Síndrome da super-heroína imparável e a exaustão feminina

A mulher guerreia carrega carência emocional, culpa, vergonha e um peso impossível de carregar

Síndrome da super-heroína está deixando as mulheres cada vez mais estressadas, cansadas, desanimadas e feias, podem parecer bonitas por fora, mas por dentro estão como zumbis, secas e frustradas.

É impressionante, para não dizer triste, a lista de “virtudes”, “habilidades”, “tarefas” que a mulher moderna se propôs a carregar hoje em dia, mas ela não consegue mais suportar o peso, algumas delas são:

  • Trabalhar 50 horas semanais;
  • Ser imparável;
  • Ser boa mãe;
  • Ser boa esposa ou boa namorada;
  • Ser boa amiga;
  • Ter tempo para se cuidar;
  • Gerenciar ou cuidar da casa;
  • Viajar;
  • Socializar;
  • Cuidar da alimentação;
  • Meditar;
  • Ter saúde mental;
  • Estar com um corpo invejável;
  • Cuidar da estética;
  • Estar com o cabelo impecável;
  • Ter a sobrancelha sempre feita;
  • Fazer atividade física;
  • Dormir 8 horas por dia;
  • Ter calma e paciência;
  • Ter controle emocional;
  • Não parar de estudar;
  • Ter autoconhecimento;
  • Estar bem-informada;
  • Ajudar todo mundo que precisa;
  • Nunca estar triste ou desanimada;
  • Nunca desistir;
  • Ser produtiva 24 horas por dia;
  • Participar de todos os eventos da área que trabalha;
  • Estar sempre na moda;
  • Estar sempre linda e sorridente.

Eu não sei você, mas só de ler tudo isso eu fiquei exausta. 

A mulher moderna lida com uma cobrança e uma carga sobre humana que está custando muito caro.

É cansativo, é estressante é insustentável.

Por isso que hoje temos um índice de Burnout, depressão, ansiedade, pânico, baixa autoestima, estresse e compulsão alimentar tão alto. 

As mulheres estão exaustas, por fora estão sorrindo, mas por dentro estão gritando por socorro.

E a sociedade só sabe cobrar para que elas estejam cada vez mais ocupadas!

O peso que carregam está insuportável, as correntes são muito pesadas, e muitas vezes nem são delas, são das ancestrais que sofreram muito e elas carregam essas dores no DNA.

E eu vivi essa cobrança, já fui a imparável, a que queria estar em todos os eventos de networking, a que queria estar sempre linda, ser bem-sucedida e “perfeita”.

Quando eu não estava trabalhando, estava estudando, era segunda, domingo, de manhã, à noite, não tinha horário para isso, eu queria ser reconhecida, ter a vida que mereço e construir meu império.

Até a logo da minha empresa era da super-heroína, vesti esse arquétipo e queria salvar o mundo, achava que tinha que ajudar a todos, mesmo quando eu estava exausta e não conseguia ajudar nem a mim mesma.

Síndrome da super-heroína – Olha essas fotos que lindas:

Síndrome da super-heroína
Síndrome da super-heroína

Mas o que tinha por trás dessa mulher?

Uma mulher com o feminino ferido, com excesso de energia masculina, com crenças deturpadas do que é ser mulher.

Uma mulher que “comprou” a ideia da mulher guerreira, da mulher maravilha, da superpoderosa, da mulher incansável e da mulher imparável.

Uma mulher que carregava as dores e tristezas das ancestrais.

Aí sabe o que aconteceu?

Eu adoeci, no físico, no emocional e na alma, eu estava exausta e tive que parar.

Eu descobri que ser forte, independente, ter sempre a iniciativa, excesso de coragem, ser controladora, muito racional e estar sempre ocupada é porque você está com a energia masculina em desequilíbrio, é porque o feminino está ferido.

Então eu decidi me curar, me tratar, ressignificar as crenças, curar as dores emocionais, os sentimentos negativos que aprisionam o poder feminino e a curar as dores ancestrais.

Eu me tratei com várias técnicas e ferramentas comprovadas e desenvolvi um tratamento para ajudar outras mulheres que estão sofrendo assim como eu sofria.

Reconfigurei meu cérebro, reconfigurei meu corpo, fui além de mim mesma e hoje eu trabalho sem me cobrar tanto e sem ir até o limite da exaustão, tenho mais tempo livre para mim, para o meu filho, tenho mais controle emocional, respeito meu corpo, meus processos e principalmente não tenho mais exaustão na minha alma. 

Para isso, precisei reconhecer que estava desiquilibrada, fora de controle, me aceitar, me acolher, me amar ainda mais e respeitar meus limites.

Porque eu vivi essa vida de Super-Heroína, eu apanhei muito da vida até eu entender que eu estava vivendo dentro de uma realidade limitante que foi o que eu aprendi, mas eu escolhi viver de forma diferente.

Mas infelizmente as mulheres não sabem disso, estão fazendo o melhor que podem com as informações que elas têm, vivendo dentro de crenças que as limitam, vendo a moda da internet de ser imparável, se destruindo, sendo quem não são e vivendo no limite do cansaço e da exaustão.

Elas não sabem que tem como mudar isso, que existe outra forma de viver, uma forma leve, equilibrada e saudável.

Você se identificou com isso?

Você está cansada de ser a mulher com a síndrome da super-heroína?

Se sim, você tem o poder de mudar essa situação que você se encontra, você poderá tomar a decisão de mudar isso na sua vida, se curar e ser uma mulher verdadeiramente feminina, respeitando o seu corpo, suas emoções e seus ciclos.

Ser uma mulher que otimiza seu tempo, que sabe administrar seu tempo para caber dentro da realidade que quer viver, o que você escolhe?

Passar mais tempo com seus filhos?

Ter mais tempo para cuidar do corpo?

Ter relacionamentos saudáveis?

Não fazer nada?

Descansar é muito importante!

Ser uma mulher com o feminino curado vai te deixar mais criativa, mais intuitiva, com mais paciência, mais saúde, disposição, amor, dinheiro, felicidade e leveza.

Você vai conseguir entrar no fluxo do Universo. 

Se você escolhe se livrar de todo esse peso te convido a fazer o Tratamento de Cura do Feminino e Limpeza do Útero.

Faça as pazes com você mesma, aprenda a expressar a sua feminilidade com aceitação, doçura, poder pessoal, com liberdade na comunicação, estando livre, aberta e pronta para dar e receber amor e volte a ter a alegria de ser mulher e de viver!

Você experimentará viver o feminino curado, livre, leve, amoroso e cheio de delicadeza, sentindo-se verdadeiramente merecedora, poderosa e incrível!

Fiz um valor especial para você leitora da Revista aEmpreendedora, clica no link para saber mais se livre desse peso que você carrega há tanto tempo!

https://go.hotmart.com/J85055263M?dp=1

Entre em contato para mais informações pelo Instagram: @carolina.farina1

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias.

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Pular para o conteúdo