MEI em Ação: a força do empreendedorismo

0
64
MEI em Ação
MEI em Ação a força do empreendedorismo

A ação que move o empreendedorismo

MEI em ação faz com que a força do empreendedorismo cresça de forma produtiva e positiva. Na prática, é a capacidade de começar do zero um negócio e fazer com que esse negócio traga receitas.

É acreditar num nicho de mercado e traçar planos para que ele se desenvolva.

Nesse contexto, para ser considerado um empreendedor, faz-se necessário que você enxergue oportunidades, identifique as necessidades do consumidor, ofereça um produto ou serviço de qualidade para os clientes, não tenha medo de arriscar e estude bem a comunidade de que se está inserido, para assim investir no seu negócio, e ter bons lucros com ele.

Além dessas qualidades acima citadas, para que isso ocorra dentro dos trâmites legais e consiga ser “aceito” no mercado, é de grande importância que o empreendedor se formalize. Em outras palavras, é necessário que ele possua um CNPJ.

Aí, então, você pode me perguntar: mas, para que eu formalizar o meu negócio e pagar mais impostos ao governo?

MEI - Impostos
MEI – Impostos

Pois saiba que essa é uma forma nada empreendedora de se pensar. Portanto, reflita comigo: a partir do momento que você se formalizar como MEI, terá um CNPJ, adquirindo personalidade Jurídica com baixo custo para o seu negócio, pois todos os impostos a pagar (INSS, ISS, ICMS) estarão todos em uma única guia chamada de DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional, como também passará ter direitos previdenciários, tais como:

  • Aposentadoria por idade;
  • Auxílio doença;
  • Auxílio maternidade, entre outros.

Além que você passará a ter mais visibilidade no mercado, concorda?

MEI

Partindo daí, com mais visibilidade no mercado, você terá maior respaldo para vender, terá melhores clientes, atenderá aos clientes que exijam notas fiscais, sem falar que poderá participar de licitações e vender para o Governo.

Sua empresa irá crescer, logicamente, estará te dando mais lucros, através de uma boa administração, por conseguinte, você estará recebendo mais e criando maior autoridade junto ao seu público alvo e contribuindo para o desenvolvimento local.

Empreendedorismo

Diante dessa postura empreendedora, a força do MEI é exatamente esta, ou seja, você estará formalizado, terá mais visibilidade no mercado, venderá melhor e mais, e terá direito a um limite máximo de faturamento por ano, no valor de 81 mil reais (proporcional ao mês da formalização), para efetivar as suas transações comerciais.

Ultrapassando esse limite de rendimento/faturamento anual, você estará abrindo caminhos para se tornar uma ME (Microempresa), mas continuará ainda no Regime Tributário do Simples Nacional, caso mantenha os mesmos CNAE de atividades e/ou os CNAE pertencentes ao Simples Nacional, é claro.

E quando acontecer esse desenquadramento de MEI para ME, significa que a força do seu empreendedorismo estará em total ação e você poderá se considerar um verdadeiro empreendedor em constante processo de evolução e crescimento empresarial.

Referência: ACONTREC Contábil, fazendo acontecer junto com você!

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

Artigo anteriorGovernança Familiar – A importância do planejamento sucessório
Próximo artigoGratidão e Muito obrigado é ter um coração verdadeiramente agradecido
Fundadora e CEO da Empresa ACONTREC Contábil; Profissional Contábil com CRC/PR: 024751/O3 T-PE; Especialista em Gestão Estratégica Administrativa e Financeira pela Faculdade Bagozzi/PR; Especialista no MEI com mais de 7 anos de experiência por meio de atendimentos diversos e Consultorias para mais de mil Microempreendedores Individuais, como também Microempresas enquadradas no Simples Nacional. Consultora Coach Financeira, Professora e Palestrante. Idealizadora e Apresentadora dos Projetos: Programa FALA MEI e MEI SEM SEGREDOS da ACONTREC Contábil. Analista em Desenvolvimento de Sistemas pela Fundação Universidade do Tocantins/ UNITINS. Dois Artigos de autoria, publicados na Revista Científica Administração e Ciências. Foi Gestora na Empresa VIRTE Assessórios Automotivos/PR, onde foram gerenciados 40 Colaboradores por 2 anos. É praticado a Aprendizagem continuada em diversos Cursos ministrados pelo CRC/PR; Participou do Curso de Programação Neurolinguística/PNL com o Professor Espanhol, Pedro Terrer, em Recife/PE; Participação, no ano de 2019, em 20 Palestras do 3° Congresso online Brasileiro de Contabilidade/CONBCON; e de forma presencial do Curso XDay Contábil Curitiba, ministrado pela OMIE, além de participar recentemente do Curso online da PUCRS com os Professores conceituados, Leandro Karnal e Luíza Helena Trajano; dentre diversos outros Cursos de aprimoramento Profissional e Pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui