Quem não é vista, não é lembrada

0
261
Prêmio Mulher Empreendedora Curitibana
Prêmio Mulher Empreendedora Curitibana

A importância da visibilidade para as mulheres empreendedoras

Quem não é vista, não é lembrada é uma frase muito conhecida pelas mulheres já que, desde muito cedo, aprendemos a ser discretas, recatadas e comportadas. Esses adjetivos reforçam os estereótipos do ser mulher.

Nós, mulheres do século XXI, empreendedoras, empoderadas e conscientes do nosso papel na sociedade, já entendemos a importância de romper com a invisibilidade e buscar o nosso lugar ao Sol. Para isso, precisamos aparecer!

Somente a título de exemplo, em 2019, os rendimentos das mulheres em cargos de maiores rendimentos, tais como CEO, diretoria, gerente ou outras formas de liderança teve uma defasagem em relação aos homens de 61,9%.

Porém, se os dados numéricos e quantitativos continuam contra nós, no âmbito qualitativo, a realidade já começa a mudar.

Neste artigo, quero destacar a importância de aparatos, ferramentas, campanhas e prêmios que de fato contribuem para a visibilidade e reconhecimentos das mulheres empreendedoras.

Entre essas iniciativas, quero destacar o Prêmio Mulher Empreendedora Curitibana.

O prêmio tem como objetivo de estimular, reconhecer e promover o talento das empreendedoras de Curitiba e Região Metropolitana e é promovido e coordenado pela Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação para valorizar e visibilizar as mulheres empreendedoras.

O grande diferencial desse prêmio, é sua organização e o método utilizado para classificação e avaliação das empreendedoras; tudo descrito de forma clara e objetiva em um Edital de Chamamento Público.

A participação das empreendedoras é estimulada e incentivada, oportunizando o maior número de mulheres, cisgênero e transgênero a partir dos 16 anos, pessoa física ou jurídica, residente em Curitiba e Região Metropolitana.

As mulheres podem escolher uma entre as 5 categorias do Prêmio: MEI, Micro e Pequena Empreendedora, Ideia Empreendedora, Startup e Impacto Socioambiental.

Prêmio Mulher Empreendedora Curitibana - Categorias

Outro diferencial está associado aos critérios de participação e de avaliação, os quais estão distribuídos em 5 fases:

  1. Habilitação e entrega de documentações, regularizações legais das empresas;
  2. Avaliação do Plano de negócio da empresa;
  3. Classificatória, onde são avaliados os pitchs de venda. Em cinco minutos, precisamos convencer e conquistar a comissão avaliadora sobre relevância do nosso negócio;
  4. Entrevista final, onde são validadas as informações anteriores;
  5. Premiação, o grande momento é realizado em uma cerimônia pública.

Existe uma comissão avaliadora, composta por empreendedoras voluntárias, que vão atribuindo notas a cada fase e classificando para a fase seguinte.

Minha empresa, o INTREPEDS – Instituto de Treinamento, Pesquisa e Desenvolvimento do Ser, estamos concorrendo na categoria Micro e Pequena Empresa. Passamos para a fase Classificatória e aguardando as datas das entrevistas.

Para mim, a emoção e o sentimento em cada fase, são comparáveis a viver os grandes momentos da minha vida, tais como: passar no vestibular, casamento, passar no mestrado, nascimento do meu filho. É algo marcante e impactante!

Além disso, recebemos um programa de treinamento incrível, composto de 16 atividades, entre elas oficinas, palestras com várias temáticas e com profissionais sensacionais de âmbito nacional. Entre elas, oficinas para nos prepararmos para as atividades exigidas pelo prêmio.

Desde junho/2021, estamos focadas nesse projeto, o qual nos colocou na posição de pensar, estudar, escrever e falar sobre o nosso negócio. Além das pessoas e empresas incríveis com as quais estamos fazendo network, trocando experiências e até fazendo negócios.

Expresso minha alegria, satisfação e encantamento por estar fazendo parte desse projeto e convido a todas as empreendedoras para conhecer, participar e incentivar o Programa e o Prêmio Empreendedora Curitibana. Contatos para novas informações: www.agenciacuritiba.com.br.

A visibilidade e o reconhecimento são as chaves para nossa motivação interna. Precisamos aprender a conviver, valorizar e investir nesses momentos incríveis de nossas vidas, onde vivemos intensamente a nossa vulnerabilidade e, principalmente, onde podemos encontrar a nossa visibilidade.

Como diz Brene Braw, para crescer e evoluir, precisamos ter:

“A prática diária de abandonar quem nós pensamos que devemos ser e abraçar quem somos”.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias.

Artigo anteriorNossos órgãos falam através das emoções
Próximo artigoLei da correspondência, a vida é um espelho do que há em ti
Sirley Machado Maciel, tem 48 anos e é casada há 28 anos com Rui Valese, com quem têm de um filho lindo e inteligente, chamado Gabriel Vinicius. É Mestre em Tecnologia e Sociedade (UTFPR). É Bacharel em Artes Cênicas pela PUCPR, Pós-Graduação em Psicodrama e Psicodrama Pedagógico (FEBRAP), Educação a Distância pela Faculdade do Senac (SP) e Psicoterapia Transgenerativa, pelo Instituto de Regressão do Brasil e FATECPR. É Master Coaching, com atuação em Coaching Executivo, PNL, Analista Comportamental Pessoal e Profissional Internacional, Terapeuta Internacional de Barras de Access. Hipnóloga Terapêutica, é autora de livros na área de oratória e psicodrama e co-autora na área de coaching. Presidente do INTREPEDS – Instituto de Treinamentos, Pesquisa e Desenvolvimento do Ser e, em 2018, recebeu o Prêmio Profissionais do Ano como maior autoridade em oratória do Estado do Paraná, em reconhecimento aos 30 anos de trabalho como professora de oratória. Em 2019 recebeu o Prêmio THE WINNER AWARDS, concedido pela International Business Magazine, e o Prêmio Brazil Quality Summit 2019, concedido pela Latin American Quality Institute, como "Empresa Brasileira do Ano 2019" e ela a Empresária do ano de 2019. É uma pessoa de propósitos fortes e acredita que todas as mudanças passam pelo desenvolvimento integral do ser humano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui