Por que a inovação pode não ser a melhor saída para o seu negócio?

1
649
Inovação

Quando você escuta falar sobre inovação, o que vem na sua cabeça?

Bom, a maioria das pessoas acham que inovação é sinônimo de geração de ideias, e se você é uma destas pessoas que automaticamente pensa em startups e novas ideias quando escuta esse termo, fica por aqui, que hoje eu vou te mostrar que a inovação está muito mais ligada ao seu dia a dia que você poderia imaginar.

É óbvio que a geração de ideias está intimamente ligada à inovação, mas esta é a parte glamorosa, e confesso que a mais estimulante do processo. Mas, pense em uma linha do tempo comprida.

A inovação está localizada lá perto da ponta direita. Não se começa com a inovação, pois para inovar é preciso antes executar!

É a execução, o empreender processos que vai gerar inovação, por isso, esse conceito está muito mais ligado a entrega, pessoas, processos, que propriamente a gerar ideias.

Sem processos definidos de execução, grandes ideias irão a lugar algum, ou nem mesmo irão nascer.

Por isso inovações nascem da prática e não o contrário. Inovações nascem de um olhar empreendedor para determinados pontos de execução. E é aí que está o problema para algumas empresas, em especial as que estão iniciando.

Jim Clifton, presidente da Gallup, afirma que a falta de inovação em um negócio não é o problema, mas sim a falta de empreendedorismo.

Em um país onde anualmente milhares de empresas fecham suas portas, esse é um alerta que nos chama atenção.

Você está empreendendo de verdade no seu negócio? Ou será que a inovação é a nossa única tábua de salvação em momentos de crise?

Nos últimos anos os dados apontam que no Brasil mais empresas tiveram suas portas fechadas que abertas, o que é muito triste e assustador.

Nós sabemos que a situação política e econômica do país não estava fácil, mas algumas perguntas precisam ser respondidas sobre um negócio que queira se manter saudável:

O dono da empresa conhece todos os números do seu negócio?

Há um acompanhamento das pessoas e processos da empresa de forma que seja possível realizar as quantificações necessárias?

Há momentos de planejamento e puro pensamento estratégico para que as inovações possam nascer dos dados reais do negócio?

O relacionamento com clientes, colaboradores, concorrentes, parceiros e fornecedores é valorizado e tomado como um ponto estratégico?

Bom, eu poderia seguir com uma lista de outras perguntas, mas você já deve ter entendido o que eu quero dizer. Inovação não é apenas ter uma grande ideia sentado no sofá, ou caminhando pela rua que vai te gerar milhões ou mesmo salvar seu negócio!

Inovação é um hábito diário do empreendedor, é olhar os pequenos detalhes com uma simples interrogação: “como podemos fazer melhor”?

Esse é o verdadeiro espírito empreendedor, que segundo Jim Clinton, é “a energia e o talento mais escasso, raro e difícil de encontrar no mundo”.

É executar o dia a dia com o olhar da inovação, e entender que inovação é fazer melhor o que já é feito.

Mas como desenvolver mais esse espírito empreendedor que consegue inovar os pequenos detalhes? Bom, aqui vão algumas dicas para você começar a colocar em prática hoje!

1 – Conhecer sua marca como ninguém!

Você precisa conhecer os pontos fracos e fortes da sua marca pois só assim poderá entender como é possível melhorá-la.

Existem diversas ferramentas que podem te ajudar nesta análise, a matriz swot é uma delas. Mas se sentir que é necessário, procure um Coach que te ajude a pensar estrategicamente sobre este assunto.

2 – Ter o domínio sobre o seu posicionamento

Muitas vezes a inovação é apenas uma mudança de posicionamento. Pense nisso: como as pessoas veem a sua marca?

Em uma simples analogia, o posicionamento é aquilo que as pessoas falam quando você não está presente. Sua marca gera bons comentários?

3 – Promover e comunicar bem particularidades do seu negócio

Esse tema é extremamente importante! De nada adianta você conhecer bem seu negócio se seus clientes, colaboradores e parceiros não conhecem.

É sua função comunicar de maneira clara as particularidades do seu negócio e promovê-lo. Isso nos leva à próxima dica…

4 – Construir relações

Você pode até achar que não é importante construir relações, em especial se seu negócio atua muito online, mas nem por um minuto deixe de lado a construção de relações que elevem você e o seu negócio.

Esse assunto é tão importante que vou dedicar o próximo artigo aqui na revista exclusivamente a ele.

5 – Desenhar processos mas pensar fora da caixa

Eu digo que desenhar processos é trabalho de casa de todo empreendedor. E esse trabalho precisa estar bem feito!

Não há como pensar em inovações mirabolantes se o básico não foi feito. E ter processos desenhados é o básico de uma empresa.

É em cima desses processos que podem surgir grandes inovações, então olhe para eles, não como algo que te algema, mas como um roteiro que pode ser melhorado. Pense fora da caixa!

6 – Ser um eterno estudante

Essa é a dica que eu mais gosto. E é sério!

Um empreendedor precisa ser um eterno estudante, sabe por que? Porque a característica principal do empreendedor é trabalhar no nível estratégico do negócio.

É pensar estrategicamente o crescimento, a inovação. E sabe como se faz isso? Estudando! É estudando, lendo, assistindo filmes inspiradores, entendendo um pouco (ou muito) sobre a política, a economia, finanças, investimentos, comportamento do consumidor, marketing, gestão que você vai ter ideias inovadoras para o seu negócio.

Eu gosto muito de ler biografias de grandes empreendedores. Entender como essas pessoas pensam e agem quebra paradigmas que já temos muito introjetados e abre um mundo de novas possibilidades.

Essas são dicas simples, mas se transformadas em hábito, tornarão o seu negócio muito mais maduro e você um empreendedor imbatível.

Comece agora!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here