Crime cibernético: Pedofilia online e o abuso infantil

4
21729
Pedofilia
Pedofilia e Violência Contra Mulher

Pedofilia e Violência Contra Mulher – Qual a punição para esses agressores?

Crime cibernético: Pedofilia online e o abuso infantil, é um dos pontos que iremos abordar aqui, pois sem dúvida um dos piores crimes, se não o pior, cometido pelos seres humanos.

Sabemos que as condições atuais no mundo dos negócios, necessita ser reinventado por todas as mulheres empreendedoras, porém não apenas os negócios, mas também a forma de agir frente à violência contra si e seus filhos.

É notório que a pandemia do COVID-19 que se instalou no Brasil e no restante do mundo, trouxe muitos pontos a serem questionados, discutidos e reinventados a partir do momento que tivemos que ficar dentro dos nossos recintos.

E um dos pontos que iremos abordar aqui é a questão do crime cibernético atrelado a pedofilia online e o abuso infantil.

Pedofilia segundo o Ministério público do Distrito federal

“Trata-se de uma doença, um desvio de sexualidade, que leva um indivíduo adulto a se sentir sexualmente atraído por crianças e adolescentes de forma compulsiva e obsessiva, podendo levar ao abuso sexual“.

Conforme alguns dados coletados do jornal Gazeta do Povo do dia 20 de maio de 2020 – Alerta aos pais: pedofilia virtual aumenta no Brasil em meio à pandemia

“Ahttps://www.google.com.br/amp/s/www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/alerta-aos-pais-pedofilia-virtual-aumenta-no-brasil-em-meio-a-pandemia/amp/ Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos mostra um aumento de 30% nos casos de violência doméstica desde que o estado de calamidade pública foi decretado no Brasil. E, apesar de ainda não ter dados numéricos, a Delegacia de Crimes Cibernéticos do Paraná aponta que também houve aumento de casos de crimes cibernéticos, como a exploração sexual infantil na internet, durante a pandemia”.

“A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente desenvolveu algumas ações para combater a pedofilia durante o período de distanciamento social. De acordo com o secretário Maurício Cunha, os abusadores estão em todos os lugares, por isso além dos canais tradicionais para denúncias como o Disque 100, 180 e sites, o ministério lançou também um aplicativo chamado “Direitos Humanos Brasil”, já disponível para os sistemas IOS e Android”.

Sabe-se que existem diversas formas de buscar ajuda, a forma convencional de denúncia, onde a vítima vai até um órgão responsável receber a denúncia e coletar provas, até os disque denúncias especializados para esse crime, mas será que ela realmente é eficiente e de fato atende as denúncias do cidadão?

Temos certeza que não! Porque podemos afirmar que não? Porque há tantos casos impunes ou não solucionados?

No atual cenário de pandemia a violência contra mulheres cresceu 22% nos meses de abril e maio e esse número pode ser ainda maior se contabilizar todas as denúncias formais e as que nem conseguiram fazer ou não puderam por conta da presença dos seus agressores.

Podemos notar no quadro abaixo os dados de violência contra mulheres entre os anos de 2017 e 2018. Ainda nessa tabela não estão os anos de 2019 e o ano atual 2020 a qual esses números poderão ser ainda maiores.

Violência Contra a Mulher
Dados de Violência Contra a Mulher

Infelizmente temos ciência que são apenas números e desses números quantos casos serão solucionados de fato?

Sabemos que grande parte ou quase toda parte desses crimes os agressores ficaram ou ficarão impunes pois temos como exemplo o caso da Maria (chamarei nossa amiga de Maria em homenagem a Lei Maria da Penha).

O caso de Maria infelizmente é mais um entre tantos ou inúmeros casos não solucionados.

Maria é mãe, empreendedora e podemos mencioná-la como exemplo de mulher.

Essa mãe luta nada mais nada menos que 4 anos para colocar o agressor de sua filha atrás das grades, pois essa jovem foi vítima de violência sexual infantil e o agressor continua a solta praticando pedofilia online (o agressor cria perfis falsos em sala de jogos para atrair crianças e adolescentes afim de se aproximar de outras vítimas).

Mesmo aguardando por 4 longos anos por justiça para sua filha, Maria não desiste e não deixará de lutar por todo dano causado com a sua filha. Já visitou inúmeras vezes os órgãos responsáveis pelos casos de sua filha e de tantas outras Marias e mesmo não tendo respaldo necessário e resposta concreta, Maria não desiste!

De acordo com ela tem passado dias muito difíceis com sua filha, pois a jovem está em tratamento psicológico e teve lapsos com relação ao ocorrido.

Maria não se sente intimidada e quer transformar toda a dor, angústia, tristeza e sofrimento que passou com sua filha em força, garra e determinação. De acordo com ela, isso vem do seu interior e sabe que muitas mães passam e passarão pelo que ela passou, mas não tem a força necessária que Maria tem para seguir em frente e procurar um fim adequado para todo o mal causado à sua filha e não apenas no caso de Maria, mas de tantas outras Marias no Brasil afora.

A luta de Maria, é para que outras mulheres e mãe não tenham que passar pelo que ela passou e que ainda não sabe o fim incerto de sua luta por justiça.

Não é fácil, porém necessário lidar com temas tão tristes e pesados quanto ao abuso sexual e a violência em geral contra o sexo feminino; seja ela criança, jovem, adolescente ou adulta, inclusive a pedofilia online.

Tentem pensar e se posicionem no lugar dessa mãe e mulher em todos esses 4 anos o que ela enfrentou e ainda enfrenta mediante mais essa mazela que assombra a sociedade brasileira e mundo afora.

Ficamos aqui na torcida e expectativa que muitas Marias possam ter forças para lutar igual Davi venceu Golias e que num futuro muito próximo possamos retornar com o fim da história da Maria ou de outras Marias e que seja diferente de tudo que lemos e sabemos a respeito de tantos casos não solucionados.

Acesse outras matérias de minha autoria, clique aqui.

4 COMENTÁRIOS

  1. Que matéria senhores, que matéria.
    Conteúdo extremamente impactante e necessário.
    Maria, apenas não desista. Milhares de mulheres e crianças precisam de você, da sua voz!

    Estou emocionada. Parabénselo trabalho.

    • Obrigada Andressa!! Maria não desistirá e iremos unir forças sempre para que esse mal não ocorra com outras Marias e filhos!! JuntasSomosMaisFortes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here