A presença masculina na gravidez – Ser mãe e pai é um aprendizado

0
29
Casal grávido

Já faz um tempo que a presença masculina tem sido vista como imprescindível no período da gravidez.

Não é à toa que hoje em dia é utilizada a expressão “casal grávido”. Há mulheres que comentam que os homens até enjoam assim como elas.

A gravidez na vida de algumas mulheres é um marcador de que estou em transição para uma nova fase da vida. Assim também é para os homens.

Para eles, gravidez é um merecimento, está a caminho o “herdeiro (a)”. Com isso, o pensamento masculino fica envolvido nas questões práticas que envolvem a gravidez, como: “Tenho que trabalhar mais”, “algumas contas aumentarão”. É assim que o homem pensa.

Pensar nas questões práticas não é ser insensível a gravidez. O homem entende que apesar da mulher trabalhar e ajudar nas despesas mesmo na licença maternidade.

É dele a obrigação de manter e não deixar desequilibrar as finanças da família. Enquanto a mulher estiver mais envolvida com a adaptação do bebê.

Na adaptação do bebê é comum ou “tradicional”, que a mulher tenha o auxílio da própria mãe, da sogra, da tia, da vizinha e aí o grupo das mulheres ficou formado em torno deste bebê.

Que obviamente terá toda a dedicação e cuidado do mundo. Mas cadê a presença masculina, a presença do pai?

Às vezes este grupo de mulheres tão experientes nos cuidados com o bebê esquece que além da mãe do bebê ter que aprender a cuidar desde pequenino (a), o pai também precisa aprender a conviver de verdade com a criança.

Foi à mulher que sentiu desde o início todas as sensações do desenvolvimento da criança na barriga. O homem estava como um expectador naquele momento.

Só no nascimento o homem se depara de verdade com o filho tão sonhado.

É preciso permitir o homem se aproximar, tocar este bebê, deixar segurar no colo, aprender a dar banho, trocar fraldas.

Sem estes primeiros contatos o homem continuará a ser um expectador. Ele não conseguirá se envolver nesta nova fase que a família se encontra.

Entendo que muitas mulheres aprenderam que os homens não sabem cuidar de um bebê. São brutos e até imprudentes. Mas, vamos pensar que você mulher só aprende a cuidar na prática.

A presença masculina apresenta ao bebê outra pessoa que a criança pode construir sua confiança. Além de aliviar a mãe para que ela tenha um merecido descanso.

Então o melhor é o casal aprenderem juntos qual o verdadeiro significado de serem mãe e pai.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here