MÃE – por Valeria Borges da Silveira

Mãe é um pouco de tudo,
Um mundo infinito de sentimentos
Num universo governado pelo amor.
Mãe é uma linguagem
Dada por um poder abstrato e subjetivo,
Porém concreto e sentido,
Produzido por um ato de amor,
Gerado em seu ventre,
Amado,
Exalado por todo
O complexo de uma emoção…
Mãe… Você é a reunião de tudo,
A poesia
Que do abstrato ao concreto
Transforma em faculdade prodigiosa,
O “cinza” em cotidiano maravilhoso.

Compartilhar

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email
Telegram
Pular para o conteúdo