A Criação do Cinema e a Sétima Arte

0
72
A Criação do Cinema
A Criação do Cinema e a Sétima Arte

Conheça um pouco desta brilhante história

A criação do cinema, contou com a contribuição de muitos, principalmente do chefe e engenheiro William Kennedy Laune Dickson, que trabalhou no laboratório de Thomaz Edison, com a criação do cinetoscópio, que é um instrumento de projeção interna, de onde era observado através de um orifício de um dos olhos num tempo de 15 minutos a imagem.

E com o aperfeiçoamento do cinetoscópio, foi criado o cinematógrafo, pelos irmãos Auguste e Louis Lumière na França 1895.

Ele era filmador, copiador e projetor ao mesmo tempo, foi um instrumento qualificado para realização do cinema.

Um dos documentários da história do cinema, da categoria curta metragem, foi feita pelo Louis Lumière, com o “Sortie de L’usine á Lyon”(Empregados Deixando a Fábrica Lumière), no ano 1895.

Se apropriando dos documentários dos irmãos Lumière, o americano Edwin S. Porter, passou a usar maquetes, truques ópticos e efeitos especiais teatrais de George Meliés, e produziu o filme “Great Train Robbery” (O Grande Roubo do Trem), no ano 1903, no gênero filme de ação.

No ano 1911, foi criado um “Manifesto da Sétima Arte”, pelo italiano Ricciotto Canudo, que foi somente publicado no ano 1923, por ele achar que o cinema não encaixava no estilo povão e sim uma bela arte.

Numa mistura com as outras 6 artes (Arquitetura, Escultura, Pintura, Música, Poesia e Dança), e por ser uma arte plástica em movimento.

Também por ela representar o espaço (Arquitetura, Escultura e Pintura) e o tempo (Música, Poesia e Dança), que é uma junção das 3 primeiras com as 3 últimas.

Isso fez do cinema a sétima arte.

O nome do “primeiro longa” foi “L’Arriveé d’un Train à La Ciotat“ (Chegada do Trem à Estação), aconteceu em 28/12/1895, no salão Grand Café

A criação do cinema foi o precursor da globalização, considerada pelos especialistas, por ser a descoberta de diversas culturas que ampliava o conhecimento das pessoas para com os povos, níveis sociais e movimentos religiosos.

A sétima arte alcançou níveis elevados na comunicação em massa no mundo geral. O seu crescimento gigantesco nunca parou de crescer.

A criação do cinema em 2020 completou 125 anos e a sua evolução no decorrer do tempo foi mudada, ganhou mais vida ao ter mais som, cor e forma, e se tornou uma indústria multibilionária.

No cinema o que mais marcou foram os efeitos especiais, que a longo do processo de aprimoramento tecnológico por parte dos diretores foi bem ousada.

O primeiro filme de ficção científica, ”Viagem à Lua”(1902), foi o precursor dos efeitos especiais com inovações como pintura de fundo, fusões de imagens, e a utilização da filmagem quadro a quadro.

Evoluindo, no ano de 2009, com o filme “Avatar”, no qual James Cameron, reinventou o cinema 3D ao aperfeiçoar a forma de captação de imagem e desenvolveu uma câmera especial no estilo, que permitiu uma qualidade de vídeo e efeito tridimensional superior ao que tinha sido criado na década de 50.

Já é considerado uma grande novidade no ramo audiovisual.

O processo de criação é longo e necessita de diversos profissionais na área, primeiro foram os desenhistas que criaram os personagens e deram vida ao filme, e logo seguida veio o ilustrador que fez o desenho de 3 ângulos diferentes e passou pelo computador, através do 3D Max.

Depois passou pela texturização que caracterizou o objeto, dando neste processo ao material e as cores definição, no qual os personagens ganham os primeiros movimentos.

No quarto passo, vem a Blocagem da animação, que traz o início do processo de interação dos personagens. Depois a iluminação e o acabamento são ajustados, inserindo os personagens no cenário criado separadamente.

Atualmente, filme de 3D, necessita de uma grande capacitação de alto nível para a sua realização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui