Os desafios para conciliar maternidade e empreendedorismo

0
55
Maternidade e Empreendedorismo

Conciliar maternidade e empreendedorismo, não é fácil. Mas será que é possível ter seu negócio próprio, seguir carreira empreendedora e ainda ser uma boa mãe?!
Sim!

Aqui estou eu, mãe de dois filhos. Tenho uma menina de 2 anos e um menino RN com uma rede de franquias com mais de 30 lojas pelo Brasil! Costumo chamar nosso dia a dia de ginástica!

Como eu dou conta? Vejam as dicas abaixo:

1. Sim, É possível! Confie em você.

A maternidade pode trazer com ela muitas tarefas que dependem realmente só da mãe e nosso coração tende a ficar dividido.

Mas junto com a maternidade também se atribui muitas novas habilidades e dons! Veja como seu dia passou a render mais depois que você se tornou mãe! Como consegue executar mais de uma tarefa ao mesmo tempo e com êxito! Você é capaz!

2. Coloque a culpa de lado.

Nada de ficar achando que se dedicar a carreira é sinal de não ser uma boa mãe. Você é o exemplo para seus filhos e trabalhar e realizar-se profissionalmente, é, com certeza, motivo de grande admiração.

Não há chance desta carreira estar associada a algo negativo quando está tão relacionada a doação e dedicação extrema para prover a quem mais amamos, nossa família.

3. Crie rotinas com seus filhos.

A rotina permite que você possa se organizar. Ter estabelecido atividades para seus filhos como: hora de brincar, de comer e de dormir ajudam muito!

Sabemos que nem todo dia é igual ao outro e quando se trata de crianças não é possível criar um cronograma de tarefas fixas com horários específicos.

Porém, é possível estabelecer e definir momentos para realizar tais atividades. Assim seu filho saberá o que esperar e você pode se organizar para render mais, principalmente, no horário que eles estão dormindo, por exemplo, ou na escola ou brincando.

Lembre-se de promover a independência saudável em seus filhos, incentiva-los a comer sozinhos quando estiverem prontos e por que não, até brincar sozinhos ou com os irmãos!

4. Forme uma equipe de talentos.

A mantenha constantemente treinada, com as respectivas funções bem definidas e esforce-se ao máximo para reter essas pessoas em quem você pode confiar, mesmo quando ausente.

Saiba valorizar as colaboradoras que também são mães e que compartilham dos mesmos desafios.

Todas essas dicas ajudam a conciliar o empreendedorismo com a maternidade.

Mas sim, essa rotina pode se tornar também uma gangorra, com altos e baixos.

Tem dias que conseguimos riscar todos os afazeres da agenda, que conseguimos ganhar 5 estrelinhas pela participação dos momentos simples, mas de extrema importância do dia a dia dos nossos filhos como brincar, fazer tarefas, cozinhar, dar o almoço sem choros, sem birras, e ainda vencer o relógio para estar na cama cedo como manda o figurino!

Mas tem dias que a gangorra fica mais lá embaixo, onde o almoço é bem rapidinho, que as crianças choram mais, pedem pela mãe bem naquela hora que não podemos por algum motivo atendê-los, e por aí vai!

Mas não deixe de lado sua profissão, pois isso não te tornarás jamais uma “mãe não tão boa” e sim uma mãe com mil e uma habilidades e dedicação extrema.

Confie em seu potencial e não desista do seu sonho se este é “empreender maternando”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here