As Emoções versus Sentimentos

0
1599
As Emoções
As Emoções versus Sentimentos

Já passou pela sua cabeça que estas duas palavras que são usadas como sinônimo tem significados bem distintos?

As emoções dão origem a todos os tipos de sentimentos. De acordo com o site Wikipédia a palavra deriva do termo latino emovere, onde o e- (variante de ex) significa “fora” e movere significa “movimento”.

É uma reação a um estímulo ambiental e cognitivo que produz tanto experiências subjetivas, quanto alterações e neurobiológicas significativas.

Os sentimentos, por outro lado, é o resultado de uma experiência emocional, produzindo uma mudança fisiológica.

O psicólogo Paul Eckman (psicólogo especializado no estudo das emoções e emoções faciais) afirma que há 6 emoções básicas: alegria, tristeza, medo, surpresa, desgosto e ira.

De acordo com os estudos, o que se sabe é que os seres humanos são capazes de vivenciarem inúmeras emoções, porque os sentimentos que elas geram nas pessoas são muito específicos.

Cada pessoa tem uma emoção diferente da outra, mesmo que esteja passando pela mesma situação. Tudo depende da experiência de vida de cada uma, de suas crenças e sentimentos.

As emoções de raiva, medo, alegria e tristeza são consideradas básicas e ligadas ao instinto de sobrevivência. Como falei, cada pessoa sente as emoções de forma diferente ou ainda, podem ter uma mistura de emoções.

Quero indicar o filme desenho “DivertidaMente”, lançado em 2015 (Nome original: Inside Out) para entender de forma lúdica, de como elas agem sobre nosso corpo.

As emoções podem ser:

  1. Primárias – são aquelas que são mais perceptíveis por aqueles que estão ao redor, tais como alegria, dor ou pânico;
  2. Secundárias – nem sempre são visíveis, como por exemplo, nervosismo, vergonha ou culpa;
  3. De fundo – são aquelas não perceptíveis, que proporcionam uma forma de bem ou mal-estar, tipo angústia, insegurança ou calma.

Os sentimentos podem não ser passageiros (Diferentemente das emoções) e em alguns casos, podem perdurar para toda a vida. Alguns sentimentos negativos (como tristeza profunda) podem desencadear doenças (ex: depressão).

As emoções causam reações físicas, algumas pessoas conseguem controlar estas reações para que não afetem o mundo ao seu redor, muitos consideram extremamente difícil manter as emoções sob controle.

Eu por exemplo, se estou feliz todos podem ver, se estou triste também. Tenho trabalhado muito a percepção de como estou me sentindo diante do que me acontece.

Por que? Porque sabemos que o momento presente cria o nosso futuro. Tudo o que acontece, simplesmente acontece. Se é algo bom ou ruim, isto varia de acordo com a interpretação que damos.

A frase “Quando você muda o mundo muda”, se encaixa perfeitamente. Nós não mudamos o que acontece, mas temos a capacidade de alterar nosso comportamento diante daquilo que esta acontecendo.

Imaginemos que estamos fazendo um passeio em um safari, e nos deparamos com um leão, num piscar de olhos, nos veremos em estado total de pânico.

Esta emoção fará com que nosso cérebro libere hormônios para reagirmos ao que esta acontecendo e nos tire desta terrível situação. Dentro da psicologia, isto é chamado de comportamento de fuga ou luta.

A emoção que eu decido sentir altera minha fisiologia. Quero deixar um exercício para vocês fazerem diariamente, várias vezes ao dia, em situações que vocês julgarem ser ruins ou boas:

  • O que eu estou sentindo? (um aperto no peito, falta de ar, desespero, incapacidade, etc.);
  • Por que estou me sentindo assim? (Não consigo falar com minha mãe, TCC, falta de dinheiro, filme de suspense, etc.);
  • O que estou sentindo está esta de acordo com o ambiente? (onde estou fisicamente – Se o ambiente onde esta calmo, em paz e você esta com ansiedade, então não está adequado; se está de boa na fazenda, e a mesma está bela, em paz, então está adequado).

Com a prática desse exercício você passará a ter mais consciência do que esta sentindo e do ambiente ao seu redor. É muito importante, se perceber. Isto te dará mais consciência corporal e do lugar onde esta (ambiente), desenvolvendo a Inteligência Emocional.

E o que eu faço com o que já aconteceu? Nós não podemos alteramos o que aconteceu, mas damos um novo significado ao que aconteceu. Fazemos isto através de ferramentas como a PNL, EFT, Hipnose dentre outras. Por isto é muito importante fazer terapias. A meditação diária, também é um recurso fantástico.

Se quiser entender um pouco mais sobre, Inteligência Emocional, leia o livro de Daniel Goleman, Inteligência Emocional.

Obrigada por seu tempo. Um beijo de luz e até o próximo artigo.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui