5 Principais Modalidades de Investimento em Renda Variável

0
16
Investimento em Renda Variável

Existem diferentes modalidades de investimento em renda variável as quais podem encaixar-se com cada perfil ou tipo de investidor. A seguir, veremos as 5 principais dessas modalidades. Confira!

As 5 principais modalidades de investimento em renda variável são as seguintes: Day Trade, Swing Trade, Position (Curto Prazo), Médio Prazo e Longo Prazo. Todas estas modalidades diferem no seu tempo de aplicação que variam de minutos até anos com o dinheiro aplicado.

Iremos entender estas formas de investir a partir primeira modalidade da sequência.
Day Trade

O Day Trade tem praticamente o recorde de menor tempo do seu dinheiro aplicado em uma ação ou contrato futuro, perdendo somente para o “scalper” (especular em mínimas variações de preços) que varia de 1 segundo até 15 minutos.

Esta modalidade tem sua duração máxima de 1 dia o que significa que o operador pode estar ou não realizando uma operação com lucros.

O que faz esta forma de investir ser bastante tentadora é o fato de o capital ser alavancado até cinco vezes mais durante o dia de negociações e várias delas ou mesmo sem limites podem ser realizadas.

Porém, deve-se fazer muita atenção ao se interessar por esta modalidade, pois a mesma exige que o investidor obtenha conhecimentos específicos como análise técnica, análise gráfica, conhecimento em teorias de mercado, análise por Tape Reading e Book de Ofertas.

Caso contrário, todo o dinheiro adquirido com as primeiras operações vencedoras, podem voltar para a mão do mercado causando no investidor sensações como incapacidade, engano e desespero.

Swing Trade

O swing trade tem também um curtíssimo prazo de aplicação que vai de 24 horas até 3 semanas. Esta modalidade é ideal para usar em ativos com leves altas ou leves quedas nestes períodos estimados.

Embora o swing trade permita que a negociação seja um pouco mais longa, ainda assim é necessário ter os mesmos conhecimentos utilizados para o day trade, pois aqui deve-se trabalhar com projeções e estimativas que podem ou não cumprir tais prazos.

Position ou Curto Prazo

Se o investidor está procurando um ativo rentável mas não quer deixar seu dinheiro aplicado por muito tempo, este pode optar pela modalidade position ou curto prazo.

O prazo desta modalidade, como representa seu nome, varia entre 1 a 12 meses.

Caso as projeções não respeitem o prazo, o que significa dizer que podem ser superados os prazos ou simplesmente nem chegue a ser concluídos, o investidor pode retirar seus recursos em caso de não cumprimento da projeção ou pode alongar sua aplicação caso as projeções sejam superadas positivamente.

Médio Prazo

Para quem quer deixar seu dinheiro descansando e rentabilizando por mais tempo pode escolher aplicar seus recursos com um prazo médio. O tempo de aplicação estimado varia entre 1 a 5 anos.

O mais indicado aqui é procurar ativos com projeções bem positivas enquadradas na escala de tempo estimado.

Isto é, os rendimentos após 1 até 5 anos podem ser bastante significativos ou chegar muito próximo do que é esperado, pois neste período de tempo inimagináveis situações positivas ou negativas podem ocorrer na empresa em que o investidor obtém ações aplicadas fazendo com que as projeções tomem um rumo novo.

Neste caso, é de extrema importância acompanhar todas as notícias da empresa como informe sobre os rendimentos, participação de novos acionistas entre outras informações de cunho relevante.

Longo Prazo

E por fim, temos as negociações de longo prazo. Sim, isto quer dizer que o investidor terá seu dinheiro aplicado a partir de 5 anos em diante.

Aqui, as projeções detectadas são realmente para uma aplicação longa dos recursos. Basicamente, cria-se um patrimônio financeiro a partir desta modalidade ou amplia-se o patrimônio já existente.

Uma das maiores vantagens deste tipo de investimento é que o investidor pode optar por fazer uma herança para seus familiares.

Isto é, futuramente os herdeiros conseguem obter todo o patrimônio que a eles foi dedicado pelo investidor.

Todas as modalidades descritas acima enquadram-se a um perfil específico de investidor.

Este perfil é exigido no momento de cadastro do investidor em uma corretora de investimentos devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), onde o investidor passará pelo API ou Análise do Perfil do Investidor.

Esta análise é tão relevante que se não for preenchida as operações nem chegam a acontecer.

O investidor que deseja aplicar seus recursos em renda variável tem a oportunidade de conseguir isso através de todas as modalidades aqui mostradas. Pois oportunidades novas neste mercado surgem todos os dias.

Basta encontrar as projeções corretas e mais próximas à realidade, ter os devidos conhecimentos que pedem algumas modalidades e assim os investimentos se mostram mais eficazes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here