728 x 90

Dia de Paulo Leminski – 24 de agosto

Dia de Paulo Leminski – 24 de agosto

O Poeta Curitibano Que Brilhou no Mundo

Dia de Paulo Leminski é comemorado em 24 de agosto, porque foi nessa data que ele nasceu, na cidade de Curitiba, no estado do Paraná.

No ano de 2022, professores de Literatura, residentes em Curitiba, decidiram decretar 24 de agosto como sendo o dia de Paulo Leminski.

Segundo esses profissionais, os escritores devem ser homenageados nos dias de seus nascimentos e não nos dias de suas mortes.

Então nessa data é comum as escolas do Brasil inteiro, principalmente as instituições da capital do Paraná, realizarem palestras sobre esse autor.

Os professores também pedem para que nessa data, os internautas postem poemas e fotos, desse artista, com as seguintes hashtags:

  • #24deagostodiadePauloLeminski
  • #PauloLeminskicuritibano
  • #PauloLeminskiparasempre

A data completa do nascimento desse escritor é 24 de agosto de 1944.

Seu nome completo era Paulo Leminski Filho, o pai se chamava Paulo Leminski, militar de origem polonesa e sua mãe era Áurea Pereira Mendes, dona-de-casa de origem africana.

Ele foi professor, publicitário, músico, jornalista, crítico literário e atleta. Portanto, era um artista polivalente e com muitos dons.

Com 11 anos começou a estudar em escola religiosa em Curitiba.

Nessa época seu sonho era ser monge e por isso aos 12 anos de idade entrou para o mosteiro de São Bento, em São Paulo, onde aprendeu as seguintes matérias:

  • Latim;
  • Teologia;
  • Filosofia; e
  • Literatura Clássica.

Mas percebeu que a vocação religiosa não era algo que ele esperava e deixou o seminário.

Então no final de 1958, voltou para Curitiba.

Naquele tempo ele gostava de frequentar a Biblioteca Pública do Paraná e lá conheceu uma moça chamada Neiva e os dois se casaram em 1963.

Assim, Neiva se tornou sua primeira esposa. Mas ela aceitou ter um relacionamento aberto com o autor. Os dois ficaram casados até 1968.

Em 1963 viajou para Belo Horizonte onde participou da Semana Nacional de Poesia de Vanguarda, lá conheceu Décio Pignatari, Haroldo de Campos e Augusto de Campos, inventores da Poesia Concreta.

Em 1964, lançou seu primeiro texto na revista “Invenção”, publicada pelos concretistas.

Nessa mesma época virou professor de História e Redação.

Esse escritor demonstrava interesse pela cultura oriental e nesse mesmo tempo fez aulas de judô e haicai, um tipo de Poesia curta, porém com mensagens profundas.

Em 1968 Paulo Leminski conheceu a escritora Alice Ruiz.

Em 1969 o escritor se mudou para o Rio de Janeiro, onde teve aulas de violão e canto.

Mas em 1971 voltou para Curitiba e assumiu uma relação estável com a escritora Alice Ruiz.

Nesse mesmo ano voltou a dar aulas, passou a integrar grupos musicais e a escrever em revistas.

Em 1972 virou publicitário.

Em 1975 publicou o livro chamado, Catatau, uma obra polêmica para a época.

Esse livro trabalha o bom humor e a ironia porque apresenta um realismo fantástico porque mostra uma ficção onde o filósofo francês René Descartes vive no Brasil holandês de Maurício de Nassau, no século XVII, comparando as ideias europeias ao instinto do povo tropical.

Nessa obra o escritor lida com neologismos, pois cria novas palavras a partir da sua imaginação.

Em 1979, seu filho, Miguel, faleceu de Câncer com 10 anos de idade.

Em 1980 publicou duas obras de Poesia: “Polonaises” e “80 Poemas”.

Em 1983 passou a fazer traduções e a trabalhar como jornalista.

Em 1987, o autor e Alice Ruiz se separaram.

O poeta também teve duas filhas: Aurea Leminski e Estrela Leminski, ambas tiveram carreiras artísticas.

Aqui, é bom destacar, que Alice Ruiz ajudou a organizar toda a obra do companheiro. Pois era muito disciplinada.

Naquele mesmo ano ele foi para São Paulo trabalhar na Rede Bandeirantes de TV.

Em 1988, voltou para Curitiba e continuou trabalhando como jornalista.

O poeta faleceu em 7 de junho de 1989, de cirrose, pois foi vítima do alcoolismo.

Em 2003, a Rede Globo, lançou a novela chamada, Agora é Que São Elas, baseada na obra de Paulo Leminski de mesmo nome.

As principais obras de Paulo Leminski são:

  • Catatau (1976)
  • 80 Poemas (1980)
  • Caprichos e Relaxos (1983)
  • Agora é Que São Elas (1984)
  • Anseios Crípticos (1986)
  • Distríidos Venceremos (1987)
  • Guerra Dentro da Gente (1988)
  • La Vie Em Close (1991)
  • Metamorfose (1994)
  • A Lua Foi Ao Cinema (1989)
  • Toda Poesia (2013)
  • Biografia de Bashô (1983)

Leminski fez parcerias musicais com:

  • Caetano Veloso;
  • Banda Blindagem;
  • A Cor do Som; e
  • Gilberto Gil.

Sua música mais famosa se chama, Verdura, e foi gravada por Caetano Veloso.

Principais características da obra de Paulo Leminki:

  • Poemas breves, mas com mensagens impactantes;
  • Haicais;
  • Trocadilhos;
  • Brincadeiras com ditados;
  • Influência da Poesia Concreta; e
  • Prosa experimental.

Sua obra, Metamorfose, venceu o Prêmio Jabuti de Poesia, em 1995.

Em 2001, um dos seus textos, Sintonia para Pressa e Presságio, foi escolhido por Ítalo Moriconi e posto na obra Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século.

Em 2013 foi editada a obra, Toda poesia, com todos os livros escritos quando era vivo.

Paulo Leminski foi uma realidade cultural e ao mesmo tempo uma lenda urbana de Curitiba.

Reza a lenda que o restaurante Bife Sujo foi muito frequentado por esse escritor nos anos setenta e oitenta.

Segundo relatos, o poeta sempre pedia uma mistura de Smirnoff e Martini. Assim surgiu a famosa bebida batizada de: Leminski.

Em 1989, esse autor faleceu.

Porém dizem que é possível ver o fantasma do escritor entrando nesse bar todas as sextas-feiras, à meia – noite. No final dos anos 90, trabalhei numa empresa que ficava na mesma rua desse restaurante: Rua Saldanha Marinho.

Por isso, eu entrava lá várias vezes para comprar marmitas.

Então, eu admirava um quadro com uma foto gigante do Paulo Leminski existente naquele lugar.

Ás vezes, dava impressão que o autor me seguia, com os olhos, como nos filmes de mistério.

Aliás, a imagem desse autor está presente em toda a capital do Paraná.

Por isso, Curitiba ganhará um roteiro turístico-cultural que homenageará Paulo Leminski.

O roteiro está sendo projetado pelo Instituto Municipal de Turismo.

Para comemorar a obra desse curitibano, serão elaborados lugares que lembram o escritor, como a montagem de um espaço cultural na Pedreira Paulo Leminski, uma estátua e a pintura de óculos de graus com bigodes, símbolos desse artista, no ônibus de Turismo.

Lugares que fizeram parte da rotina do autor já foram destacados para integrar o roteiro de passeio com destaque para a residência onde o poeta morou na infância, o colégio no qual estudou, locais que costumava frequentar como livrarias, restaurantes e cafés.

A Pedreira Paulo Leminski também terá espaço cultural, como um museu com objetos que foram do autor.

Os seguintes lugares farão parte desse roteiro cultural são:

  • Restaurante Bife Sujo;
  • Livraria do Chain;
  • Antigo colégio Bardhal da Rua Pedro Ivo;
  • Galeria do Teatro Universitário de Curitiba;
  • Bar Stuart; e
  • Biblioteca Pública do Paraná.

Análise literária de alguns poemas de Paulo Leminski:

Como também sou professora de Literatura, farei análise literária do meu poema preferido dele:

“acordei bemol
tudo estava sustenido
sol fazia
só não fazia sentido.”

No poema acima, o autor brinca com a linguagem musical num exercício de criatividade.

Pois bemol e sustenido são palavras pertencentes à Música.

Leminski também era músico e brincar com essa linguagem é compreensível.

Na música, o bemol é o desenho usado descendentemente, ou seja, do agudo para o grave.

Já sustenido, #, é um acidente que, tendo seu desenho de notação posto à esquerda da nota, revela que a altura desta nota deve ser elevada em um semitom.

Aqui, é preciso lembrar que na época em que Paulo Leminski era vivo o símbolo, #, não era chamado de hashtag no Brasil.

Nesse poema, a palavra, sol, tem duplo sentido pois ela pode significar o astro rei ou a clave de sol existente na linguagem musical.

Esse texto faz o leitor lembrar daqueles dias que ele acorda com uma sensação estranha de que as coisas estão fora do lugar, apesar do dia estar bonito lá fora.

Com certeza, essa sensação sempre invade qualquer pessoa.

Inclusive cheguei a fazer intertextualidade com esse poema de Leminski.

Intertextualidade é quando um autor dialoga ou conversa com o texto de um outro escritor, como se fosse uma paródia inspirada nesse mesmo texto desse outro escritor, porém de uma forma mais profunda.

Então, meu texto inspirado no poema do Leminski ficou assim:

Poeta Paulo Leminski, estou aflito
E não há oração que pegue
À noite, fui dormir sustenido
E, pela manhã, acordei hashtag.

Uma das qualidades de Paulo Leminski é que ele era humilde, pois brincava com seus próprios defeitos e passava isso para sua obra, como fez no poema abaixo:

“O pauloleminski/ é um cachorro louco/ que deve ser morto/ a pau e pedra/ a fogo e a pique/ senão é bem capaz/ o fdp/ de fazer chover/ em nosso piquenique.”

A foto mais famosa do Paulo Leminski  (ilustra a matéria) é uma em que ele sopra uma flor dente de leão e o nome do fotógrafo responsável é Macaxeira.

Paulo Leminski também inspira as empreendedoras.

Pois muitas pessoas procuram produtos com a imagem desse escritor.

Aliás, clientes procuram itens como camisetas e canecas que tenham as imagens e poemas curtos desse autor.

Já trabalhei em lojas que vendiam produtos personalizados no Centro de Curitiba.

Então posso afirmar que perto do dia 24 de agosto, fregueses procuravam por camisetas e canecas que tinham fotos com poemas curtos desse escritor até mesmo antes dos professores decretarem a data como o dia desse escritor.

Pelo que pesquisei no comércio da cidade, esse hábito continua e aumentou depois que professores de Literatura decretaram, 24 de agosto, como dia de Paulo Leminski.

Assim, se você é uma empreendedora de artigos personalizados, vale investir em Paulo Leminski!

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

7 - 0

Thank You For Your Vote!

Sorry You have Already Voted!

Posts Carousel

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Latest Posts

Top Authors

+ Comentado

Vídeos em Destaque

7 - 0

Thank You For Your Vote!

Sorry You have Already Voted!