A Aromaterapia – Aromas que encantam civilizações desde sempre

0
2889
A Aromaterapia
Como nasceu a Aromaterapia, sua importância dos primórdios até hoje!

A Aromaterapia – De uma forma bem simples, trago um pouquinho da história deste universo maravilhoso que me conquistou há mais de três anos.

Para começar, vamos entender a origem desta palavra?

Pois bem, a palavra aromaterapia vem da composição de duas outras palavras do nosso português: aroma + terapia, isso foi fácil não é? Então vamos enriquecer um pouquinho este conhecimento?

Aroma substantivo masculino onde sua etimologia vinda do:

  • latim: arōma, ătis ‘aroma, perfume, especiaria, adubo’,
  • grego: árōma, atos ‘aroma, planta aromática’
    • odor, olor, cheiro, perfume, fragrância

Terapia substantivo feminino onde sua etimologia vinda do:

  • latim: therapia;
  • grego: therapeia.as.
    • tratamento que busca amenizar, restabelecer, curar…
    • acabar com o efeito de uma doença física, psíquica, motora…

Pronto, agora que sabemos um pouco mais da origem desta linda palavra eu pergunto:

  • O que é aromaterapia?
  • Como será que ela é feita?
  • Para que serve?
  • Como funciona?
  • De que forma é usada?
  • O que você, leitor, conhece a respeito de aromaterapia?

Quero junto com vocês desvendar um pouco mais sobre esta terapia tão antiga que ao meu ver “exala amor e poder” e assim aumentar nosso bem-estar.

A Aromaterapia vem sendo utilizada há milhares e milhares de anos.

Desde os povos antigos datados antes de Cristo, lá nos primórdios da era paleolítica a arqueologia conseguiu identificar através dos desenhos feitos nas pedras a reverência que era dada às plantas.

Na verdade, os cheiros sempre fascinaram a humanidade desde sempre.

Os relatos mostram que hindus, egípcios, árabes, e muitos outros povos começaram a observar que as plantas não eram apenas para alimento e ou embelezamento natural da terra.

Desde então esses povos possuem uma destacada atuação no desenvolvimento da aromaterapia junto a Saúde Física e Emocional!

Esses povos observaram que determinadas plantas, quando usadas em infusão, emplastros, quando cortadas, esmagadas, maceradas, ou até queimadas, lhes trazia grandes benefícios, sensações de calmaria e de paz, aumentando o bem-estar.

Estes povos foram notando que diversos tipos de gravetos, folhas, flores, através de seus aromas naturais, faziam crescer bons sentimentos em si próprios e em sua “comunidade”.

Eles entenderam que as plantas e seus aromas traziam esses benefícios para a saúde emocional, o que era muito além do que já era utilizado em benefícios de curas físicas.

Com o tempo foi descoberto também, que inserindo certas plantas a gordura animal aquecida, esta absorvia bem as propriedades “terapêuticas” destas flores e folhas, onde então podiam se beneficiar destes “novos produtos”.

Esta pasta de gordura aromatizada, trazia benefícios curativos, terapêuticos, emocionais e até de embelezamento através de massagens, práticas relaxantes, banhos, chás e também como preservação dos ambientes e até em práticas religiosas.

Vejam só que bacana, olha aí surgindo nossos primeiros “cremes” de cuidados e embelezamento, não é mesmo? A propósito, a aromaterapia é um mercado que está em franco crescimento.

Podemos hoje salientar o uso da aromaterapia junto a vários profissionais da saúde e da beleza, como psicólogos, terapeutas integrativos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, personais, nutricionistas, homeotapas, massoterapeutas, manicures e os aromaterapeutas em si, que é o meu caso.

Toda esta história nos mostra a importância da natureza desde o início, salientando o quão importante deve ser nosso cuidado integral, geral e irrestrito para com a natureza em geral.

Vamos agora nos lembrar dos 4 elementos do nosso planeta?

4 Elementos da Natureza
4 Elementos da Natureza

Água, Fogo, Ar e Terra. Sem eles, não sobreviveríamos, tampouco existiria a nossa bela e robusta natureza para nosso sustento, não só por nos proporcionar os alimentos mais saudáveis, mas também através dela os alimentos curativos, conforme a nossa própria história vem nos apresentando. Natureza esta, de onde os Óleos Essenciais são extraídos!

Agora vamos lembrar os nossos 5 sentidos

Audição |  Olfato | Paladar | Tato | Visão 

Dentre os 5 sentidos, vale ressaltar que o olfato é o único dos sentidos que possui uma ligação direta com o nosso Sistema Límbico, que se encontra dentro do nosso cérebro.

Mas o que é esse tal Sistema Límbico?

O Sistema Límbico está diretamente ligado às nossas memórias e emoções. Por isso é tão comum, através do olfato, lembrarmos de uma pessoa, ou de alguma situação vivida num passado próximo e até em um passado longínquo, seja esta memória boa ou ruim.

O cheiro está em tudo, no amor, no apetite, em nossas melhores lembranças.

Ele é capaz de fazer o ser humano se sentir envolvido no meio em que está inserido. O cheiro provoca inúmeros sentimentos, personaliza uma marca, um lugar, desperta a fome, pode provocar atração ou repulsa, além de ser um dos sentidos mais primitivos do ser humano.

Inclusive, há vários estudos hoje em dia que mostram que os sentimentos vividos por uma gestante, afeta diretamente o DNA de seu feto, de seu bebê.

As células têm memórias, memória celular, bioquímica, muscular, etc., estando ligado diretamente na construção do nosso Sistema Nervoso Central.

Viram o quão importante é este quase desconhecido “Sistema Límbico”?

Tudo isso me levou ao encantamento do magnífico poder terapêutico que os Óleos Essenciais podem nos proporcionar através de suas pequeninas moléculas aromáticas.

Gosto desta forma simples de abordagem da aromaterapia, onde conseguimos mostrar o poder dos aromas sobre o nosso corpo físico e emocional e sendo assim conseguirmos afirmar que a aromaterapia, como o próprio nome diz, é uma terapia que se utiliza dos aromas para tratar o nosso corpo físico, como o nosso corpo emocional.

Claro que hoje temos uma infinidade de estudos científicos comprovando a eficácia dos Óleos Essenciais. Mas o que nos trouxe mais alegria foi que em 2018 o Ministério da Saúde, aprovou junto a Portaria n° 702, de 21 de março de 2018 o uso da aromaterapia dentre outras terapias integrativas complementares junto ao nosso Sistema Único de Saúde – SUS.

Queridos leitores, por hoje é só, mas fique atento, em nosso próximo artigo, vamos continuar contando de forma muito simples e didática quando “explodiu” de fato a aromaterapia e, vou trazer também alguns relatos da magnitude que abrange cada gota preciosa e poderosa que um Óleo Essencial pode proporcionar.

Muito obrigada a todos pela leitura junto comigo até aqui!

Um cheiro gostoso e até breve!

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias