Entenda o que é Fake News e como Combater esse Fenômeno

0
239
Fake News - Notícias Falsas

Hoje vamos falar de Fake News, um termo através do estrangeirismo em nossa língua portuguesa, pois podemos chamar pelo termo mais comum e antigo que é “Notícia Falsa”.

Fake News nada mais é do que a tão conhecida imprensa marrom, que distribui boatos e desinformação através de qualquer meio de comunicação.

Entretanto com a facilidade que existe em “viralizar” uma notícia através das mídias sociais e “blogues”, o fenômeno se estabeleceu entre nós e têm sido os canais com maior responsabilidade pela distribuição de boatos.

É importante ressaltar que a notícia falsa / Fake News, só ganha grande espectro devido ao fato das pessoas não verificarem as fontes de informações e agirem de forma impulsiva quando se deparam com tais boatos em seus canais online.

Conheça a Origem da Notícia Falsa

A origem da notícia falsa não é recente, segundo um artigo do site Oficial do Dicionário Merriam-Webster, ela surgiu no final do século XIX, porém o termo estrangeiro “Fake News” ganhou sua fama em 2016 quando notícias sobre Fillon e Putin, Trump e o Gerente do Arsenal Wenger foram acusadas de falsas.

A origem é antiga e temos o registro de 1890 nos EUA, porém o fato em si sempre ocorreu, como veremos a seguir.

A palavra “FALSE” era a mais utilizada inicialmente, mas como toda novidade que vem com a Internet, hoje temos o FAKE substituindo o FALSE.

Voltando no tempo, novamente, temos a história contada na Gazeta Canard de Paris, noticiou, na década de 1780, que um monstro foi capturado no Chile e que, aparentemente, estava sendo transferido de barco para a Espanha.

Tinha “cabeça de fúria”, asas de morcego, corpo gigantesco coberto de escamas e rabo de dragão. Não faltou imaginação nessa notícia hein…

Se voltarmos mais uns 200 anos conseguimos encontrar mais “Fake News” em Sonetos.

Como a do ano de 1522, quando Pietro Aretino tentou manipular a eleição do pontífice escrevendo sonetos perversos sobre todos os candidatos menos o preferido por seus patronos, os Médicis, e os prendendo, para que todo mundo os admirasse, no busto de uma figura conhecida como Il Pasquino, perto da Piazza Navona, em Roma.

As primeiras Fake News

Bom, não existe como determinar a primeira “Fake News“, pois notícias falsas existem desde sempre, porém podemos identificar algumas notícias que tornaram o termo mais conhecido.

São essas consideradas como as precursoras da avalanche de “Fake News” de agora.

Aproveito para alertar para prepararem-se, pois em ano de eleição, as Fake News são armas utilizadas por políticos e “marqueteiros” de plantão.

Eu comentei que o termo Fake News, tem como data de registro pelo Dicionário Merriam o ano de 1890, quando foi publicada a notícia pelo jornal Cincinnati Commercial Tribune (Cincinnati, Ohio) em 7 de junho 1890.

Entretanto o próprio site declara seu artigo como fake news, em pesquisa não localizei o jornal da data declarada.

O conteúdo da Notícia Falsa diz que Clarence Collins e o Secretário Brunnel tinham sido atropelados e jogados na água, sendo desmentida um mês depois em outro jornal, o The Daily Hub Kearney NET.

Ambas notícias, não foram confirmadas, seria necessário ir a Universidade de Kentucky e verificar o acervo físico para confirmação.

No Brasil, encontrei o registro do que é considerada a nossa primeira Fake News, na época tratada como Hoax, viralizada por e-mail em 2002.

No site e-farsas, consta o registro da história da menina Raquel Arlington com câncer, que foi distribuída por e-mail e usava o nome da AOL, dizendo que o compartilhamento gerava um valor de R$ 0,32 em prol do tratamento da menina, mas era mais uma farsa desmentida pela própria AOL.

Últimas Notícias Falsas mais Conhecidas na Atualidade

Como o mundo não para, as notícias falsas também não, e as últimas estão ligadas ao crime da Vereadora Marielle Franco e à Greve dos Caminhoneiros.

Diversas notícias falsas estão sendo espalhas, como por exemplo um vídeo de 2013 de Brasília tomada por manifestantes como se tivesse ocorrido agora em maio de 2018.

São muitas notícias falsas, mas não irei reproduzir nenhuma delas aqui para não me tornar mais uma distribuidora de “Fake News“!

Como identificar Fake News

Não adianta muito reclamar ou, pior, compartilhar.

Precisamos aprender a identificar a notícias falsa e assim evitar passarmos boatos nas redes sociais, no WhatsApp.

E o primeiro passo é tão óbvio e simples que todos esquecem pelo impulso nervoso que a notícia falsa causa no cérebro humano, basta pesquisar a notícia, basta consultar em algum site oficial de combate à Fake News.

Agora se, após pesquisar, não achou nada, é porque ainda está no início da chamada “viralização” da Fake News, então é necessário apelar para o bom senso crítico que todos temos e não acreditarmos em tudo que lemos na internet.

Tubo bem, eu compreendo que muitas vezes a notícia vem daquela pessoa idônea que admiramos muito e que seria incapaz de compartilhar algo “fake“, mas até essa pessoa pode ter feito isso por impulso ou por interesse próprio e não checou ou usou o senso crítico antes de passar adiante.

Quando receber a Notícia procure ver a fonte, a página ou o site, o link, verificando se não é algo duvidoso como, por exemplo, o site de sensacionalismo.

E não se atenha apenas ao Título, 98% são preparados para chamar sua atenção, usam gatilhos mentais impossíveis de ignorar, então leia a matéria completa antes de pensar em compartilhar.

Conferir a data original de publicação da notícia também é uma forma de identificar e, por fim, pesquise no Google notícias, não custa nada.

Como combater Fake News

O Combate a Fake News já faz parte da agenda política e midiática nacional, porém os ativistas contra o Fake News acreditam que o melhor combate ocorre através da conscientização das pessoas.

Uma notícia falsa na internet e redes sociais, pode ser distribuída para milhões de pessoas instantaneamente através de perfis falsos e os chamados BOTS.
Clique aqui ⇒ e veja nesse artigo o que é um Bot.

Segundo o MIT a Fake News tem alcance 70% maior que uma notícia verdadeira. Por que será?

Já no Brasil o primeiro combate à Fake News, na época tratada pelo termo “Hoax”, surgiu com a criação do Site E-farsas, que denuncia notícias falsas. Infelizmente essas notícias vêm crescendo muito e de forma exponencial desde 2014 e, obviamente, com alvo principal na política.

Outro exemplo de combate a Fake News, é o lançamento da nova ferramenta detectora de Fake News do Facebook, que vem deixando muita gente chateada aqui no Brasil, principalmente a página MBL.

Essa ferramenta permite que os usuários que identificarem a notícia como falsa, possam marcar essa informação que será checada e a notícia passa a ser apresentada informando que é uma notícia de veracidade duvidosa.

Essa é uma forma de alertar-nos antes de sairmos compartilhando, já que o senso crítico e a pesquisa prévia não têm funcionado bem.

Para finalizar…

Esse artigo além do cunho informativo, também tem o caráter de alertar, pois Fake News é mais que uma febre momentânea, é moeda de troca para jornalistas da “imprensa marrom/amarela“, é sempre algo muito negativo que prejudica alguém ou um grupo.

Então, agora que já sabe a origem, como identificar e combater Fake News, passe a informação adiante e vamos, ao menos, tentar acabar com Fake News que passarem na nossa frente. Tudo bem, sei que é muita pretensão, mas não custa tentar não é mesmo…

E para finalizar #sqn, preparem-se para o novo termo da onda o “Post trusth“. A pós-verdade está aí, mas vamos deixar para falar dela em outro artigo!

E… Se você foi vítima de uma notícia falsa conte-nos.

Saudações!

Dharana Ventura

Lista de Site para Identificar FAKE NEWS:

Campanha de divulgação para Educar o público e evitar a viralização de Fake News

Página de Facebook campeã em distribuir Fake News, segundo pesquisas na web:

MBL – Movimento Brasil Livre

Fontes:

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here