728 x 90

Da direita para esquerda, preparando a empresa no novo governo

Da direita para esquerda, preparando a empresa no novo governo

Lula foi eleito nosso presidente da república e governa o país pelos próximos 4 anos. Quais são os impactos, riscos e oportunidades envolvidos nesse cenário?

Da direita para esquerda, O que de fato acontece na economia com novo governo e como podemos preparar as empresas para o que poderá vir?

No dia seguinte ao resultado da eleição evidenciamos que o IBOVESPA teve queda de 2%, ao final com alta de 0,17%, o dólar subiu 0,15%, atingindo patamar de R$ 5,30, já a Petrobrás e Banco do Brasil tiveram forte queda, enquanto empresas de setores educacionais subiram, ainda tivemos paralizações e protestos nas estradas.

Afinal, essa mudança de posição da direita para esquerda afeta nossa economia? Como isso pode contribuir positiva ou negativamente para as empresas?

De acordo com Marcelo Coutinho, professor na Fundação Getúlio Vargas, o crescimento global pode ter retração devido às taxas de juros impostos pelos bancos centrais, além de rearranjos nas cadeias produtivas e aumento de preços de produtos ligados à energia, devido à guerra na Ucrânia.

Já no Brasil percebe-se necessidade de reforma fiscal a curto prazo. Isso porque o novo governo deve aprovar o orçamento de gastos e para isso, precisa contar com os Estados fiscais, que por sua vez, está bem distribuído, com linhas bem claras de governo.

Com o orçamento previamente anunciado pelo novo governo, entendemos que a arrecadação de impostos pode aumentar, para suprir aumento de 200 bilhões de reais.

Parece que a nova proposta também tem estratégia expansionista, com isso segmentos automotivos, linha branca, construção civil devem aumentar o crescimento.

Pode ainda, haver aumento de commodities motivado pela reabertura da China, que atualmente, está com déficit de estoques devido ao lockdown. Além de aumento na demanda de petróleo e diesel, motivados por demanda europeia para substituição de gás russo.

Diante desse cenário macroeconômico, vamos colocar aqui algumas estratégias que podem ser usadas pelos empresários para mitigar riscos e aumentar oportunidades:

  1. Invista na geração de caixa: Sabemos que diante de crise, recessão ou qualquer situação adversa, vence quem tem caixa, portanto, invista em algo que traga retorno de curto prazo.
  2. Aumente eficiência: Muitas pessoas acreditam que precisam fazer mais com mais, na verdade, precisamos aumentar eficiência e com isso, fazer mais com menos. Aumente eficiência com pessoas, processos, resultados de performance.
  3. Elimine desperdícios: Otimize os processos e elimine desperdícios como retrabalhos, devoluções, movimentação desnecessária, manuseios e transbordos de materiais, etc.
  4. Padronize os processos: Padronizar é importante para replicar e escalar seu negócio.
  5. Foque no direcionamento estratégico: Saber onde deseja chegar nos próximos 3 anos, quais serão os novos produtos, serviços, metas, indicadores, pessoas é fundamental para se manter no foco.

Mantenha fé e esperança: Apesar de qualquer governo, sabemos que é o empresário que faz a empresa crescer e evoluir, decisões e atitudes de hoje é que construirão o resultado desejado. Empreendedorismo é libertador e é o que salva o Brasil

Acesse outras matérias de minha autoria, clique aqui. 

2 - 0

Thank You For Your Vote!

Sorry You have Already Voted!

Posts Carousel

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Latest Posts

Top Authors

+ Comentado

Vídeos em Destaque

2 - 0

Thank You For Your Vote!

Sorry You have Already Voted!