O Crescimento nas exportações de carne de aves e suínos

0
111
O crescimento nas exportações de carne de aves e suínos
O crescimento nas exportações de carne de aves e suínos

Exportadores promovem ação na Coreia do Sul

O crescimento nas exportações de carne de aves e suínos foi levantada por meio de dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) sendo considerados todos os produtos, como por exemplo os processados e os in natura.

Foram totalizadas 397,4 mil toneladas de carne de frango e 108,8 mil toneladas de carne suína, em junho.

O diretor de mercados da ABPA avaliou que devido ao retorno da economia em diversas partes do mundo, houve impacto positivo nas exportações dos setores supramencionados.

Ocorre que, conforme acumulado de janeiro até junho de 2021, as vendas internacionais de carne de aves e suína, chegaram a 2,244 milhões de toneladas e 562,7 mil toneladas, respectivamente.

Não é novidade que a China é o principal parceiro comercial do Brasil quanto ao comércio exterior das carnes á citadas.

Importante pontuar que tivemos outros destaques de destinos de exportações em junho.

No tocante à carne de frango, tivemos os Emirados Árabes Unidos, seguido pelo Japão, África do Sul, União Europeia e México.

Já quanto à carne suína, tivemos destaques também no mês de junho, do Chile, Vietnã, Filipinas e Argentina.

Quando se trata de estados brasileiros que exportam segundo dados da ABPA, o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul são os líderes de carne de frango e suína.

Assim, como houve notável aumento nos preços internacionais, é inevitável que se deve repassar custos de produção, o que gera impacto na avicultura e suinocultura brasileiras.

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Ricardo Santin, analisou que o bom desempenho das exportações foi crucial para a redução dos impactos nos custos de produção.

Diante disso, é notório que se deve buscar mais parceiros comerciais e então alguns exportadores de aves e suínos, decidiram colocar até o dia 29 de julho, uma campanha na Coreia do Sul, de forma a exaltar os atributos das carnes de aves e suínas made in Brazil, aumentando com isso o crescimento nas exportações.

Linhas de metrô e terminais de ônibus da capital coreana possuem telas que registram a promoção da campanha além de impulsionamentos tanto no Facebook quanto no Instagram.

Metrô de Seul
Fotos Divulgação: Registros da promoção nas estações de Metrô de Seul

A ação é oriunda de parceria entre a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e tem apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento além da Embaixada Brasileira em Seul.

A Coreia do Sul é a 8ª maior importadora de carne de frango brasileira. Não obstante, a carne suína ainda deve ser mais explorada devido ao seu importante potencial.

Portanto, há esperança que as vendas ao mercado asiático ganhem impulso e fortaleçam ainda mais a imagem da qualidade dos produtos brasileiros.

Acesse outras matérias de minha autoria, clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui