Nossos órgãos falam através das emoções

0
401
Nossos órgãos falam
Nossos órgãos falam através das emoções

Órgãos e emoções

Nossos órgãos falam através das emoções, quando você traz energia emocional negativa contra si, você se coloca contra você, você está se auto atacando!

Isso dirige suas energias psicológicas contra você mesmo de uma forma destrutiva que o diminui.

Isso geralmente cria estados de baixo auto autonomia.

Quando a pessoa está com preocupações excessivas, gera ansiedade, os pensamentos múltiplos e acelerados, aí começa a dizer, eu tenho que fazer, eu poderia ter feito.

Eu gostaria e por aí vai, se eu fosse, se tal pessoa tivesse feito, eu queria fazer, mas não me deixaram fazer.

Todos esses processos do seu eu fosse se eu tivesse, acaba por gerar estagnação do fígado, o que também atinge diretamente o baço.

E aí o que acontece? O que ele faz? Acelera o sangue, esquenta o sangue, e surge a raiva, a agressividade, a pessoa fica irada.

Quando a pessoa sabe o seu limite, e tem a compreensão de que fez o que poderia ser feito, o que estava dentro do seu limite, que não adianta forçar algo que não está totalmente no seu controle, isso é benéfico.

O baço trabalha com mais tranquilidade.

A frustração quando vem, só aumenta a ansiedade, o estresse e o nervosismo.

A energia do baço sobe, prejudica o coração, e sobe mais ainda, atrapalhando cada vez mais os pensamentos, multiplicando e acelerando, formando uma verdadeira teia de aranha, com a ansiedade e o estresse e o cansaço mental.

Quanto mais a pessoa tem a mente sobrecarregada, cheia de pensamentos embaralhados, mais a pessoa puxa quem domina, que é o fígado.

E aí a mente domina quem?

O rim que é a coragem, a força a ação, as atitudes positivas.

A mente tem que nutrir o rim, porque a essência adquirida vem do baço, que é quem produz o sangue.

E quando a mente está sobrecarregada, toda cheia tumultuada, ela não consegue mandar a energia do baço, para o rim, porque ela está enfraquecida.

E aí a nossa mente entra em colapso, enfraquecendo a energia do rim, deixando a pessoa sem coragem para tomar uma iniciativa.

A pessoa está sempre preocupada com um milhão de coisas, sempre exagerando nas cargas das preocupações, colocando muito mais valor, do que verdadeiramente tem.

E com tudo isso na cabeça, como vai adquirir coragem? Não, não vai conseguir se não fizer o reequilíbrio energético e o realinhamento cinestésico.
E como fazer para que isso aconteça?

Em primeiro lugar tem que limpar os pensamentos, ordená-los e colocar em ordem a mente para que as energias possam ficar melhor distribuídas.

Tonificar os acupontos ou tsubos, para que as energias dos
Meridianos possam fluir livremente.

Órgãos e emoções
Emoções

Portanto as emoções mais densas, como a ira a raiva vem do fígado, o fígado fraco não consegue dominar as emoções, e manda essa mensagem para a máquina pensante, que a mesma vai devolver para o fígado fazendo um equilíbrio.

A pessoa pensa muito e fica sem sangue fluídico e irritado, com a deficiência de sangue, a má produção do baço, o corpo todo vai ficar todo cheio de nódulos, pode aparecer cistos, cálculos na vesícula ou nos rins, nódulos na mama, na tireoide.

Perde totalmente a sede, não consegue tomar água o suficiente.

Dessa forma o baço não vai produzir sangue, e o fígado deixou de funcionar de forma adequada, fica estagnada.

A pessoa que não sabe pensar direito não consegue sentir, também as respostas do próprio corpo.

A pessoa é super ansiosa quer tudo ao mesmo tempo, de imediato, não tem paciência para esperar nada.

Trabalha em mais de uma atividade, somatiza todos os problemas das atividades ao mesmo tempo, levando todas as questões de trabalho de uma para outro e tudo para casa.

É claro que essa situação não vai prestar, vai dar pane na caixa emocional.

O baço com o excesso de informações mental, vai diminuir a circulação do sangue, e diminuir a energia, depois ele o diminui sangue, depois o yang.

Quando diminui a energia, não tem sede, não tem fome, não tem sono, está sempre cansada.

Quando diminui o sangue, a visão fica embaçada, seca, dá tortura, pele seca, sem vitalidade, a menstruação irregular, sempre atrasada.

Quando diminui o yang, tem menos fome ainda, diarreia e frio.

Essa é a ação do baço, a forma como ele trabalha e como dá suas respostas, se correspondendo com os outros órgãos.

A medicina Chinesa é muito lógica, temos essa possibilidade de ver claramente onde é que está a deficiência da pessoa, o diagnóstico é possível saber a partir das primeiras palavras quando a pessoa começa a falar.

Então quando o baço está fraco que já diminuiu a energia, o sangue e o yang, aí ela vai enfraquecer o órgão em que está mais fraco.

Por isso depende de como cada pessoa vai reagir na hora do pânico, se vai ter uma taquicardia, ou paralisar, ou uma diarreia.

Portanto é imprescindível que a pessoa se recolha e acalma o fígado, mantenha a tranquilidade, e a serenidade para que o baço possa produzir mais sangue, e aí começa a se equilibrar.

A medicina tradicional Chinesa, sabe claramente quem está na harmonia e quem não está.

Existe um padrão de harmonia de medo, de raiva, de pânico, de tudo para poder gerar saúde.

O baço já enviou o alerta, mas não foi dado a importância para ele.

E o baço que drena os líquidos, quem pensa muito, tem acúmulo de líquidos, fica com as mãos inchadas, pés inchados, língua inchada grossa, tudo isso é aviso do baço, que ele precisa de atenção.

O baço perde sua função de ascensão, de subir de fluir, e o estômago a função de descida.

O baço joga a energia para cima, para a cabeça, para ficar em alerta, acordado e nutrir os pulmões,

Quando as pessoas ficam com a sensação de sono durante o dia, come e fica estufado, é o baço preguiçoso.

Uma emoção é a diferença (para pior ou para melhor) entre o seu mapeamento do mundo, e como você experiência os ambientes.

As emoções dão sinais e mensagens sobre essa diferença.

Emoções são apenas emoções e não comandos, e não ordens infalíveis.

Você gerencia bem suas emoções quando as aceita e usa para obter informações sobre se deseja ajustar seu mapa ou melhorar suas habilidades de lidar com a vida.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui