Seu desejo sexual está reduzido?

0
9179
Seu desejo sexual está reduzido?
Seu desejo sexual está reduzido?

Veja os fatores que podem diminuir o seu desejo sexual

Seu desejo sexual está reduzido? Esta é uma grande queixa de homens e mulheres, principalmente quando o casal está junto a um bom tempo.

Já percebeu que casais que mais de 7 anos de relacionamento, muitas vezes entram em crise. E, você sabe o motivo?

Quando nos habituamos, ou seja, entramos na rotina em nosso relacionamento, a “familiaridade” de sempre realizar o mesmo conduz à indiferença. Nosso organismo perde a capacidade de responder aos mesmos estímulos.

Percebemos que sair da mesmice é de extrema importância. Para que isto aconteça e o nosso desejo sexual volte novamente precisamos criar novos estímulos com o nosso par.

O desejo sexual de cada pessoa é diferente e não existe libido “normal”. Mas se você acha que sua falta de desejo por sexo é angustiante ou está afetando seu relacionamento, é uma boa ideia buscar ajuda.

Que tal começar mudando as posições sexuais? Assista o vídeo abaixo:

Depressão, ansiedade, estresse, problemas de relacionamento, experiências passadas, medicamentos, alterações hormonais podem reduzir o desejo sexual

Esta matéria explica algumas causas comuns da falta de desejo em seu relacionamento e como podemos reverter esse quadro com a prática do pompoarismo. Vejamos:

Causas comuns de baixa libido

Uma das primeiras coisas a considerar é se você está feliz em seu relacionamento. Você tem dúvidas ou preocupações que possam estar por trás da perda do desejo sexual?

Uma baixa libido pode ser o resultado de:

  • Estar em um relacionamento de longo prazo e familiarizar-se demais com seu parceiro;
  • Perda de atração sexual;
  • Conflito não resolvido e argumentos frequentes;
  • Comunicação pobre;
  • Dificuldade em confiar um no outro;
  • Problemas sexuais físicos.

Problemas sexuais

Precisa considerar também se o problema é uma questão física que torna o sexo difícil ou insatisfatório.

Por exemplo, um baixo desejo sexual pode ser o resultado de:

  • Problemas de ejaculação;
  • Disfunção erétil;
  • Secura vaginal;
  • Sexo doloroso;
  • Uma incapacidade de orgasmo;
  • Aperto involuntário da vagina (vaginismo).

Estresse, ansiedade e exaustão

Estresse, ansiedade e exaustão podem consumir tudo e ter um grande impacto em sua felicidade, incluindo seu impulso sexual.

Se você sentir que está constantemente cansado, estressado ou ansioso, pode precisar fazer algumas mudanças no estilo de vida ou falar com um médico para obter orientações e melhorar o seu estilo de vida.

Depressão

A depressão é muito diferente de simplesmente se sentir infeliz, miserável ou farto por um curto período de tempo. É uma doença grave que interfere em todos os aspectos da sua vida, incluindo a sua vida sexual.

Um baixo desejo sexual também pode ser um efeito colateral dos antidepressivos. Fale com seu médico se achar que isso pode estar causando problemas.

Envelhecimento e a menopausa

A redução do desejo sexual não é uma parte inevitável do envelhecimento, mas é algo que muitos homens e mulheres experimentam à medida que envelhecem.

Existem tratamentos para aumentar os níveis hormonais se os níveis baixos estiverem causando problemas, como a terapia de reposição hormonal (TRH) com ou sem tratamento com testosterona para mulheres na menopausa. Ou, a prática do pompoarismo de forma natural.

Gravidez, parto e amamentação

A perda de interesse pelo sexo é comum durante a gravidez, após o parto e durante a amamentação.

Isso pode ser devido a:

  • Mudanças em seus níveis hormonais;
  • Mudanças em seu corpo e problemas com sua imagem corporal;
  • Exaustão;
  • Sexo doloroso causado por uma lesão, como um corte ou rasgo, durante o parto;
  • Prioridades alteradas, como focar em cuidar de seu bebê.

Esses problemas podem melhorar com o tempo. Fale com um médico se seu desejo sexual não retornar e for um problema para você.

Problemas de saúde

Qualquer condição médica de longo prazo pode afetar seu desejo sexual. Isso pode ser resultado do desgaste físico e emocional que essas condições podem causar ou pode ser um efeito colateral do tratamento.

Por exemplo, uma baixa libido pode estar associada a:

  • Doença cardíaca;
  • Diabetes;
  • Problemas na tireóide – onde a glândula tireoide não produz hormônios suficientes;
  • Câncer;
  • Cirurgia de grande porte – por exemplo, cirurgia para remover os ovários e o útero em mulheres.

Fale com um médico ou especialista se achar que sua libido está baixa pode ser o resultado de uma condição médica ou algum tratamento.

A prática do pompoarismo aumenta a libido em homens e mulheres.

O trabalho dos exercícios do assoalho pélvico que é realizado na prática do pompoarismo aumenta a libido, evita a queda do útero (causada pela flacidez do assoalho pélvico) e facilita o parto normal.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP), mostrou que 34,6% das brasileiras sofrem com a falta de desejo sexual e 29,3% delas têm vida sexual sem orgasmo.

A prática do pompoarismo aumenta a lubrificação e a libido, realizando contrações vaginais e relaxando por meio dos exercícios, aumentam o grau de excitação. Com isso, a mulher fica mais lubrificada e sente mais prazer, o que melhora sua libido.

Já nos homens, ao praticar o pompoarismo masculino ocorre o aumento da testosterona de forma natural e aumenta o seu apetite sexual.

O grande benefício do pompoarismo masculino é que o homem passa a ter controle absoluto do seu prazer. Mantendo a ereção por mais tempo e consegue segurar a ejaculação para que ela aconteça somente no momento que ele escolher.

Vamos aumentar o seu desejo sexual, agora mesmo? Comece praticando pompoarismo, seja você homem ou mulher.

Clique aqui e acesse, curta e compartilhe minhas outras matérias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here