Home Equity

Home Equity: Uma solução para muitos

Afinal home equity é bom? Qual a diferença com hipoteca?

Home Equity – Atualmente muito falado no mercado financeiro, mas que poucas pessoas e empresários conhecem e utilizam. Apesar de ter surgido no Brasil em meados dos anos 2000, não se tornou tão popular quanto se esperava, uma vez que nos países desenvolvidos é um crédito muito conhecido.

Mas afinal, o que é home equity? Home equity é uma modalidade de empréstimo, com taxas menores e que precisa de um imóvel como garantia, podendo ser casa, apartamento, sala comercial e até mesmo terreno. Também conhecido como Crédito com Garantia de Imóvel (CGI) ou refinanciamento imobiliário.

A diferença entre o home equity e a hipoteca é a forma como é cumprido o contrato, uma vez que no home equity o imóvel fica alienado ao credor até a dívida ser totalmente paga, já na hipoteca o imóvel permanece em nome do proprietário, sendo assim uma operação com mais riscos para o credor e, consequentemente, na hipoteca se tem juros mais altos.

No Brasil, a maioria da população tem medo de colocar o imóvel como garantia, temendo perder a sua casa, com isso optam por empréstimos com altas taxas de juros ou até mesmo utilizam linhas de crédito de maneira errada, como o cheque especial e o cartão de crédito, se endividando cada vez mais.

Dessa forma, quando a pessoa vai pedir ajuda para uma assessoria financeira é porque já esgotou todas as chances que tinha de empréstimos rápidos, aí que está o problema.

Pois assim como os demais empréstimos, no home equity também tem uma análise de crédito, não é porque tem um imóvel como garantia que o empréstimo será aprovado para todos que procuram, claro que sua aprovação é mais fácil, porém, a instituição credora também analisa o risco daquele crédito, afinal a intenção do credor é receber o valor que emprestou e não adquirir imóveis.

Se deixarmos o medo de perder o bem de lado e pensarmos racionalmente, chegaremos a conclusão que é muito melhor se ter um empréstimo com taxa menor, com um prazo mais alongado, do que um empréstimo caro com prazo curto.

Com isso, podemos concluir que o home equity é bom sim, claro, se usado da maneira correta. O valor do home equity pode servir para muitas finalidades, como por exemplo: quitar dívidas altas com juros altos, reformar a casa, no caso de empresários podem investir ou expandir a empresa, ou seja, o valor pode ser utilizado para o que o precisar.

O home equity pode ser a solução para muitas pessoas que estão endividadas, elas podem trocar várias dívidas por uma dívida com parcelas menores e com prazo maior, ajustando assim, o fluxo de caixa e conseguindo ter novamente uma vida financeira mais equilibrada.

Hoje no Brasil, os principais bancos e fintechs já trabalham com home equity, além das assessorias financeiras e Personal Bankers que fazem uma curadoria mais detalhada para encontrar a melhor taxa para o cliente.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Pular para o conteúdo