Endometriose: Um mal que afeta muitas mulheres

0
Endometriose
Endometriose: Um mal que afeta muitas mulheres

A Endometriose é uma doença que merece muita atenção e cuidados

Endometriose é uma doença séria em que o endométrio (o tecido que reveste o interior do útero) está presente fora do útero, que merece muita atenção.

A endometriose ocorre mais comumente na parte inferior do abdômen ou na pelve, mas pode aparecer em qualquer parte do corpo.

Os sintomas da endometriose incluem dor abdominal inferior, dor durante os períodos menstruais, dor nas relações sexuais e dificuldade em engravidar. Por outro lado, algumas mulheres com endometriose podem não apresentar nenhum sintoma.

Aproximadamente 10% das mulheres em idade reprodutiva têm endometriose. No entanto, a verdadeira prevalência é desconhecida, pois o diagnóstico requer laparoscopia (uma cirurgia em que o médico olha o abdômen com uma câmera através do umbigo) para visualizar e fazer biópsia das lesões de doença.

A endometriose é observada em 12-32% das mulheres submetidas à cirurgia para dor pélvica e em até 50% das mulheres submetidas à cirurgia para infertilidade.

Doença raramente encontrada em meninas antes do início da menstruação, mas é observada em até metade das meninas e adolescentes com dor pélvica e menstruação dolorosa.

Causas da endometriose

A causa exata é desconhecida, mas existem várias teorias que explicam como e por que a ela acontece.

A menstruação retrógrada é uma teoria popular de sua origem, na qual o sangue e o tecido do útero de uma mulher viaja pelas trompas de falópio para a cavidade abdominal durante o período.

Quase todas as mulheres têm algum grau de menstruação retrógrada, mas apenas algumas mulheres terão endometriose. Isso pode ser devido a diferenças no sistema imunológico da mulher.

Outra teoria da sua origem é chamada de metaplasia celômica, em que as células do corpo fora do útero podem sofrer alterações para se tornarem células que revestem o útero.

Essa é uma explicação comum para a endometriose em locais incomuns, como o polegar ou o joelho.

Outra possível explicação para a doença em locais distantes do útero é que as células do revestimento do útero viajam através dos vasos sanguíneos ou do sistema linfático, atingindo assim outros órgãos distantes ou áreas do corpo.

Ela também pode se espalhar no momento da cirurgia. Por exemplo, uma mulher com o problema que passa por uma cesariana pode inadvertidamente ter implante de endometriose na incisão abdominal para que ela desenvolva a doença na cicatriz da cirurgia.

A endometriose é muito mais comum se um parente próximo também tiver a doença, portanto, também pode haver genes que influenciam a o surgimento do problema.

Complicações da endometriose

A dor intensa da endometriose pode afetar sua qualidade de vida. Algumas mulheres lutam contra a ansiedade ou a depressão. Os tratamentos médicos e os cuidados de saúde mental podem ajudar.

Cerca de 40% das mulheres que têm problemas para engravidar têm endometriose. Os pesquisadores suspeitam que a inflamação danifica o espermatozoide ou o óvulo ou torna mais difícil sua movimentação. Ou o tecido da cicatriz pode bloquear as trompas de falópio. A cirurgia pode aumentar sua fertilidade.

A doença pode aumentar o risco de câncer de ovário ou outro câncer chamado adenocarcinoma associado à endometriose.

Como é o tratamento da endometriose?

Compreensivelmente, você deseja um alívio rápido da dor e de outros sintomas da endometriose. Esta condição pode atrapalhar sua vida se não for tratada. A doença não tem cura, mas seus sintomas podem ser controlados.

Opções médicas e cirúrgicas estão disponíveis para ajudar a reduzir seus sintomas e gerenciar quaisquer complicações potenciais. Seu médico pode primeiro tentar tratamentos conservadores. Eles podem recomendar cirurgia se sua condição não melhorar.

Todos reagem de maneira diferente a essas opções de tratamento. Seu médico o ajudará a encontrar aquele que funciona melhor para você.

Mulheres que têm endometriose podem praticar pompoarismo?

Existem vários graus de endometriose, portanto a melhor pessoa para lhe indicar a prática ou não do pompoarismo é seu ginecologista. Se você estiver fazendo o acompanhamento e tratamento direitinho e se estiver controlada, não há problema algum.

Espero que você tenha gostado desse artigo e entendido como a endometriose é uma doença séria e que merece atenção.

Vai embora não! Aproveita e passa para conhecer o meu canal no YouTube

https://www.youtube.com/nanymaravilha

Somos o melhor canal de sexualidade, sensualidade e pompoarismo tanto feminino quanto masculino do planeta.

E tem muito conteúdo gratuito para você aprender e se desenvolver.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here