Economia Circular

Economia Circular, ela pode mudar o mundo

A Economia Circular é um conceito que defende que nada se jogue fora, que tudo se transforme infinitamente. E isso pode mudar o mundo!

Quem tem mais de 40 anos ou morou em cidades de interior, muito provavelmente, viu as mães, tias, avós ou vizinhas aproveitarem TUDO de quase tudo.

Minha mãe, a Dona Oseli, é uma dessas mulheres que sem saber o nome e a importância do que estava fazendo aproveitava 100% dos alimentos e de muitos outros itens.

Na minha casa as cascas da batata eram fritas e faziam parte da nossa refeição, as folhas da beterraba viravam salada, o café de ontem virava um suco delicioso, as sobras do almoço viravam a sopa da janta.

A caixa de leite e o coador de papel usado viravam artesanato, os retalhos das costuras viravam colchas, as minhas roupas eram ajustadas para minha irmã e de uma única sandália minha mãe fazia várias, pintando e enfeitando de tempos em tempos, elas ficavam com outra “cara” e nós muito felizes com a sandália “nova”.

Não sei como, não sei quando tudo isso passou a ser ultrapassado e cafona, mas minha mãe faz até hoje.

O consumo e o ter muito de muitas coisas viraram comportamento padrão.

O que isso nos custou e está nos custando? A perpetuação do nosso planeta em condições minimamente habitáveis.

Que tipo de lugar estamos deixando para nossos filhos e netos? Com certeza não estou deixando o mesmo que minha mãe me deixou. E você? Pode se orgulhar ou envergonhar?

Esse assunto é tão sério que já existe um movimento chamado Economia Circular que está presente em vários países e em muitas grandes empresas.

Trata-se de, simplesmente, aproveitar tudo!

O processo produtivo deixa de ser linear (extrair, produzir e descartar) para ser circular (reciclar, transformar e reaproveitar) assim os resíduos de uma indústria podem servir de matéria-prima para outra, esse conceito traz para o mundo industrial o que ocorre no meio ambiente, onde os restos da fruta que alimentou um animal servem de adubo para as plantas. Sendo assim não existirão mais resíduos, todo material é continuamente matéria-prima para um novo ciclo.

A Economia Circular é muito mais do que Reciclar, ela se propõe a unir o desenvolvimento sustentável ao o ritmo tecnológico e comercial do mundo moderno.

Segundo o relatório mais recente da ONU nos próximos 30 anos serão inseridos na economia mundial mais de 2 bilhões de indivíduos, pelo simples aumento da população, essas pessoas serão trabalhadores e consumidores e demandarão energia, água, alimentos e produtos.

Na contramão desse futuro está a nossa realidade onde os recursos naturais da Terra já não são suficientes para a necessidade da população.

Hoje precisaríamos de 1,7 planetas para suprir as necessidades de insumos e materiais que usamos em nossas atividades.

Além do modelo de produção linear, o aumento da população e a ascensão de alguns grupos fizeram com que o consumo aumentasse de forma exponencial nos últimos anos.

O que acontecerá até 2050 se não mudarmos nossas atitudes e pensamentos?

De acordo com Rodrigo Bautista, responsável pelo Programa Design do Forum For The Future, fala-se em escassez de alimentos, novas pragas e doenças com o descongelamento de blocos de gelo nos polos, alterações químicas na composição do ar, o que pode prejudicar a oxigenação dos seres vivos, e oceanos envenenados.

A minha intenção aqui não é ser catastrófica e sim mostrar que existe saída e que ela depende de nós.

É fundamental aprendermos a ter menos, comprar menos, consumir menos. Precisamos olhar para nossas mães e colocar em prática os ensinamentos que tivemos na infância.

Temos exemplos incríveis já acontecendo, pelo mundo.

Na Holanda a Fairphone criou em 2013 o primeiro smartphone modular do mundo, ou seja, ele é 100% reparável, o consumidor não precisa substituir o aparelho inteiro no caso de dano e muito menos de atualização, basta substituir a peça. Em casa mesmo!

Na China existe um parque industrial onde 4.000 empresas compartilham resíduos. O lixo de uma é insumo para outra.

No Brasil a Ambev anunciou que em 7 anos terá 100% das suas bebidas em embalagens circulares (retornáveis ou biodegradáveis).

A Nespresso já tem o programa de reciclar as cápsulas de café, ao comprar você recebe uma sacola para armazenamento das cápsulas usadas e as entregas nas lojas ou quiosques.

O café usado vira adubo e as cápsulas são reaproveitadas. Por aqui também existe a Estoks, especializada em logística reversa e reuso de eletrodomésticos com defeito de fabricação.

Segundo Ricardo Salazar, fundador da Etoks e que conseguiu 2,7 milhões de reais de investidores anjos, 85% dos produtos descartados são recuperáveis com desempenho idêntico aos originais e dos 15% restantes ele reaproveita peças de 10% e somente 5% vão para reciclagem.

É importante estarmos profissionalmente preparadas e preparar nossos filhos para esse novo modelo econômico que precisará novos profissionais.

De acordo com Walter Stahel, um dos maiores especialistas no tema, a migração da economia linear para a circular exigirá inovação em todas as áreas, serão necessários economistas para calcular os custos e benefícios de produtos que nunca terão fim, engenheiros de materiais que criem componentes e matérias-primas com maior vida útil, cientistas ambientais que acompanhem os impactos ecológicos e monitorem a reação do planeta.

E ainda podem ser incluídos marqueteiros que terão a missão aproximar produtores de compradores usando boas estratégias de comunicação que vendam o conceito se serviço e não de posse dos objetos.

Desenvolvedores que precisarão criar sistemas que ajudem a gerenciar a complexidade da rede circular.

Enfim, vejo um mundo de possibilidades, geração de novos empregos e novas demandas, muitas novidades na formação ou atualização dos profissionais que precisaremos, além de muitas oportunidades para a nossa própria formação e aperfeiçoamento.

É isso, a lei da vida! Toda dificuldade gera uma oportunidade.

E nós podemos aproveitar tudo isso e ainda economizar ou deixar de nos endividar.

Basta fazermos uma pergunta básica antes de comprar: Eu realmente PRECISO TER isso?

Bora lá mudar o mundo?

Referências:

  • Revista Você S/A
  • Sites:

https://www.ecycle.com.br/2853-economia-circular
https://www.ellenmacarthurfoundation.org/pt/economia-circular-1/conceito

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Pular para o conteúdo