas ideias para criar o seu próprio bouquet, ou escrever um belo poema para a sua mãe querida.

O melhor de tudo! Festejar sempre, festejar a Vida! Festejar nossas mães queridas!!!

Poema de Diva Pavesi:

DESSE GRANDE AMOR, NASCI
O grande amor quando chega

Não escolhe local e nem hora
Apenas se faz presente
Todo envolto em Luz e Felicidade

Dos seus olhos jorram lagrimas de prazer
Silencioso como a noite
Atrás da porta, deixa as nossas almas
Corações e pensamentos
Repletos de Liberdade

Ah! O Amor, que se traduz em flor,
Somente quem a colheu
Jamais esquecerá dessa dádiva
Imensa como o Verde do seu olhar

No toque doce e sublime
Numa percepção justa e perfeita
Dos apaixonados

Incandescentes somos, pois a química nos uniu
Nos transformando em amantes fecundos
Para brilhar por toda a eternidade.

Desse grande Amor, nasci
Para lhe reverenciar
A Mais bela Mamãe do Mundo
Mesmo se hoje vive numa outra dimensão,
Viverei para amá-la e celebrá-la
Por toda a vida.

Artigo anteriorSeguidores nas redes sociais são pessoas e não somente números
Próximo artigoA real do Dia das Mães: Coisas um pouco ácidas sobre a maternidade!
Diva Pavesi
Brasileira, nascida em São Paulo-SP, em 17 de novembro de 1956, Brasileira, casada com o empresário Nicolas Pavesi, é naturalizada francesa e vive há 31 anos na Europa. Mãe de dois filhos: Luis Pavesi e Vittorio Pavesi; tem dois netos: Thais Pavesi e Lukas Pavesi. Formada em Jornalismo, especialização em Rádio e Televisão e Relações Públicas pela Fundação Cásper Líbero, em São Paulo, em 1986. Pós-graduada pela Universidade Sorbonne, em Paris, e Universidade de Dublin, Irlanda, nas áreas de Cultura, Business e Comunicação. Fala fluentemente quatro idiomas: Francês, Inglês, Espanhol e Italiano. Diva Pavesi viveu em varias capitais da Europa: Lisboa, Paris, Londres, Dublin, Nice, Orléans. Sua vida é dedicada às Artes, Letras, Cultura Brasileira e Francesa, onde promove os dois países nas maiores vitrines artísticas e culturais do mundo. Editora, Jornalista, Escritora, Fotógrafa, Curadora, Produtora Cultural, Marchand, Tradutora e Intérprete. Presidente da “Divine Académie des Arts Lettres et Culture”. Presidente da Divine Magazine. Presidente da DBI International de Business. Presidente da Divine Edition. Presidente da RIHMI - Rede Internacional de Homens e Mulheres Inspiradores. Editora: já editou e lançou mais de 70 livros em sete anos, de grandes autores, poetas e escritores brasileiros; dentre eles três livros de Martinho da Vila. Escritora: já editou vários livros de arte fotográfica e artes plásticas, bem como romances e livros que promovem varias capitais do Brasil. Curadora: já expôs no Carrousel du Louvre e em varias galerias de arte em Paris; mais de 1200 artistas nos últimos 30 anos. Também promove Artistas Plásticos Franceses no Brasil, nos mais importantes museus, galerias de arte e Salões de Artes, na França e na Europa. Jornalista: criou vários jornais, revistas e programas de radio e de televisão ao longo de sua carreira internacional em vários países da Europa. Correspondente de vários órgãos de comunicação: Revistas, Rádios e Televisão. Conferencias e Projetos Sociais: Em agosto de 2017 vai inaugurar a criação de uma Biblioteca para 120 Crianças de uma Comunidade carente em São Paulo. Conferências que foram realizadas em Universidades no Brasil e na França de 2009 a 2014: “Educação, Formação, Cultura e Inclusão Social se aprendem na Escola” “Igualdade étnica.” Respeito as tradições e as diversidades". « Liberté Egalité et Fraternité ecoam em minha alma verde e amarela. » “Não às violências e violações infantis”. “Protejamos as nossas crianças que são o Futuro do Mundo.” Projeto de Lei Cultural: Idealizadora do Projeto de Lei n° 279/2004, aprovada na Câmara Municipal de São Paulo “Semana da Cultura Francesa”, no município de São Paulo, na semana de 14 a 20 de julho, com o objetivo do intercâmbio cultural e turístico entre o Brasil e a França. Doação de Livros: De 2008 a 2014: doou centenas de livros para Bibliotecas e Institutos no Brasil e na França. Diva Pavesi é Membro de Instituições Francesas e Brasileiras e já foi condecorada pelas Forças Armadas Brasileiras. Em 2015 é condecorada com o titulo: “Amigo da Marinha”, pela Marinha Brasileira na Embaixada do Brasil em Paris. Em 2011 foi condecorada com a “Medalha Granadeiro” do Primeiro Batalhão de Guardas – Batalhão do Imperador 1823 / Rio de Janeiro. Em 2010, recebeu a “Monção de Honra” no Senado do Brasil em Brasília. Em 2009 recebe as condecorações na Academia Brasileira de Letras as Medalhas de Ouro Jorge Amado e Guimarães Rosa, na UBE e ABRADE no Rio de Janeiro. Em 2009 recebe a Medalha de Ouro, da “Societé d’Encouragement International et National des Sauveteurs em Paris.” Em 2009 e 2007, recebe a condecoração da Academie International du Mérite et Dévouement Français e da “Société Academique des Arts Sciences et Lettres”, que festejou seus 100 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here